RESULTADOS.

Tour da Suiça 2017 Resultados #3 Etapa.

Michael Matthews (Team Sunweb) venceu a terceira etapa do Tour de Suisse , derrotando Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) e John Degenkolb (Trek-Segafredo) de um pelotão reduzido em Berna.

O ciclista australiano permaneceu junto com um grupo  durante o último quilometro em subida despreocupado, aguardando seu tempo para atacar  com 150m para a linha chegada.

Sagan e Degenkolb ficaram presos atrás de Matthews, mas não conseguiram ultrapassá-lo.

A vitória também foi suficiente para que Matthews  assumisse a camisa amarela enquanto o ex-líder Stefan Küng (BMC Racing) sobrou nos últimos quilômetros e com isso ficou fora do top 10 geral.

Resultados.

1. Michael Matthews (Aus) Team Sunweb, in 3-49-48
2. Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe
3. John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo
4. Tim Wellens (Bel) Lotto Soudal
5. Michael Albasini (Sui) Orica-Scott
6. Patrick Bevin (NZl) Cannondale-Drapac
7. Arthur Vichot (Fra) FDJ
8. Matteo Trentin (Ita) Quick-Step Floors
9. Jan Bakelants (Bel) Ag2r La Mondiale
10. Damiano Caruso (Ita) BMC Racing,

Classificação Geral.

1. Michael Matthews (Aus) Team Sunweb, in 8-18-47
2. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb, at 10 secs
3. Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe, at 11 secs
4. Damiano Caruso (Ita) BMC Racing Team, at 19 secs
5. Michael Albasini (Swi) Orica-Scott, at 20 secs
6. Patrick Bevin (NZl) Cannondale-Drapac, at 22 secs
7. Matteo Trentin (Ita) Quick-Step Floors, at 23 secs
8. John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo, at 24 secs
9. Jon Izaguirre (Spa) Bahrain-Merida, at 25 secs
10. Marc Soler (Esp) Movistar

 

 

Criterium du Dauphine 2017 #6 Etapa.

Richie Porte está feliz de sair com a liderança do Critérium Du  Dauphiné depois da “descida louca”.

 

O australiano Richie Porte (BMC Racing) conseguiu a liderança do Critérium du Dauphiné  nesta sexta-feira após uma “descida louca” no Mont du Chat na França.

Porte perseguiu um ataque de Chris Froome (Sky) na descida, que será usado no próximo Tour de France.

“Houve muitos ataques (na subida), mas nosso time ficou calmo”, explicou Porte. “Fiquei feliz por ir ao topo com apenas Froome e eu, e Aru na frente com Jakob.

“Foi uma boa etapa, uma descida louca, mas estou em um bom lugar”.

Porte lidera por 39 segundos sobre Froome. Fuglsang está a 1:15 e outros favoritos como Alejandro Valverde (Movistar) e Romain Bardet (Ag2r) perderam tempo.

“Para entrar no Dauphiné assim, e na primeira etapa difícil. Para estar lá na frente com dois dos outros favoritos para o Tour.

“Além disso,  o Dauphiné é muito bom. Para mim, pessoalmente, ganhar pela primeira vez para Astana … É um grande alívio, um grande alívio “.

Fuglsang marcou sua primeira vitória desde 2012 e a temporada de 2017 da Astana, após a vitória de Michele Scarponi no Tour dos Alpes em abril.

O italiano morreu enquanto  treinava perto de sua casa.

“Foi um pouco de má sorte para o nosso time”, disse Fuglsang. “Por sorte, somos competitivos agora antes do Tour.

O peso caiu nos ombros da Astana com dois homens no grupo da frente de quatro homens. Aru jogou seu cartão na subida, Fuglsang perseguiu Froome na descida.

No sprint,  Fuglsang  foi o mais rápido.

“É um sucesso da equipe, não só Fabio e eu, mas os caras que trabalharam antes da subida e nos mantiveram em posição para torná-lo o mais fácil possível. Além disso, eles estavam lá e protegendo e ajudando. É uma vitória para toda a equipe, com certeza ”

 

 

Resultados.

1. Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team,  3:41:48
2 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team
3 Chris Froome (GBr) Team Sky
4 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team, st
5 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team, 0:50
6 Daniel Martin (Ire) Quick-Step Floors
7 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale,  st
8 Oliver Naesen (Bel) AG2R La Mondiale,  1:06
9 Alberto Contador (Esp) Trek – Segafredo, st
10 Emanuel Buchmann (Ger) Bora – Hansgrohe, 1:14

Classificação Geral.

1 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team,  20:52:34
2 Chris Froome (GBr) Team Sky,  0:39
3 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team,  1:15
4 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team,  1:20
5 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team,  1:24
6 Alberto Contador (Esp) Trek – Segafredo,  1:47
7 Daniel Martin (Ire) Quick-Step Floors,  2:14
8 Emanuel Buchmann (Ger) Bora – Hansgrohe,  2:30
9 Romain Bardet (Fre) AG2R La Mondiale, 2:49
10 Rafael Valls (Esp) Lotto Soudal,  3:16

 

Criterium du Dauphine 2017 #4 Etapa.

Richie Porte (BMC)  venceu a quarta etapa do Critérium du Dauphiné , pois colocou tempo em seus rivais, enquanto Thomas de Gendt manteve a camisa dw líder pelo terceiro dia consecutivo.

Porte manteve a tensão alta quando ele registrou apenas um déficit de dois segundos para Tony Martin na verificação de tempo intermediária  no meio do percurso.

No entanto, mostrando toda a sua capacidade em provas de contra relógio o australiano  bateu o tempo do alemão em 11 segundos.

O campeão mundial de contra relógio, Martin, pensou ter conquistado a vitória na quarta etapa  do Critérium du Dauphiné ao ver Chad Haga (Subweb) a 20 segundos.

Infelizmente,  Martin teve que se  contentar com o segundo lugar.

O Critérium du Dauphiné continua nesta quinta-feira com mais uma etapa de sprint, com uma rota de 175,5 km.

Resultados.

1 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team, 28:07
2 Tony Martin (Ger) Katusha-Alpecin,  12s
3 Alejandro Valverde (Esp) Movistar,  24s
4 Stef Clement (Ned) Team LottoNl-Jumbo, 28s
5 Chad Haga (USA) Team Sunweb,  32s
6 Jasha Sutterlin (Ger) Movistar, st
7 Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo,  35s
8 Chris Froome (GBr) Team Sky, 37s
9 Thomas De Gendt (Bel) Lotto Soudal, 42s
10 Brent Brookwalter (USA) BMC Racing Team, 45s

Classificação Geral.

1 Thomas De Gendt (Bel) Lotto Soudal,  13:05:53
2 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team,  27s
3 Alejandro Valverde (Esp) Movistar,  51s
4 Stef Clement (Ned) Team LottoNl-Jumbo,  55s
5 Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo,  1:02
6 Chris Froome (GBr) Team Sky,  1:04
7 Brent Brookwalter (USA) BMC Racing Team,  1:12
8 Jesus Herrada (Esp) Movistar,  1:15
9 Sam Oomen (Ned) Team Sunweb,  1:17
10 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates,  1:22

Criterium du Dauphine 2017 #2 Etapa.

Arnaud Démare (FDJ) conseguiu a sua  segunda vitória WorldTour da temporada na segunda etapa  do Critérium du Dauphiné , batendo Alexander Kristoff (Katusha-Alpecin) e Nacer Bouhanni (Cofidis) em cima da linha.

O francês foi deixado por seus companheiros de equipe no lado direito da estrada, enquanto Katusha estava armada a frente levando Kristoff.

Como Démare foi deixado por seu último homem, ele conseguiu se agarrar a roda de Ben Swift (UAE Team Emirates) antes de começar seu sprint poderoso e deixar todos em seu rastro.

Kristoff, que começou à frente de Démare, conseguiu segurar seu sprint e ficar com o segundo, e Bouhanni se esgueirando para o terceiro.

Atrás do sprint, Thomas De Gendt (Lotto-Soudal) conseguiu manter sua liderança sobre Axel Domont (Ag2r La Mondiale) depois de terminar com segurança no pelotão principal.


Resultados.

1 Arnaud Demare (Fra) FDJ,  4:13:53
2 Alexander Kristoff (Nor) Katusha-Alpecin
3 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis, Solutions Credits
4 Sonny Colbrelli (Ita) Bahrain-Merida
5 Phil Bauhaus (Ger) Team Sunweb
6 Edvald Boasson Hagen (Nor) Dimension Data
7 Ben Swift (GBr) UAE Team Emirates
8 Pascal Ackermann (Ger) Bora-Hansgrohe
9 Alberto Bettiol (Ita) Cannondale-Drapac
10 Bryan Coquard (Fra) Direct Energie

Criterium du Dauphine 2017 – 05/06/2017 – Etape 2 – Saint-Chamond / Arlanc (171km) – DE GENDT Thomas (LOTTO SOUDAL)

Classificação Geral.

1 Thomas De Gendt (Bel) Lotto Soudal, 8:30:47
2 Axel Domont (Fra) AG2R La Mondiale,  48s
3 Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates,  1:03
4 Pierre Roger Latour (Fra) AG2R La Mondiale, at 1:07
5 Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe, at 1:09
6 Sonny Colbrelli (Ita) Bahrain-Merida
7 Ben Swift (GBr) UAE Team Emirates
8 Alberto Bettiol (Ita) Cannondale-Drapac
9 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal
10 Julien Simon (Fra) Cofidis

Giro d’Itália 2017 #19 Etapa Resultados.

26 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 19 : Candido / Innichen – Piancavallo
1st : LANDA Mikel (ESP) Sky, Maglia Azzurra
Photo : Yuzuru SUNADA

Mikel Landa (Sky) finalmente conseguiu ganhar uma etapa depois de bater na trave por duas vezes, e com isso fazer valer  a camisa azul.

Rui Costa ficou em segundo lugar na etapa, ultrapassando Pierre Rolland, que se juntou a ele no meio da subida, antes que a atenção ficasse para a batalha pela camisa-de-rosa.

Nairo Quintana (Movistar) assumiu a camisa rosa porque Tom Dumoulin (Team Sunweb) não conseguiu acompanhar o ritmo  na subida final da 19ª etapa do Giro d’Italia ,

Mikel Landa (Sky) estava em um  grande grupo que atacou  com cerca de 90 km de prova, construindo uma vantagem de mais de 10 minutos.

O espanhol terminou em segundo lugar em dois sprints duas vezes na corrida, mas não correu o risco de cometer o mesmo erro pela terceira vez, indo solo no início da subida e levando a vitória em quase dois minutos para resgatar o Team Sky ‘ Após ter tido suas esperanças a classificação geral arruinadas pelo acidente com uma motocicleta na nona etapa .

Movistar e Bahrein-Mérida bateram na frente com força, deixando  o holandês fora do  grupo e forçando-o a uma solitária escalada solo para o resto da montanha.

Durante muito tempo ele parecia estar mantendo a diferença para o grupo que continha Quintana e Vincenzo Nibali (Bahrain-Mérida) em menos de 31 segundos que ele precisava para segurar a maglia  rosa, mas quando as acelerações começaram nos últimos três quilômetros a diferença Começou a crescer.

Dumoulin perdeu 1:09 para Quintana, o que significa que o colombiano assumiu maglia rosa por 38 segundos, com Nibali terceiro com 43 segundos e Thibaut Pinot  em quarto a53 segundos.


Resultados.

1. Mikel Landa (Esp) Team Sky,  4:53:00
2. Rui Costa (Por) UAE Team Emirates,  1:49
3. Pierre Rolland (Fra) Cannondale-Drapac, 1:54
4. Pello Bilbao (Esp) Astana,  2:12
5. Sebastian Henao (Col) Team Sky,  3:06
6. Evgeny Shalunov (Rus) Gazprom-Rusvelo,  3:51
7. Luis León Sanchez (Esp) Astana, st
8. Matteo Busato (Ita) Wilier Triestina, 5:05
9. Lorenzo Rota (Ita) Bardiani CSF, st
10. Ilia Koshevoy (Blr) Wilier Triestina,  6:44

Classificação Geral.

1. Nairo Quintana (Col) Movistar,  85:02:40
2. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb, 38s
3. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida, 43s
4. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  53s
5. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin,  1:21
6. Domenico Pozzovivo (Ita) Ag2r La Mondiale, 1:30
7. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo  2:48
8. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  6:35
9. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors, 7:03
10. Steven Kruijswijk (Ned) LottoNl-Jumbo, 7:37

 

Giro d’Itália 2017 #18 Etapa Resultados.

25 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 18 : Moena – Ortisei
1st : VAN GARDEREN Tejay (USA) BMC
2nd : LANDA Mikel (ESP) Sky, Maglia Azzurra
Photo : Yuzuru SUNADA

Tom Dumoulin (Team Sunweb) defendeu confortavelmente os ataques de Nairo Quintana (Movistar) enquanto Tejay van Garderen (BMC Racing) conquistou a sua primeira vitória em Grand Tour de sua carreira na 18ª etapa do Giro d’Italia  2017 .

Tejay van Garderen e Mikel Landa foram os últimos sobreviventes da fuga, mantendo a sua vantagem de um minuto sobre o grupo do malha rosa na montanha de primeira categoria Pontives.

Movistar estava na frente do grupo, mas estava estabelecendo um ritmo bastante confortável.

 A razão disso ficou clara quando Quintana atacou com sete quilômetros restantes, um movimento  que não tinha a ferocidade habitual do Colombiano.

À frente da corrida, Van Garderen atacou em uma tentativa frustrada de largar Landa,que logo respondeu e saltou junto, faltando 1 km para a chegada Landa novamente cometeu o mesmo erro da etapa anterior que perdeu em cima da linha para Nibali, ele entrou puxando e levou até faltar 200 metros com isso Van Garderen saiu de sua roda e conseguiu abrir uma pequena diferença o suficiente para ganhar a sua primeira etapa de uma  prova Gran Tour.

Resultados.

1. Tejay van Garderen (USA) BMC Racing, 3:54:04
2. Mikel Landa (Esp) Team Sky, st
3. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  8s
4. Domenico Pozzovivo (Ita) Ag2r La Mondiale, st
5. Jan Hirt (Cze) CCC Sprandi Polkowice,  11s
6. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin,  24s
7. Steven Kruijswijk (Ned) LottoNl-Jumbo, 34s
8. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo, st
9. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb,  1:06
10. Nairo Quintana (Col) Movistar,  st

Classificação Geral.

1. Tom Dumoulin (Ned) Time Sunweb, 80:00:48
2. Nairo Quintana (Col) Movistar,  31s
3. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida, 1:12
4. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  1:36
5. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin, 1:58
6. Domenico Pozzovivo (Ita) Ag2r La Mondiale,  2:07
7. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo, 2:17
8. Steven Kruijswijk (Ned) LottoNl-Jumbo, 5:48
9. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  7:06
10. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors, 7:24

Giro d’Itália 2017 #17 Etapa Resultados.

24 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 17 : Tirano – Canazei
ROLLAND Pierre (FRA) Cannondale – Drapac
Photo : Yuzuru SUNADA

Pierre Rolland (Cannondale-Drapac) teve uma mistura de celebração e alívio, quando ele comemorou sua vitória escapado na  17ª etapa  do Giro d’Italia 2017.

Colocando assim um fim a um jejum de quase 5 anos sem vencer uma etapa de GT para a equipe Cannondale, que nesta temporada já é a segunda vitória da equipe;

O francês tem estado em todas as fugas  do 100º Giro em busca de uma primeira vitória WorldTour desde a  última vitória de etapa no Tour de France 2012, e chegou frustrantemente perto na 11ª etapa , onde terminou em terceiro lugar.

Rolland  (Cannondale-Drapac)  atacou em cima de uma fuga que continha 25 atletas, faltando pouco mais de 7km para a chegada e chegou a abrir uma vantagem de 30 segundos, devido ao pelotão lá trás não se organizar para ir para cima dele, com isso o Francês levou o ritmo em uma passada firme até a linha de chegada com 24 segundos de vantagem para o segundo colocado o Português Rui Costa (Team UAE).

Na classificação geral nada mudou o pelotão do malha rosa Tom Dumoulin (Sunweb) chegou  quase 8 minutos atrás do vencedor.

Resultados.

1 Pierre Rolland (Fra) Cannondale-Drapac, in 5:42:56
2 Rui Costa (Por) Team UAE Emirates  24s
3 Gorka Izagirre (Esp) Movistar Team
4 Rory Sutherland (Aus) Movistar Team
5 Matteo Busato (Ita) Wilier Triestina
6 Dries Devenyns (Bel) Quick-Step Floors
7 Felix Gro§schartner (Aut) CCC Sprandi Polkowice
8 Omar Fraile (Esp) Dimension Data
9 Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac
10 Julien Bernard (Fra) Trek-Segafredo, st

Classificação Geral.

1 Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb,  76:05:38
2 Nairo Quintana (Col) Movistar Team, 31s
3 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida, 1:12
4 Thibaut Pinot (Fra) FDJ, 2:38
5 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin,  2:48
6 Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale, 3:05
7 Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo, 3:49
8 Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors, 4:35
9 Steven Kruijswijk (Ned) Team LottoNl-Jumbo, 6:20
10 Jan Polanc (Slo) Team UAE Emirates, 6:33

Giro d’Itália 2017 #16 Etapa Resultados.

Tom Dumoulin (Team Sunweb) fez uma prova heróica para segurar a camisa rosa no final da 16ª etapa dramatica  do Giro d’Italia, enquanto Vincenzo Nibali levou a vitória da etapa.

Depois dos primeiros 190km da etapa rainha de 222km, Dumoulin sofreu problemas estomacais durante a corrida antes da escalada final e foi forçado a fazer uma parada de emergência ao lado da estrada para fazer suas necessidades.

Enquanto o holandês estava tirando seu capacete e a camisa rosa e correndo por um barranco ao lado da estrada, Ilnur Zakain (Katusha-Alpecin) atacou o grupo que estava os outros candidatos a geral.

Dumoulin não ficou fora de sua bicicleta por muito tempo, mas devido ao ataque de Zakarin, Landa deu em cima e foi seguido pelo gregário da Bharain merida que colocaram o ritmo enquanto  Nairo somente acompanhou o pelotão olhando para trás várias vezes para ver onde estava o lider, o Colombiano em momento algum desferiu algum ataque ou colocou um ritmo mais forte, isto foi feito por Landa (Sky) e Zakarin (Katusha).

Dumoulin ( Team Sunweb) tinha uma vantagem de 2:41 no  início do dia, o que parecia seguro para a maior parte da subida, antes de Landa (Sky) atacar e  Nibali (Bharain)   Nairo Quintana (Movistar) seguirem no rastro do Espanhol  perto do topo do Umbrailpass.

Muitos se falam em fairplay mas o que notamos hoje foi que o pelotão onde estava Quintana, Nibali, Landa, Pozzovivo e cia, diminuiram o passo drasticamente por vários quilometros esperando o Maglia Rosa, mas o que se via atrás era um Dumoulin debilitado lutando para poder terminar a etapa com o menor prejuízo possível.

O pelotão onde os favoritos estavam, subiu em ritmo controlado por um bom tempo até que Zakarin (Katusha) deu o seu primeiro ataque e separou todos, com isso Nairo, Nibali, Pozzoivivo sairam em perseguição a Zakarin e Landa, podemos concluir que teve sim fairplay só que eles esperaram muito e nada do Lider enconstar daí o que se podia fazer???

Desclipar o pé todos e esperar o lider chegar, quando tivesse no meio do pelotão atacassem novamente para fazer sobrar?? Ou subir passeando trocando idéias até ele encostar e nos últimos 5 km decidirem a prova??

 

O  pelotão fez o correto diminuiu o ritmo mas o lider não tinha forças para subir e encostar e foi o ocorrido pela infelicidade do lider ter tido um problema estomacal bem na última subida do dia.

Agora querer jogar a culpa em cima da Movistar e Bharain como estão fazendo a maior parte da mídia Europeia, não é admissível se tiver um culpa nessa história com toda certeza não são essas 2 equipes e seus lideres.

Resultados.

1. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida 6:24:22
2. Mikel Landa (Esp) Team Sky, st
3. Nairo Quintana (Col) Movistar Team,  12s
4. Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale, 24s
5. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin, 32s
6. Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac, 1:26
7. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo,  1:35
8. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors
9. Adam Yates (GBr) Orica-Scott
10. Thibaut Pinot (Fra) FDJ, st

Classificação Geral.

1. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb,  70:14:48
2. Nairo Quintana (Col) Movistar Team, 31s
3. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida, 1:12
4. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  2:38
5. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin, 2:40
6. Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale,  3:05
7. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo,  3:49
8. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors,  4:35
9. Steven Kruijswijk (Ned) Team LottoNl-Jumbo,  6:20
10. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  7:00

Giro d’Itália 2017 #14 Etapa Resultados.

16 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 10 : Foligno – Montefalco ITT
DUMOULIN Tom (NED) Sunweb, Maglia Rosa
Photo : Yuzuru SUNADA

Tom Dumoulin (Team Sunweb) fez uma das melhores corrida de sua carreira ao vencer a 14ª etapa do Giro d’Italia, batendo Nairo Quintana no final da mítica subida,  Oropa para estender sua liderança geral ainda mais.

A terceira semana do Giro d’Italia era para ser uma batalha entre Dumoulin e Quintana, com o holandês a tentar limitar as suas perdas, mas após a primeira fase Alpina  o atleta da equipe Sunweb  agora encontra-se com uma vantagem de quase três minutos.

Como esperado, o fim da cúpula para Oropa viu um ataque de Quintana faltando quatro quilômetros  uma aceleração pungente que foi suficiente para distanciar todos os seus rivais.

Bauke Mollema (Trek-Segafredo) e Thibaut Pinot (FDJ) foram deixados , mas Dumoulin foi lento mas seguramente capaz de recuperar seu caminho de volta para a roda do colombiano, fazendo a junção com dois quilômetros para a linha.

A partir daí, muitos esperariam que o holandês cavalgasse na defensiva, mas em vez disso atacou, colocando brevemente Quintana em apuros.

No entanto, o ciclista do Movistar voltou para a roda de Dumoulin, trazendo Mikel Landa (Team Sky) e Ilnur Zakarin (Katusha-Alpecin) junto com ele, o que significa que haveria quatro ciclistas que disputariam a vitória.

Dumoulin levou-os até os  300 metros finais, quando Zakarin atacou. Dumoulin saltou rapidamente na roda do russo, mas Quintana, sofrendo de seus esforços não conseguiu acompanhar os dois.

Quando a estrada virou à esquerda na reta de chegada foi uma corrida  entre Zakarin e o maglia rosa, 

Com 150 metros  Dumoulin vem pelo lado direito e consegue uma vitória na etapa famosa.

Resultados.

1. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb, in 3-02-03
2. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin, 3s
3. Mikel Landa (Esp) Team Sky, 9s
4. Nairo Quintana (Col) Movistar Team, 14s
5. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  35s
6. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  41s
7. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida,  43s
8. Franco Pellizotti (Ita) Bahrain-Merida, st
9. Steven Kruijswijk (Ned) LottoNl-Jumbo,  46s
10. Tanel Kangert (Est) Astana, st

Classificação Geral.

1. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb, in 59:31:17
2. Nairo Quintana (Col) Movistar,  2:47
3. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  3:25
4. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida,  3:40
5. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin,  4:24
6. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo,  4:32
7. Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team,  4:55
8. Domenico Pozzovivo (Ita) Ag2r La Mondiale, 4:59
9. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors,  5:28
10. Andrey Amador (CRc) Movistar Team,  5:36

Giro d’Itália 2017 #12 Etapa Resultados.

18 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 12 : Forli – Reggio Emilia
1st : GAVIRIA Fernando (COL) Quickstep Floors, Maglia Ciclamino
2nd : MARECZKO Jakub (ITA) Wilier Triestina – Selle Italia
Photo : Yuzuru SUNADA

 Fernando Gaviria (Quick-Step) confirmou a sua posição de sprint no Giro d’Italia de 2017 com vitória na 12ª etapa  da corrida.

Gaviria sprintou com facilidade para a sua terceira vitória a frente de Jakub Marezko (Wilier-Triestina) segundo e Sam Bennett (Bora-Hansgrohe) terceiro na etapa mais longa do Giro d’Itália 2017.

 A liderança no final foi rápida, com equipe Bora fazendo grande parte do trabalho para tentarem levar Bennett para que ele pudesse adicionar uma vitória perante aos dois terceiros lugares que ele já conquistou  neste Giro.

Mas a Quick-Step sempre foi uma presença de peso quando tentaram levar Gaviria para sua terceira vitória em seu Grand Tour de estréia.

Max Richeze foi o último ciclista na frente de Gaviria, que parecia ainda mais dominante do que em suas vitórias anteriores, o trabalho foi perfeito que Richeze continuou seu sprint pelo lado esquerdo de seu companheiro e quase fez um dobradinha no pódio pois o Argentino ao ver que Gaviria tinha vencido aliviou o pé e terminou em 5ª na etapa.

André Greipel (Lotto-Soudal) teve um desempenho decepcionante apesar de sua vitória na 2ª etapa  terminando em oitavo no sprint.

A etapa  de 229km, foi a  mais longa do Giro, não ofereceu muitas surpresas com seu perfil plano.

Não houve mudança na classificação geral  Tom Dumoulin (Sunweb) manteve a liderança.

 O britânico Geraint Thomas (Team Sky) perdeu 31 segundos no entanto, e parece provável ter uma ambição de vencer uma etapa agora ao invés de lutar pela geral quando a corrida atingir as montanhas.

O Giro d’Italia continua nesta sexta-feira com uma rota muito plana de Reggio Emilia a Tortona com 167km.

Resultados.

1. Fernando Gaviria (Col) Quick-Step Floors,  5:18:55
2. Jakub Mareczko (Ita) Wilier Triestina
3. Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe
4. Phil Bauhaus (Ger) Team Sunweb
5. Maximiliano Richeze (Arg) Quick-Step Floors
6. Ryan Gibbons (RSA) Dimension Data
7. Sacha Modolo (Ita) UAE Team Emirates
8. André Greipel (Ger) Lotto Soudal
9. Jasper Stuyven (Bel) Trek-Segafredo
10. Roberto Ferrari (Ita) UAE Team Emirates

Classificação Geral.

1. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb,  52:41:08
2. Nairo Quintana (Col) Movistar Team,  2:23
3. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo,  2:38
4. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  2:40
5. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida,  2:47
6. Andrey Amador (CRc) Movistar Team, 3:05
7. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors,   3:56
8. Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale, 3:59
9. Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team,  3:59
10. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin, 4:17

 

Giro d’Itália 2017 #10 Etapa Resultados.

16 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 10 : Foligno – Montefalco ITT
DUMOULIN Tom (NED) Sunweb, Maglia Rosa
Photo : Yuzuru SUNADA

O holandês Tom Dumoulin (Sunweb) conquistou  a vitória na 10ª etapa  por 49 segundos sobre Geraint Thomas (Sky) e colocou 2 minutos e 53 segundos  no ex-líder da corrida Nairo Quintana (Movistar).

Tom Dumoulin (Sunweb) teve um desempenho sensacional na prova de contra relógio do Giro d’Italia na 10ª etapa além da  vitória, passou para a liderança geral da corrida.

O holandês marcou um tempo de 50:37 para vencer o britânico Geraint Thomas por 49 segundos, mas o mais importante, ganhou 2:53 sobre Nairo Quintana (Movistar) para assumir a liderança da  prova por 2:23 sobre o colombiano.

Dumoulin, especialista em contra-relógio, na etapa de Blockhaus  terminou apenas 24 segundos atrás de Quintana no domingo , mas mostrou a sua especialidade na 10ª etapa,

Outros favoritos a geral estão satisfeitos com o seu desempenho no difícil contra-relógio.

 Vincenzo Nibali (Bahrai-Mérida) limitou suas perdas a 2:07 para Dumoulin, enquanto Bob Jungels (Quick-Step) está feliz por melhorar seu tempo total com um  terceiro lugar, 56 segundos abaixo do vencedor.

Agora cabe a Quintana tentar atacar nas próximas etapas de montanha para tentar recuperar o tempo perdido para Dumoulin antes do segundo crono  no último dia do Giro.

A 11ª etapa vai ver os ciclistas  atacar nas três subidas classificadas em uma etapa com 161 km difícil que pode terminar com o pelotão todo esfarelado.

Resultados.

1. Tom Dumoulin (Ned) Sunweb, in 50-37 (average speed 47.178kmh)
2. Geraint Thomas (GBr) Team Sky, at 49 secs
3. Bob Jungels (Lux) Quick Step Floors, at 56 secs
4. Luis Leon Sanchez (Spa) Astana, at 1-40
5. Vasil Kiryenka (Blr) Team Sky, at 2-00
6. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida, at 2-07
7. Maxime Monfort (Bel) Lotto-Soudal, 2-13
8. Jan Tratnik (Slo) CCC Sprandi Polkowice, at 2-13
9. Jos Van Emden (Ned) LottoNL-Jumbo, at 2-15
10. Andrey Amador (CRC) Movistar, at 2-16

Classificação Geral

1. Tom Dumoulin (Ned) Sunweb, in 42-57-16
2. Nairo Quintana (Col) Movistar, at 2-23
3. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo, at 2-38
4. Thibaut Pinot (Fra) FDJ, at 2-40
5. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida, at 2-47
6. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors, at 3-56
7. Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R, at 4-05
8. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha, at 4-17
9. Andrey Amador (CRC) Movistar, at 4-39
10. Steven Kruijswijk (Ned) LottoNL-Jumbo, at 5-19

Giro d’Itália 2017 #9 Etapa Resultados.

14 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 09 : Montenero di Bisaccia – Blockhaus
QUINTANA Nairo Alexander (COL) Movistar, Maglia Rosa
Photo : Yuzuru SUNADA

Nairo Quintana (Movistar) fez uma performance sensacional para conquistar a vitória no Giro d’Italia na nona etapa em Blockhaus e assumiu a liderança geral.

Thibaut Pinot (FDJ) terminou em segundo lugar apenas 24 segundos atrás depois de um desempenho impressionante, juntamente com Tom Dumoulin (Sunweb), que lutou depois de ter sobrado no início.

Houve grandes diferenças de tempo entre os outros candidatos a Geral Vincenzo Nibali (Bahrain-Mérida) estava na fuga com Quintana e Pinot mas perdeu um minuto pois não teve pernas para acompanhar os ataques do colombiano.

Quintana atacou Pinot e Nibali faltando 4,7 km para ir sozinho à vitória na escalada.

Mas o etapa foi marcado por um incidente faltando 14.3 km  com uma moto da organização que parou na lateral esquerda da pista para que um fotográfo fizesse imagens da prova, mas só que o condutor ficou parado no meio fio entre a pista e a grama, com isso o pelotão veio compacto nas estreitas estradas da região e um dos atletas não conseguiu desviar e bateu na lateral da moto e foi ao chão levando vários atletas com ele dentre eles os britânicos Geraint Thomas (Team Sky) e Adam Yates (Orica-Scott), bem como Mikel Landa (Team Sky).

A Organização do Giro mais uma vez peca no quesito segurança, mas não só do tour mas podemos dizer que dos 3 GT todos estão hora ou outra fazendo suas anárquias, penso que moto no meio do pelotão seria só da equipe de filmagem que está transmitindo pelo link ao vivo.

Fotógrafos e demais pessoal deveriam ir nos carros da organização ou já ficar parado nos pontos de interesse para fazer as imagens saíndo bem antes do pelotão.

Esses acidentes estão acontecendo porque muitos fotógrafos usam motos para poder acompanhar o pelotão e com isso pega um condutor de moto com pouca experiência e acontecesse isto que vímos hoje.

A total culpa deste fato ocorrido é da organização (RCS) que deveria limitar o número de fotógrafos e motos que acompanham o pelotão, fato é que os atletas envolvidos no tombo não podem ser prejudicados, bem como os que estavam na frente do pelotão e que fizeram muita força para ter seus resultados válidos.

Mas o tempo tomando pelos que caíram deve ser revisto pela organização, não digo dar o mesmo tempo do vencedor que seria injusto com quem não caiu, mas também é injusto tomar mais de 2 minutos pela iresponsabilidade de um condutor de moto.

O que se poderia era limitar o caos e dar somente uma diferença de 1 minutos que é o tempo do Nibali aos envolvidos afinal eles estavam juntos quando houve o acidente.

Yates tomou  4:37 de  Quintana, enquanto Thomas levou  5:08  e Landa ainda mais 26:56, efetivamente deixando-os de fora disputa da maglia rosa com duas semanas restantes do Giro 2017.


Resultados.

1 Nairo Quintana (Col) Movistar Team,  3:44:51
2 Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  24s
3 Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb, st
4 Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo,  41s
5 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida,  1:00
6 Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale,  1:18
7 Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team,  2:02
8 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin,  2:14
9 Sébastien Reichenbach (Swi) FDJ,  2:28
10 Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac, 2:35

Classificação Geral.

1 Nairo Quintana (Col) Movistar Team, in 42:06:09
2 Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  28s
3 Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb,  30s
4 Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo, 51s
5 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida,  1:10
6 Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale,  1:28
7 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin,  2:28
8 Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac,  2:45
9 Andrey Amador (CRc) Movistar Team,  2:53
10 Steven Kruijswijk (Ned) Team LottoNl-Jumbo, 3:06

16. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  4:49
17. Geraint Thomas (GBr) Team Sky, 5:14
44. Mikel Landa (Esp) Team Sky,  27:06

 

 

Renan Izzo foi o vencedor na categoria Júnior; Equipe se destaca nas outras categorias.

No último domingo (07), a Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto Base (São Francisco Saúde/Powerade/SME) disputou a 4ª Etapa da Copa São Paulo de Ciclismo e conquistou resultados positivos. Renan Izzo foi o destaque, com a vitória na categoria Júnior.

O evento foi realizado na cidade de Igarapava, a 137 km de Ribeirão, e foi considerado pela comissão técnica da equipe como uma prova com muitas dificuldades, devido às grandes subidas do percurso e o calor intenso.

Além de Renan, também se destacaram os atletas José Luiz Vieira Felício na categoria Juvenil Masculino, Bruna Zaparolli e Gabriela Martins, 2ª e 3ª colocadas, respectivamente, na categoria Júnior Feminino. Na Infanto-Juvenil Masculino, Lucca “Batatinha” Marques terminou na 3ª posição e assim manteve a liderança no Ranking. Caio Rossi e Lucas Silva completaram o pódio da categoria, na 4ª e 5ª posição, respectivamente.

O técnico Fernando Bassanezi diz que a comissão está muito feliz com a evolução e maturidade dos atletas. “Como venho dizendo, mais uma vez eles demonstraram estar conhecendo mais a dinâmica e as situações do ciclismo, o que ajuda muito nas tomadas de decisão”.

O técnico Thiago Nardin concorda e diz que a prova foi importante para os atletas se manterem nas primeiras posições do ranking. “Nossos meninos foram muito bem, se esforçaram ao máximo. Conseguimos vários pódios nesta etapa e estamos mantendo nossos meninos entre os melhores, lutando pelo título”.

 

Giro d’Italia 2017 #4 Etapa Resultados.

Jan Polanc (Emirados Árabes Unidos) desafiou as probabilidades depois de passar 179 quilômetros na fuga do dia para levar a vitória no Monte Etna na quarta etapa do Giro d’Italia 2017 .

O esloveno esteve no grupo de fuga com mais  quatro atletas  e foi o último homem do quarteto que se manteve la frente até a ascensão final no infame vulcão ativo Etna – o primeiro teste de escalada do Giro de 2017.

 É a primeira vitória Polanc de 25 anos desde que venceu uma etapa do Giro em 2015, e a equipe Emirados Árabes Unidos conquistaram sua primeira vitória em um Grand Tour.

O russo Ilnur Zakarin (Katusha-Alpecin) foi o único a lançar um ataque significativo do grupo favoritos atrás de Polanc, Zakarin ficou em segundo  atrás de Polanc com Geraint Thomas (Team Sky) em terceiro lugar para liderar a casa do grupo GC e tomar alguns valiosos segundos bônus.

O luxemburguês Bob Jungels (Quick-Step Floors) terminou em sétimo lugar e conquistou a liderança da prova a frente de Thomas,  seis segundos, e o britânico Adam Yates (Orica-Scott) em terceiro, a 10 segundos.

Todos os principais favoritos a geral, incluindo Vincenzo Nibali (Bahrain-Mérida) e Nairo Quintana (Movistar), terminaram no mesmo grupo que Thomas e passam para o top 10.

Resultados.

1. Jan Polanc (Slo) UAE Team Emirates, 4:55:58
2. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin,  19s
3. Geraint Thomas (GBr) Team Sky,  29s
4. Thibaut Pinot (Fra) FDJ
5. Dario Cataldo (Ita) Astana
6. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb
7. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors
8. Adam Yates (GBr) Orica-Scott
9. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo
10. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida

Classificação Geral.

1. Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors
2. Geraint Thomas (GBr) Team Sky,  6s
3. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  10s
4. Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain-Merida
5. Domenico Pozzovivo (Ita) Ag2r-La Mondiale
6. Nairo Quintana (Col) Movistar
7. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb
8. Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo
9. Mikel Landa (Esp) Team Sky
10. Thibaut Pinot (Fra) FDJ, all same time

Giro d’Itália 2017 Resultados #3 Etapa.

7 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 03 : Tortoli – Cagliari
1st : GAVIRIA Fernando (COL) Quickstep Floors
Photo : Yuzuru SUNADA

O colombiano levou sua vitória de estréia em um Grand Tour após a sua equipe Quick-Step dividir o pelotão nos últimos 10 km devido aos fortes ventos cruzados.

Quick-Step Floors comandou  a terceira etapa do Giro d’Italia  nos 10 km  finais com os ventos cruzados para entregar a vitória ao seu sprinter Fernando Gaviria  a sua  primeira vitória em um Grand Tour  com a vitória o colombiano assumiu  camisa de líder da corrida.

A esperança da equipa belga,foi Bob Jungels , foi o principal embalador , juntamente com Iljo Keisse, e seis ciclistas da Quick-Step no total, a de distânciar  do pelotão principal, quando atingiram os ventos cruzados na costa da Sardenha, com 10 km para o final

A etapa estava com  à possibilidade de ventos fortes no final, com o pelotão compactado juntos apenas depois dos 20 km  com fortes ventos a situação mudou.

O pelotão terá um descanso amanhã como a viagem para a Sicília da Sardenha, com a perspectiva da etapa ter  um final no Monte Etna na terça-feira com a etapa tendo 181 km a ser percorrido.

Resultados.

1. Fernando Gaviria (Col) Quick-Step, 3:26:33
2. Rüdiger Selig (Ger) Bora-Hansgrohe
3. Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo
4. Nathan Haas (Aus) Dimension Data
5. Maxmiliano Richeze (Arg) Quick-Step
6 Kanstantsin Siutsou (Blr) Bahrain-Merida, at 3s
7 Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors
8 Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott, at 13s
9 Sacha Modolo (Ita) Team UAE Emirates

Classificação Geral.

1 Fernando Gaviria (Col) Quick-Step Floors,  14:45:16
2 André Greipel (Ger) Lotto Soudal, at 9s
3 Lukas Pöstlberger (Aut) Bora-Hansgrohe, at 13s
4 Bob Jungels (Lux) Quick-Step Floors
5 Kanstantsin Siutsou (Blr) Bahrain-Merida
6 Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott, at 17s
7 Roberto Ferrari (Ita) Team UAE Emirates
8 Ryan Gibbons (RSA) Dimension Data, at 23s
9 Enrico Battaglin (Ita) Team LottoNl-Jumbo
10 Sacha Modolo (Ita) Team UAE Emirates

Giro d’Itália 2017 #1 Etapa Resultados.

5 May 2017
100th Giro d’Italia
Stage 01 : Alghero – Olbia
1st : POSTLBERGER Lukas (AUT) Bora – Hansgrohe
Photo : Yuzuru SUNADA

Lukas Pöstlberger (Bora-Hansgrohe) venceu a primeira etapa do Giro d’Italia e com isso irá vestir a camisa-de-rosa, de lider  nesta sexta-feira em Olbia .

Pöstlberger, está correndo o seu primeiro Giro d’Itália aos 25 anos, ele atacou faltando poucos metros para o final assim pegando de surpresa os melhores sprintistas como, Caleb Ewan (Orica-Scott), André Greipel (Lotto-Soudal) e Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo).

“As conquistas não estavam lá, mas para mim é bom estar aqui. Eu não tive oportunidades antes, estou feliz por ter surgido hoje. “

Ele acrescentou: “Sim, espero que sim”, quando perguntado se agora eles vão saber o seu nome.

Seu famoso companheiro de equipe Peter Sagan já enviou uma mensagem de parabéns.

“Você ganha como uma equipe e você perde como uma equipe,  Não há individualismo  nesta equipe, é como uma família de ciclismo “, acrescentou Pöstlberger.

“Com Peter você pode aprender que é apenas ciclismo, que você não vai morrer quando você não fizer pódio, você deve se divertir e olhar pelo lado bom.

“Há sempre algo positivo que você pode ver, mesmo quando está chovendo ou nevando. Na Romandie quando estava nevando e frio, eu pensei nele, você pode realmente encontrar algumas coisas boas! “


Resultados.

1 Lukas Pöstlberger (Aut) Bora-Hansgrohe 5:13:35  
2 Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott    
3 André Greipel (Ger) Lotto Soudal    
4 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo    
5 Sacha Modolo (Ita) UAE Team Emirates    
6 Kristian Sbaragli (Ita) Dimension Data    
7 Jasper Stuyven (Bel) Trek-Segafredo    
8 Ryan Gibbons (RSA) Dimension Data    
9 Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe    
10 Phil Bauhaus (Ger) Team Sunweb

Classificação Geral.

1 Lukas Pöstlberger (Aut) Bora-Hansgrohe 5:13:25  
2 Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott 0:00:04  
3 André Greipel (Ger) Lotto Soudal 0:00:06  
4 Pavel Brutt (Rus) Gazprom – Rusvelo 0:00:08  
5 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo 0:00:10  
6 Sacha Modolo (Ita) UAE Team Emirates    
7 Kristian Sbaragli (Ita) Dimension Data    
8 Jasper Stuyven (Bel) Trek-Segafredo    
9 Ryan Gibbons (RSA) Dimension Data    
10 Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe  

Liege Bastogne Liege 2017.

 

23 April 2017
103rd Liege – Bastogne – Liege
1st : VALVERDE Alejandro (ESP) Movistar
Photo : Yuzuru SUNADA

Alejandro Valverde (Movistar) vence a Liège-Bastogne-Liège pela quarta vez, dedicando a sua vitória a Michele Scarponi.

O espanhol chegou novamente à frente do irlandês Daniel Martin (Quick-Step Floors) para conquistar a vitória, com Michal Kwiatkowski (Team Sky),  em terceiro lugar.

A vitória de Valverde surge na vitória no meio da semana na Flèche Wallonne e com isso só reafirma a sua posição como o líder das  Clássicas das Ardenhas na história, já que nenhum outro ciclista  apareceu no pódio mais vezes que o Espanhol.

Valverde emocionalmente dedicou a vitória a Scarponi, morto no dia anterior depois de colidir com um caminhão durante um treinamento.

O dia começou com uma homenagem a Scarponi.

O pelotão fez um minuto de silêncio de depois aplaudio o italiano, e seus companheiros de Astana lideraram o grupo desde o início.

 

Davide Formolo (Cannondale-Drapac) atacou quando faltava 3km  e manteve uma diferença de 10 segundos sobre o pelotão reduzido de cerca de 30 ciclistas.

Enquanto Formolo fazia seu esforço na subida final, Martin atacou  por cima e passou por ele, mas Valverde acelerou rapidamente atrás.

Valverde passou por Martin e ainda teve tempo suficiente para levantar ambas as mãos no ar e comemorar a vitória e dedicar ao seu amigo Scarponi

Além de dedicar a vitória a Scarponi, Valverde disse que vai entregar todo o seu prêmio em dinheiro para a família do amigo.

Resultados.

Liège-Bastogne-Liège 2017, 258km.

1. Alejandro Valverde (Esp) Movistar,  6:24:27
2. Daniel Martin (Irl) Quick-Step st
3. Michal Kwiatkowski (Pol) Team Sky, 3s
4. Michael Matthews (Aus) Team Sunweb
5. Ion Izagirre (Esp) Bahrain-Merida
6. Romain Bardet (Fra) Ag2r-La Mondiale
7. Michael Albasini (Sui) Orica-Scott, st
8. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  7s
9. Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac
10. Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe, 

//players.brightcove.net/26996914001/default_default/index.html?videoId=5408457446001

Tour dos Alpes 2017.

Matteo Montaguti (Ag2r La Modiale) venceu a 4ª etapa do Tour dos Alpes num sprint. Thibaut Pinot ( FDJ ) foi segundo e Rohan Dennis ( BMC Racing Team ) terceiro. 

O ciclista italiano  ultrapassou Pinot depois de ter atacado com 300m.  Rohan Dennis ficou no lugar certo e com isso ganhou alguns segundos preciosos devido a bonificação, mas Montaguti cronometrou  seu sprint perfeitamente, com isso passou Pinot antes da linha.

Geraint Thomas (Team Sky) ficou fora do top-10, mas tinha feito o suficiente para garantir a camisa de líder.

 No entanto, o segundo lugar do Pinot coloca-o apenas 13 segundos atrás de Thomas e a última etapa promete fortes emoções.

Mikel Landa se sacrificou na frente do pelotão numa tentativa de colocar Thomas na posição. O movimento foi quase uma cópia da situação do dia anterior .

Resultados.

1. Matteo Montaguti (Ita) AG2R La Mondiale, 4:56:38
2. Thibaut Pinot (Fra) FDJ
3. Rohan Dennis (Aus) BMC Racing Team
4. Luis Leon Sanchez (Spa) Astana Pro Team
5. Jose Mendes (Por) Bora-Hansgrohe
6. Damiano Caruso (Ita) BMC Racing Team
7. Lawrence Warbasse (USA) Aqua Blue Sport
8. Iuri Filosi (Ita) Nippo – Vini Fantini
9. Matteo Busato (Ita) Willier – Trestina
10. Davide Villella (Ita) Cannondale-Drapac,

Classificação Geral.

1. Geraint Thomas (GBr) Team Sky, 15:36:10
2. Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  13s
3. Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale, 16s
4. Michele Scarponi (Ita) Astana Pro Team,   21s
5. Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac, 21s
6. Mikel Landa (Spa) Team Sky,  26s
7. Hugh Carthy (GBr) Cannondale-Drapac, 39s
8. Damiano Caruso (Ita) BMC Racing Team, 42s
9. Pierre Rolland (Fra) Cannondale-Drapac,   46s
10. Danilo Celano (Ita) Italy,  48s

Flèche Wallonne 2017 Feminino.

Flèche-Wallonne Femmes 2017 – 19/04/2017 – Huy – 120 KM – Victoire pour la troisième fois consécutive d’Anna van der Breggen (DLT) ©A.S.O./Thomas Maheux

Foi uma repetição para Anna van der Breggen na La Flèche Wallonn desta quarta-feira, como a campeã olímpica conseguiu a sua terceira vitória consecutiva no Mur de Huy.

O pódio do dia foi idêntico ao da Amstel Gold Race, com a companheira de equipe (Boels-Dolmans), Lizzie Deignan, em segundo lugar, e Kasia Niewiadoma (WM3 Energie) em terceiro lugar. 

Annemiek van Vleuten, que terminou em terceiro lugar no domingo ficou em quarto lugar.

Deignan e sua companheira atacaram no final, pegando duas atletas que escaparam após a penúltima subida do Mur. 

Foi somente quando essas duas ciclistas foram capturadas que van der Breggen fez com que ela  atacasse  um pequeno pelotão com cerca de 35 atletas.


A corrida começou de forma agressiva, com algumas ciclistas atacando antes da Cote d’Ereffe, a primeira das sete subidas que iriam enfrentar na corrida de 120km.

Mas o grande destaque para nós Brasileiros foi a excelente 10ª colocação de Flávia Oliveira ( Lares-Waowdeals) mostrando a todos que o ciclismo Brasileiro feminino está evoluindo e muito, não ficando restrito a um pequeno clã, sem dar oportunidades a novas atletas que realmente estão mostrando que com uma equipe forte, investimento o retorno aparece, mas para tudo isso acontecer Flávia teve que deixar o pais e ir correr em uma equipe Europeia, onde seu talento foi valorizado e pouco a pouco ela está mostrando que valeu a pena acreditar nessa Brasileira.

Resultados.

1. Anna van der Breggen (Ned) Boels-Dolmans 3:21:06
2. Lizzie Deignan (Gbr) Boels-Dolmans  16s
3. Kasia Niewiadoma (Pol) WM3 Energie 25s
4. Annemiek van Vleuten (Ned) Orica-Scott  43s
5. Shara Gillow (Aus) FDJ Nouvelle Aquitaine Futuroscope  49s
6. Ashleigh Moolman-Pasio (RSA) Cervélo-Bigla  54s
7. Coryn Rivera (USA) Sunweb  56s
8. Janneke Ensing (Ned) Alé-Cipollini  58s
8. Katrin Garfoot (Aus) Orica-Scott  1:00
10.Flavia Olivera (Bra) Lares-Waowdeals  1:02

 

Flèche Wallonne 2017.

Alejandro Valverde (Movistar) mais uma vez provou ser imbatível na La Flèche Wallonne ele conseguiu vitória no Mur de Huy pelo quarto ano consecutivo, sua quinta vitória na geral.

Com esta conquista de hoje o Espanhol se torna o maior ganhador isolado da Flèche Wallone, deixando os demais atletas distântes todos com 3 vitórias, sendo eles:

 Marcel Kint (BEL) 1943, 1944, 1945
 Eddy Merckx (BEL) 1967, 1970, 1972
 Moreno Argentin (ITA) 1990, 1991, 1994
 Davide Rebellin (ITA) 2004, 2007, 2009

Simplesmente nessa prova o Espanhol é quase que imbatível com as caracteristicas que são a seu favor, uma final em subida, mas nada mais nada menos que o temivél Mur de Huy conhecido como (caminho das capelas) com uma distância de 1300 metros escalado pelo pelotão masculino por três vezes e 2 duas vezes pelo feminino, tendo uma inclinação média de 9.3% com trechos de 17% e algumas curvas com até 26%, no estilo que o Bala gosta.

Em uma corrida que mais uma vez a  decisão foi em um sprint, o tempo Valverde foi impecável finalizando em 5h:15m:37s.

Depois de sair em fuga Bob Jungels (Quick-Step Floors) eles foram pegos com 800m para final, Valverde estava perfeitamente posicionado na frente do pelotão, lançando um ataque forte  que deixou seus rivais para trás.

Dan Martin (Quick-Step Floors), que estava mal posicionado, conseguiu ganhar terreno mas apenas o suficiente para garantir o segundo lugar, enquanto Dylan Teuns (BMC Racing) ficou em terceiro lugar.

Resultados.

1. Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team,  5:15:37
2. Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors, 1s
3. Dylan Teuns (Bel) BMC Racing Team
4. Sergio Henao (Col) Team Sky
5. Michael Albasini (Sui) Orica-Scott
6. Warren Barguil (Fra) Team Sunweb
7. Michal Kwiatkowski (Pol) Team Sky
8. Rudy Molard (Fra) FDJ
9. David Gaudu (Fra) FDJ
10. Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates

Volta do Uruguai 2017 #2 Etapa.

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME) conquistou mais uma importante vitória na 74ª Vuelta del Uruguay, na segunda etapa, disputada neste sábado (08). Rodrigo Melo foi o grande vencedor da etapa, com tempo de 3h47min31. A equipe permanece na liderança do Ranking Geral por Equipes.


A etapa de hoje ligou as cidades de Santa Rosa e Colônia do Sacramento, totalizando 192 km. Rodrigo Melo foi acompanhado no pódio pelo brasileiro Roberto Pinheiro, da equipe Soul Brasil, e o uruguaio Alan Presa, da Schneck Alas Rojas, em terceiro lugar. Com os resultados, o uruguaio, vencedor da primeira etapa, permanece na liderança do Ranking Geral Individual. Rodrigo agora é o 2º, com quatro segundos de diferença.


A equipe terminou na 5ª posição na etapa, mas permanece na liderança do Ranking Geral por Equipes, com tempo total de 21h42min06, com a equipe San Antônio Flórida em segundo, coma o mesmo tempo, e a equipe Fênix em terceiro, com seis segundos para os líderes. 


O treinador Marcelo Donnabella comemorou mais uma vitória da equipe. “Fizemos uma etapa quase perfeita. Os atletas trabalharam muito bem em conjunto, o que possibilitou a vitória do Rodrigo”.
A velocidade da etapa surpreendeu Donnabella. “Para um percurso de 190 km, 50 km de média significa um nível muito alto dos atletas”.

A terceira etapa da 74ª Vuelta del Uruguay será disputada nesse domingo (09) e ligará as cidades de Carmelo e Fray Bentos. Nesse dia também será disputada a prova de contrarrelógio, de 20,4 km.

Volta Ao Pais Basco 2017 #5 Etapa Resultados.

Alejandro Valverde assume a liderança geral do Tour  País Basco, como o top 10 geral está separado por apenas 22 segundos a decisão vai para o contra relógio final neste sábado.

Alejandro Valverde (Movistar) venceu a 5ª etapa da Volta ao País Basco de 2017 nesta sexta-feira para assumir a liderança da prova faltando apenas a etapa deste sabádo.

Valverde chegou a frente de Romain Bardet (Ag2r) no final da escalada principal para Eibar. 

A dupla da Cannondale-Drapac Rigoberto Uran e Michael Woods chegaram em terceiro e quarto lugar, Simon Yates (Orica-Scott) em nono.

 

 

Resultados.

1. Alejandro Valverde (Esp) Movistar,  3:26:32
2. Romain Bardet (Fra) Ag2r La Mondiale st
3. Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac st
4. Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac st
5. Louis Meintjes (RSA) UAE Team Emirates, st
6. Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo, 3s
7. Ion Izagirre (Esp) Bahrain-Merida,  15s
8. Sergio Henao (Col) Team Sky st
9. Simon Yates (GBr) Orica-Scott, st
10. David De La Cruz (Esp) Quick-Step Floors, 22s

Classificação Geral.


1. Alejandro Valverde (Esp) Movistar,  20:05:18
2. Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac,
3. Romain Bardet (Fra) Ag2r La Mondiale,
4. Louis Meintjes (RSA) UAE Team Emirates,
5. Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac,
6. Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo, 3s
7. Ion Izagirre (Esp) Bahrain-Merida,  15s
8. Sergio Henao (Col) Team Sky,  15s
9. David De La Cruz (Esp) Quick-Step Floors, 19s
10. Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe,  22s

Volta do Uruguai 2017 Resultados.

Equipe é a líder no Ranking Geral; Rodrigo Melo é o 4º na etapa e geral individual.

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME) foi a vencedora da primeira etapa da 74ª Vuelta del Uruguay, disputada nesta sexta-feira (07) e está na liderança no Ranking Geral por Equipes. Rodrigo Melo foi o melhor colocado na etapa entre os ribeirão-pretanos com a 4ª posição.

A etapa de hoje ligou as cidades de Las Piedras e Minas, totalizando 129,4km, e foi completada em 3h26min29 pelo uruguaio Alan Presa, vencedor no dia de hoje. Rodrigo Melo conquistou o 4º lugar ao cruzar a linha de chegada quatro segundos depois. Luis Fernando Trevisan foi o 8º, também com quatro segundos de diferença para o líder. Cristian Egídio completa a lista dos três melhores da equipe ao terminar na 44ª posição, seis segundos após o líder.

Com a soma dos três tempos, RP lidera o Ranking por Equipes com 10h19min33. Trevisan, que luta pelo bicampeonato na categoria Sub-23, está na 3ª posição, colado com os líderes, os uruguaios Giordano Sizurqui e Cristian Gutierrez.

Completando a classificação na primeira etapa, Rodrigo do Nascimento terminou na 60ª posição, Jeovane “Maminha” de Oliveira foi o 73º e Maurício Knapp o 108º pela equipe de Ribeirão Preto.

O treinador Marcelo Donnabella comemorou o bom resultado da equipe. “Foi apenas o começo da Volta, mas começar na frente é sempre muito bom. Temos que continuar nesse ritmo”.

A segunda etapa da 74ª Vuelta del Uruguay será disputada nesse sábado (08) e ligará as cidades de Santa Rosa e Colônia do Sacramento.

Volta ao Pais Basco 2017 #3 Etapa.

David de la Cruz (Quick-Step Floors) conseguiu uma vitória escapado na terceira etapa da volta ao  País Basco, com isso se  moveu para a liderança da corrida.

De la Cruz deu um ataque de surpresa e  poderoso na subida final do dia, com 10 km restantes com uma vantagem de 16 segundos, enquanto o camisa amarela Michael Matthews (Team Sunweb) sobrou nas encostas íngremes.

No topo da subida com 10 km restantes De la Cruz tinha uma vantagem de 16 segundos sobre o pelotão liderado por Sam Oomen da Sunweb.

Com três quilómetros para final, a estrada se esgueirou quando  De la Cruz chegou aos arredores da cidade de Donostia, seguindo pela frente do mar num final de corrida semelhante ao que conseguiu na vitória na etapa final da Paris-Nice, em Março, a diferença caiu para 3 segundos o suficiente para assumir a camisa de lider.

Hoje foi um dia de dupla comemoração para a equipe Quick Step, pois Marcel Kittel venceu a clássica Belga Scheldeprijs com essa vitória de hoje o Alemão já soma 5 vitórias.

Resultados.

1. David de la Cruz (Esp) Quick-Step Floors 3:54:25
2. Michal Kwiatkowski (Pol) Team Sky,  3s
3. Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe
4. Alejandro Valverde (Eso) Movistar
5. Giovanni Visconti (Ita) Bahrain-Merida
6. Rudy Molard (Fra) FDJ
7. Diego Ulissi (Ita) UAE Team Emirates
8. Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe
9. Tosh Van Der Sande (Bel) Lotto Soudal
10. Warren Barguil (Fra) Team Sunweb,

Classificação Geral.

1. David de la Cruz (Esp) Quick-Step Floors
2. Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe,  3s
3. Alejandro Valverde (Eso) Movistar
4. Michal Kwiatkowski (Pol) Team Sky
5. Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe
6. Rudy Molard (Fra) FDJ
7. Tosh Van Der Sande (Bel) Lotto Soudal
8. Luis Leon Sanchez (Esp) Astana
9. Romain Bardet (Fra) Ag2r La Mondiale
10. Ruben Fernandez (Esp) Movistar,

Clássica Scheldeprijs 2017, Kittel Vence.

Marcel Kittel (Quick-Step Floors) conquistou sua quinta vitória na clássica de Scheldeprijs no sprint, batendo Elia Viviani (Sky) segundo e Nacer Bohanni (Cofidis)terceiro.

Kittel cruzou  a linha com relativa vantagem perante seus rivais, depois de ser deixado no lado esquerdo da estrada por seu companheiro de equipe do Quick-Step Matteo Trentin.

O alemão, que conquistou a quarta vitória na corrida belga de um dia em 2016 ao derrotar Mark Cavendish, abriu seu sprint primeiro e nunca parecia que ia ser ultrapassado, com Viviani agarrado atrás dele, Bouhanni tentou vir Do lado direito mas não conseguiu passar o alemão.

Kittel tinha uma folga suficiente para sentar-se imediatamente antes da linha e levantar os braços para celebrar outra vitória na Scheldeprijs.

Houve uma dupla celebração para a equipe  Quick-Step, com as clássicas Tom Boonen competindo em sua penúltima corrida de sua carreira e sua última na Bélgica. Boonen colocou um forte ritmo nos últimos quilômetros para ajudar Kittel à vitória.

Resultados.

1 Marcel Kittel (Ger) Quick-Step Floors
2 Elia Viviani (Ita) Team Sky
3 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis
4 Jurgen Roelandts (Bel) Lotto Soudal
5 Pascal Ackermann (Ger) Bora-Hansgrohe
6 Rudy Barbier (Fra) Ag2r La Mondiale
7 Sebastian Langeveld (Ned) Cannondale-Drapac
8 Marc Sarreau (Fra) FDJ
9 Ramon Sinkeldam (Ned) Team Sunweb
10 Jonas Van Genechten (Bel) Cofidis

 

Volta Ao Pais Basco 2017 #1 Etapa.

Michael Matthews ( Team Sunweb ) venceu a etapa de abertura da vuelta ao  País Basco 2017 na Espanha, e ganhou a liderança da corrida depois vencer no sprint.

Matthews conquistou a primeira vitória da temporada, terminando à frente dos compatriotas Jay McCarthy (Bora-Hansgrohe) e Simon Gerrans (Orica-Scott). O britânico Ben Swift (Emirados Árabes Unidos) terminou em nono lugar.

O atual campeão  Alberto Contador (Trek-Segafredo), que estava um minuto atrás do grupo líder, sofreu uma queda. Como o incidente ocorreu nos últimos 3 km, ele teve o mesmo tempo que o pelotão.

Resultados.

1. Michael Matthews (Aus) Team Sunweb
2. Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe
3. Simon Gerrans (Aus) Orica-Scott
4. Jhonatan Restrepo (Col) Katusha-Alpecin
5. Sean De Bie (Bel) Lotto-Soudal
6. Maximiliano Richeze (Arg) Quick-Step Floors
7. Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac
8. Anthony Roux (Fra) FDJ
9. Ben Swift (GBr) UAE Team Emirates
10. Gregor Mühlberger (Aut) Bora-Hansgroh

Classificação Geral.

1. Michael Matthews (Aus) Team Sunweb
2. Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe
3. Simon Gerrans (Aus) Orica-Scott
4. Jhonatan Restrepo (Col) Katusha-Alpecin
5. Sean De Bie (Bel) Lotto-Soudal
6. Maximiliano Richeze (Arg) Quick-Step Floors
7. Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac
8. Anthony Roux (Fra) FDJ
9. Ben Swift (GBr) UAE Team Emirates
10. Gregor Mühlberger (Aut) Bora-Hansgroh

GP Miguel Indurain 2017.

Simon Yates mostra forma impressionante com vitória solo no GP Miguel Indurain

 

Simon Yates mostrou sua forma impressionante para terminar um excelente trabalho de equipe feito pela Orica-Scott no GP Miguel Indurain, o britânico venceu escapado a corrida espanhola neste último sábado.

O ciclista de 24 anos saltou de um grupo reduzido, com 10 km para final, e conseguiu aumentar sua diferença para o grupo até o final, conseguindo segurar Michael Woods (Cannondale-Drapac) e o vencedor da Paris-Nice Sergio Henao (Team Sky).

“Foi uma corrida difícil hoje, no início com o vento e a chuva, mas a equipe trabalhou muito bem, protegendo-me o tempo todo”, disse Yates.

“Roman Kreuziger entrou na fuga principal que foi ótimo para nós, isso significou que poderíamos ir de roda e economizar energia.”

Resultados.

1. Simon Yates (Orica-Scott), 4:34:01
2. Michael Woods (Cannondale-Drapac), 23s
3. Sergio Henao (Team Sky), 23s

Tour de  Flandres 20107, Gilbert Vence.

02 April 2017
101st Tour des Flandres
1st : GILBERT Philippe (BEL) Quickstep Floors
2nd : VAN AVERMAET Greg (BEL) BMC
3rd : TERPSTRA Niki (NED) Quickstep Floors
Photo : Yuzuru SUNADA

 

O campeão belga teve uma performance extraordinária para ganhar De Ronde com uma fuga solo faltando  55km para final.

Philippe Gilbert (Quick-Step) conseguiu uma impressionante vitória individual no Tour de Flandres de 2017 , atacando no Oude Kwaremont a 55km do final.

O campeão belga atacou o grupo principal na segunda subida da escalada do Oude Kwaremont e imediatamente ganhou uma vantagem para o grupo de trás.

Sem nenhuma perseguição de ninguém, Gilbert foi autorizado a andar sozinho como seus companheiros de equipe marcando os rivais atrás e a diferença atingiu 1:10.

O campeão mundial  Peter Sagan (Bora-Hangrohe) formou o principal grupo perseguidor depois de atacar no Taaienberg com pouco menos de 30 km para final, tendo o favorito a vitória Greg Van Avermaet (BMC) e Oliver Naesen (Ag2r La Mondiale) e outros atletas junto com ele.

Esse grupo começou a trabalhar bastante juntos, reduzindo gradualmente a diferença para Gilbert (Quick Step).

O drama surgiu quando Sagan, Naesen e Van Avermaet  em perseguição a Gilbert na  penúltima subida do Oude Kwaremont  Sagan que estava puxando os demais colidiu com a barreira de proteção e com isso todos eles foram ao chão.

Van Avermaet conseguiu voltar logo para a bike  e perseguir, enquanto Naesen e, em particular, Sagan não conseguiram de imediato  e não  foram capazes de voltar para o grupo principal de perseguição.

Isso ajudou Gilbert (Quick Step) ele segurou a diferença em cerca de 50 segundos sobre a subida final do Paterberg.

Com isso Gilbert cruzou a linha de chegada com folga e até desceu e levantou a bike acima dos ombros em comemoração a sua vitória, Avermaet (BMC) foi o segundo e seu companheiro de equipe Terpstra (Quick Step) foi o terceiro.

Resultados.

1. Philippe Gilbert (Bel) Quick-Step Floors, 6:23:45
2. Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing, 28s
3. Niki Terpstra (Ned) Quick-Step Floors)
4. Dylan Van Baarle (Ned) Cannondale-Drapac,
5. Alexander Kristoff (Nor) Katusha-Alpecin, 52s
6. Sacha Modolo (Ita) UAE Team Emirates
7. John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo
8. Filippo Pozzato (Ita) Wilier Triestina
9. Sylvain Chavanel (Fra) Direct Energie
10. Sonny Colbrelli (Ita) Bahrain Merida, 

Clássica Três dias de Panne.

Philippe Gilbert ataca no Muur para ganhar escapado na clássica três dias De Panne.

Phlippe Gilbert (Quick-Step Floors) levou a vitória na fase de abertura dos Três Dias de De Panne depois de atacar no Muur van Geraardsbergen e andar escapado até a linha de chegada.

Gilbert tinha forçado uma seleção inicial quando acelerou na primeira das duas subidas do Muur, arrastando um grupo de 15 ciclistas.

Depois do trabalho duro de seu colega Dries Devenyns para se certificar de que a jogada não foi capturada por um grupo perseguidor, Gilbert atacou no Muur pela segunda vez, com 16 km para final, sem ninguém capaz de ir em  sua captura.

O ciclista da  Quick-Step Floors foi capaz de segurar uma perseguição valente do campeão australiano Luke Durbridge (Orica-Scott) para vencer por 17 segundos, colocando-se numa posição de comando para vencer a corrida Na geral.

A etapa de abertura dos Três Dias de De Panne viu o dia mais difícil das corridas com mais de 200 km entre da estância costeira de De Panne, terminando com um circuito montanhoso em torno de Zottegem.

A fuga principal do dia continha sete ciclistas, mas a corrida realmente começou na primeira subida do Muur van Geraardsbergen com pouco mais de 60 km para fim, quando Philippe Gilbert liderou um grupo de 15 ciclista.

A segunda e última subida do Muur chegou com 16 km para fim e viu  Gilbert atacando, com o campeão belga acelerando a partir da base da subida.

Desta vez, Gilbert foi capaz de dispensar todos os seus companheiros, com Luke Durbridge o último ciclista a ser largado apenas algumas centenas de metros do topo da subida.

A corrida vai continuar nesta quarta-feira com uma etapa de Zottegem para Koksijde com a escalada do Kemmelberg , e termina na quinta-feira com uma etapa de estrada.

Subida do Morro da Cruz Resultados.

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME) conquistou nesse domingo (26) uma importante vitória na temporada 2017. O ciclista Alan Maniezzo foi o grande vencedor da Prova Ciclística Subida do Morro da Cruz, disputada em Florianópolis, como parte das comemorações de aniversário da cidade. A competição foi válida para o Ranking Nacional.

O percurso foi composto por uma primeira parte em circuito, de 2,8 km, no qual os ciclistas deram 23 voltas. Após isso, a segunda parte foi uma subida de mais 2,8 km, encerrando a prova. Alan foi o primeiro a cruzar a linha de chegada, seguido de Elton Pedroso e Leandro Donizete, ambos da equipe Memorial, Maurício Morandi, de Osasco, na 4ª posição, e Rodrigo do Nascimento, de Ribeirão, completou o pódio na 5ª posição. Com os bons resultados, a equipe de RP conquistou também o título entre as equipes.

Segundo o treinador Marcelo Donnabella, a composição da prova atendia as características de Maniezzo. “A prova era para o Alan. Com o excelente trabalho de equipe, conseguimos atacar bastante, o que facilitou para ele. Estamos em um excelente início de temporada, com a equipe bem equilibrada e muito unida. Isso faz toda a diferença”.

O próximo desafio da Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto é o GP Cidade de Curitiba, na próxima semana.

Volta a Catalunya 2017 #3 Etapa Resultados.

Alejandro Valverde compensou a desilusão do rebaixamento da sua equipe Movistar após o contra- relógio do dia anterior, ao vencer a terceira etapa da Volta de 2017 na Catalunha, na quarta-feira.

Valverde havia sido brevemente premiado com a camisa de lider após a segunda etapa do TTT, mas toda a equipe  Movistar foi penalizada por um minuto depois que José Joaquin Rojas foi visto empurrando um companheiro de equipe.

 Foi um cenário confuso, mas o espanhol deixou pouca dúvida sobre o resultado na terceira etapa.

Valverde seguiu a roda de Dan Martin (Quick-Step Floors) no último quilômetro na encosta íngreme para La Molina, e bateu o  irlandês por mais de uma bicicleta de vantagem.

O americano Tejay van Garderen (BMC Racing) terminou em oitavo lugar para assumir a liderança da corrida.

Van Garderen agora lidera o companheiro de equipe Samuel Sanchez em segunda à 41 segundos nageral, com Geraint Thomas (Sky)  em terceiro a 44 segundos.

Resultados.


1. Alejandro Valverde (Esp) Movistar
2. Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors
3. Adam Yates (GBr) Orica-Scott,  3s
4. Romain Bardet (Fra) Ag2r La Mondiale
5. Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin
6. Geraint Thomas (GBr) Team Sky
7. Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo
8. Tejay van Garderen (USA) BMC Racing,
9. Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac,8s
10. Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac, ST

22 March 2017
97th Volta a Catalunya
Stage 03 : Mataro – La Molina
VAN GARDEREN Tejay (USA) BMC, Leader of the General Classification
Photo : Yuzuru SUNADA

Classificação Geral.

1. Tejay van Garderen (USA) BMC Racing, in 5:07:12
2. Samuel Sanchez (Esp) BMC Racing,  41s
3. Geraint Thomas (GBr) Team Sky,  44s
4. Alejandro Valverde (Esp) Movistar,45s
5. Chris Froome (GBr) Team Sky,  49s
6. Marc Soler (Esp) Movistar, at 1:10
7. Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo,1:13
8. Adam Yates (GBr) Orica-Scott, at 1:18
9. Bauke Mmollema (Ned) Trek-Segafredo, 1:25
10. Jarlinson Pantano (Col) Trek-Segafredo, 1:25

 

Volta a Catalunya 2017 #2 Etapa Resultados.

Alejandro Valverde e sua equipe Movistar deram uma exibição vencedora na 2ª etapa da Volta a Catalunya , vencendo o contra-relógio por equipes de 43.1 km de Pla de l’Estany para Banyoles com um tempo de 48:55.

A equipe espanhola terminou com dois segundos de vantagem sobre a BMC Racing, com Chris Froome e a Team Sky em terceiro, 46 ​​segundos atras.

A vitória colocou o companheiro de Valverde José Rojas na camisa de líder mas com as montanhas a frente é Valverde que aparece na posição de lider.

A distância entre o estádio e os percursos ondulados causou lacunas significativas na classificação geral.

Alberto Contador e a Trek-Segafredo limitaram bem as suas derrotas para terminar em quarto lugar às 1:15, mas Romain Bardet (AG2R La Mondiale), Dan Martin (QuickStep Floors) e Ilnur Zakarin (Katusha) perderam mais de dois minutos e qualquer esperança de terminar No pódio.

A equipe Brasileira Soul Pro Cycling Team terminaram a 5m:19s da equipe Movistar.

Resultados Breves

#  Equipe Resultado
1 Equipe Movistar 0:48:55  
2 BMC Racing Team 0:00:02  
3 Team Sky 0:00:46  
4 Trek-Segafredo 0:01:15  
5 Orica-Scott 0:01:19  
6 FDJ 0:01:44  
7 Equipe LottoNl-Jumbo 0:01:48  
8 Astana Pro Team 0:02:05  
9 Lotto Soudal 0:02:10  
10 Andares de passo rápido 0:02:13  
11 AG2R La Mondiale 0:02:15  
12 Bora-Hansgrohe 0:02:27  
13 CCC Sprandi Polkowice 0:02:37  
14 Katusha-Alpecin 0:02:47  
15 Emirados Árabes Unidos 0:02:58  
16 Equipe Sunweb 0:03:04  
17 Bahrein-Mérida 0:03:26  
18 Cannondale-Drapac 0:03:30  
19 Dimension Data 0:03:31  
20 Roompot – Nederlandse Loterij 0:03:45  
21 Wanty – Groupe Gobert 0:04:04  
22 Manzana Postobon 0:04:24  
23 Cofidis, Soluções Créditos 0:04:27  
24 Caja Rural-Seguros RGA 0:04:36  
25 Soul Brasil Pro Cycling Team 0:05:19  
Classificação geral após  2ª Etapa.
# Atleta Resultado
1 Jose Rojas (Spa) Equipe Movistar 5:17:16  
2 Alejandro Valverde (Spa) Equipe Movistar    
3 Andrey Amador (CRc) Equipe Movistar    
4 Ruben Fernandez (Spa) Equipe Movistar    
5 Nelson Oliveira (Por) Equipe Movistar    
6 Imanol Erviti (Spa) Equipe Movistar    
7 Marc Soler (Spa) Equipe Movistar    
8 Jonathan Castroviejo (Spa) Equipe Movistar    
9 Brent Bookwalter (EUA) BMC Racing Team 0:00:02  
10 Ben Hermans (Bel) BMC Racing Team

 

Copa São Paulo Ciclismo 2017 #2 Etapa.

– Em um percurso duro, estrada foi considerada um dos percursos mais seletivos das etapas de Estrada do Campeonato, prova contou com a presença de mais de 180 ciclistas de quatro Estados.

                             A cidade de São José da Bela Vista-SP, situada na região nordeste do Estado (a 25 Km de Franca) foi a sede para a segunda etapa da Copa São Paulo de Ciclismo – CSPC/ FPC 2017,  prova que foi realizada nesse último domingo 12 de Março em estrada, em um percurso considerado pesado e seletivo pelos atletas, mas que contou com os elogios de todos os participantes.

Após 8 anos a cidade voltou a receber uma etapa do campeonato, que reuniu cerca de 180 ciclistas e 27 equipes de várias regiões do Estado de São Paulo, além de representantes de Minas Gerais, Santa Catarina e também do Distrito Federal.

 

A pequena, porém acolhedora cidade teve suas ruas centrais preenchidas pelo colorido típico do ciclismo, em uma bela manhã e início de tarde de domingo, onde o sol brilhou forte e o intenso calor ajudou a testar a resistência e o preparo físico dos ciclistas, em provas que chegaram aos 80 Km de percurso, como o caso das categorias Elite Masculino e Sênior-A.

O público compareceu em peso na Praça Central, local das largadas e chegadas e puderam acompanhar de perto a movimentação da prova, podendo inclusive participar das categorias iniciantes da cidade, abertas para qualquer tipo de bicicleta, e interagir com os ciclistas já experientes.

Foram 12 categorias oficiais disputadas, divididas por idade e critério técnico, com quilometragens que variaram entre 20 a 80 Km percorridos, dependendo da categoria, onde cada volta no percurso tinha 20 Km de extensão.

Para todas as categorias oficiais mais as iniciantes da cidade, foram oferecidos troféus e medalhas exclusivos e personalizados, com imagem da cidade-sede da etapa ao fundo e os ciclistas da própria Copa em destaque, para os cinco primeiros colocados, e na categoria Elite Masculino, também uma premiação em dinheiro aos 3 primeiros colocados (a cada etapa), oferecida pelos organizadores.

 

Na categoria Elite Masculino, a principal da Copa, a vitória ficou com o atleta da equipe Ciclo Race, de Brasília-DF, Julio César Franco, com o tempo de 2h10m 35s e 80 Km percorridos, seguido de Valdecir Lorenceto da equipe Fundesport/ Araraquara-SP e de Bruno Henrique Catanante, da equipe Academia Estação Boa Forma/ SME, de Serrana-SP, terceiro colocado.

Já na categoria Elite Feminino, uma prova de 40 Km percorridos em 1h27m44s, vencida por Lusuelen Domingues dos Santos (Fundesport/ Araraquara), com Paula Vital Andrade da equipe Associação Batataense de Ciclismo/ José Reginaldo Cardoso, de Batatais, segunda colocada e a mineira Denise Cerize Kolling (Avulsa-MG), na terceira colocação.

 

Na categoria Sênior-B (40 a 49 anos), vitória do alagoano Maxwell da Rocha (equipe Velo48/ São Paulo), seguido de Edson Ângelo Anselmo (equipe Ciclo Édão/ Ibirá-SP) e de José Carlos Fonseca Jr. (Team 255/ Barra Bonita-SP), terceiro colocado, numa prova de 60 Km percorridos em 1h43m48s.

Entre os mais “veteranos” da CSPC, na categoria Master-B (60 anos acima) a vitória ficou com João Batista Maglio (Odontologia Maglio, Implantes e Laserterapia), seguido de Sebastião Vicente Rodrigues Filho (equipe SEME/ Santa Bárbara D´Oeste-SP) e de Fernando Mauro Roncari (Team 255/ Barra Bonita) em terceiro, em uma prova de 40Km percorridos em 1h25m02s.

 

Já entre as categorias de base, na categoria Junior Masculino (17 e 18 anos) o campeão foi Felipe Aparecido Brito (Fundesport/ Araraquara) em uma prova de 60 Km percorridos em 1h57m54s, com Renan Izzo (São Francisco Saúde/ SME/ Ribeirão Preto-SP) em segundo e Matheus Máximo dos Reis (SMELT/ Ciclismo Matão/ Matão-SP) em terceiro.

Na categoria Infanto Juvenil Masculino, uma prova de 20 Km percorridos em 42m08s, vencida pelo ciclista de Ribeirão Preto João Vieira Felício (São Francisco Saúde/ SME), com João Paulo dos Santos (Ciclo Édão/ Ibirá) na segunda colocação e Lucca Marques da Silva Ferreira, também da equipe de Ribeirão Preto, em terceiro.

 

Na categoria iniciantes da cidade de São José da Bela Vista (aberta para qualquer tipo de bicicleta), Luís Augusto Rezende foi o campeão na iniciantes infantil e Gustavo Souza dos Santos foi o vencedor na iniciantes Juvenil.

Nessas categorias os cinco primeiros colocados também levaram medalhas personalizadas da Copa São Paulo de Ciclismo para casa.

 

Na classificação geral por equipes, a equipe da Fundesport/ Araraquara-SP foi a campeã da etapa, seguida da equipe da SEME/ Santa Bárbara D´Oeste-SP em segundo e da São Francisco Saúde/ SME/ Ribeirão Preto-SP, terceira colocada geral por equipes na etapa. Para ver todos os campeões de todas as categorias da segunda etapa da Copa São Paulo de Ciclismo 2017 em São José da Bela Vista, confira o Boletim de Resultados completo da etapa.

Resultados.

CATEGORIA: ELITE MASCULINO – Class. em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 2h10m35s – Total percorrido: 80km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
35 Julio Cesar Franco Ciclo Race/ Brasilia-DF 12
22 Valdecir Lorenceto Fundesport/ Araraquara-SP 10
38 Bruno Henrique Catanante Academia Estação Boa Forma/SME/ Serrana-SP 8
40 Igor Teodoro Molina Clube de Ciclismo/ São José dos Campos-SP 7
30 Robson Cesar Rodrigues Fundesport/ Araraquara-SP 6
1 Ivan Jorge de Moura Fundesport/ Araraquara-SP 5
15 Ruan Santana Guillen Brucicle/ Brusque-SC 4
31 Eliel Pereira Balbino SMEL/ Boi Gordo/ Barão Center/ ASC/ Sertãozinho-SP 3
36 Jeovane Junior de Oliveira São Francisco Saúde/ SME/ Ribeirão Preto-SP 2
10º 10 Maycon Neder Moreira Silva Ciclo Edão/ Ibirá-SP 1

 

CATEGORIA: SENIOR-A – Classificação em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 2h28m42s – Total percorrido: 80km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
   130 Danilo Cesar Tostes Academia Estação Boa Forma/SME/ Serrana-SP 12
115 Eliezer Reginaldo da Silva Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
104 Thiago Rafael Branquinho FEAC/ Franca-SP 8
160 Isaque Rodrigues dos Santos Avulso-MG 7
161 Douglas Fernando Alves SECEL/ Monte Alto-SP 6
152 Rodrigo Favaretto Radical Bike/ São Sebastião do Paraíso-MG 5
114 Marcelo Ferreira de Jesus Team 255/ Barra Bonita-SP 4
116 Silvio Mastrocesare Prefeitura Municipal/Unimed/ Ibitinga-SP 3
158 Bruno Ricardo de Oliveira Prefeitura Municipal/Unimed/ Ibitinga-SP 2
10º 155 Daniel Berturo dos Santos Associação Joaquinense de Ciclismo/ São Joaquim da Barra-SP 1

 

CATEGORIA: SUB-30 – Classificação em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 1h51m52s – Total percorrido: 60km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
315 Carlos Eduardo Uchoa Vicente Fundesport/ Araraquara-SP 12
318 João Antônio Mendes SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 10
317 Rafael do Nascimento Lelin Bikes/ Uberaba-MG 8
311 Rodrigo Aparecido Veiga SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 7
301 Luan de Oliveira e Souza Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 6

 

CATEGORIA: ELITE FEMININO – Classific. em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 1h27m44s – Total percorrido: 40km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
805 Lusuelen Domingues dos Santos Fundesport/ Araraquara-SP 12
804 Paula Vital Andrade Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 10
808 Denise Cerize Kolling Avulsa-MG 8
809 Ana Paula Magalhães Radical Bike/ São Sebastião do Paraíso-MG 7
802 Leandra Marques Ribeiro Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 6

 

CATEGORIA: SENIOR-B – Classificação em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 1h43m48s – Total percorrido: 60km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
430 Maxwell da Rocha Velo 48/ São Paulo-SP 12
403 Edson Ângelo Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá-SP 10
402 José Carlos Fonseca Junior Team 255/ Barra Bonita-SP 8
435 Cleiton Ferreira Associação Joaquinense de Ciclismo/ São Joaquim da Barra-SP 7
439 Fábio Garcia Belavita Team 255/ Barra Bonita-SP 6

 

 

CATEGORIA: MASTER-A – Classificação em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 1h11m49s – Total percorrido: 40km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
614 Teodorico Lacerda Junior SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 12
601 Sidnei da Silva SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 10
611 Sergio Gibim SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 8
602 Isaac Rodrigues de Oliveira Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 7
605 João Batista de Toledo Sport Bike/ Rio Claro-SP 6

 

CATEGORIA: MASTER-B – Classificação em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 1h25m02s – Total percorrido: 40km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
651 João Batista Maglio Odontologia Maglio, Implantes e Laserterapia/ Araraquara-SP 12
657 Sebastião Rodrigues Filho SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 10
656 Fernando Mauro Roncari Team 255/ Barra Bonita-SP 8
659 Carlos Eduardo Lambello SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 7
652 Anízio Horácio da Silva Team 255/ Barra Bonita-SP 6

 

CATEGORIA: JUNIOR MASC. – Classific. em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 1h57m54s – Total percorrido: 60km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
705 Felipe Aparecido Brito Fundesport/ Araraquara-SP 12
707 Renan Izzo São Francisco Saúde/SME/ Ribeirão Preto-SP 10
704 Matheus Máximo dos Reis SMELT/ Ciclismo Matão/ Matão-SP 8
706 Sergio Reis Vieira dos Santos Fundesport/ Araraquara-SP 7

 

CATEGORIA: JUNIOR FEMININO – Classific. em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 53m06s – Total percorrido: 20km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
854 Julia Raynnara de Toledo ABEC/ Rio Claro-SP 12

 

CATEGORIA: JUVENIL MASC. – Classific. em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 1h16m58s – Total percorrido: 40km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
760 Marcos Levy da Matta Avulso-SP 12
756 Leonardo Francisco Rodrigues Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 10
754 Luan Henrique Rossi Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 8
751 João Henrique Scarante São Francisco Saúde/ SME/ Ribeirão Preto-SP 7
757 Guilherme Pereira Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 6

 

CATEGORIA: INFANTO/JUVENIL – Classific. em S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 42m08s – Total percorrido: 20km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
907 João Vieira Felício São Francisco Saúde/SME/ Ribeirão Preto-SP 12
903 João Paulo dos Santos Ciclo Edão/ Ibirá-SP 10
901 Lucca Marques da Silva Ferreira São Francisco Saúde/SME/ Ribeirão Preto-SP 8
902 João Guilherme Camilo Ferracini SMEL/Boi Gordo/Barão Center/ASC/ Sertãozinho-SP 7
905 Lucas Davi Waz Cruz SMEL/Boi Gordo/Barão Center/ASC/ Sertãozinho-SP 6

 

CATEGORIA: MOUNTAIN BIKE – Classific. em  S.J. da Bela Vista – Tempo de prova: 38m00s – Total percorrido: 20km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
506 Everton Fernando Mendes Bike Bariri/ Bariri-SP 12
503 Anderson Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá-SP 10
511 Luciano Antônio de Souza SMELT/Ciclismo Matão/ Matão-SP 8
509 Carlos Renato Mastriaga Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 7
513 Victor Antônio Rabelo Açaí Mil e Ross/ Americana-SP 6

 

CATEGORIAS EXTRAOFICIAIS – Livre Bicicleta – (Iniciantes da Cidade de São José da Bela Vista):

 

CATEGORIA INICIANTES INFANTIL

Col. Nº Atl. NOME
1026 Luis Augusto Rezende
1030 Paulo Ricardo Lacerda
1028 Caique Eduardo Pereira
1029 Tassio Renan da Silva

 

CATEGORIA INICIANTES JUVENIL

Col. Nº Atl. NOME
828 Gustavo Souza dos Santos
Saulinho
834 Bruno Felipe Daniel Lima
Otávio

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPES EM SÃO JOSÉ DA BELA VISTA-SP

Col. EQUIPE CIDADE P.G.
Fundesport Araraquara-SP 66
SEME Santa Bárbara D’oeste-SP 64
São Francisco Saúde/ SME Ribeirão Preto-SP 39
Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso Batatais-SP 38
Prefeitura Municipal/ Unimed Ibitinga-SP 37
Team 255 Barra Bonita-SP 32
Ciclo Edão Ibirá-SP 31
Academia Estação Boa Forma/ SME Serrana-SP 20
SMEL/Boi Gordo/ Barão Center/ASC Sertãozinho-SP 16
  SMELT/ Ciclismo Matão Matão-SP 16
10ª Ciclo Race Brasília-DF 12
  Velo 48 São Paulo-SP 12
  ABEC Rio Claro-SP 12
  Odontologia Maglio, Implantes e Laserterapia Araraquara-SP 12
  Bike Bariri Bariri-SP 12
  Radical Bike São Sebastião do Paraíso-MG 12
11ª Associação Joaquinense de Ciclismo São Joaquim da Barra-SP 08
  FEAC Franca-SP 08
  Lelin Bikes Uberaba-MG 08
12ª Clube de Ciclismo São José dos Campos 07
13ª SECEL Monte Alto-SP 06
  Sport Bike Rio Claro-SP 06
  Açaí Mil e Ross Americana-SP 06
14ª Brucicle Brusque-SC 04

Paris Nice 2017, #6 Etapa.

Simon Yates ( Orica-Scott ) venceu escapado a primeira etapas nas montanhas da Paris-Nice , atacando pouco antes do topo da subida final, com 19 quilômetros para final.

Ele ainda teve tempo de levantar os braços em comemoração no topo da subida curta e íngreme em Fayance logo depois cruzou o campeão Colombiano Sergio Henao (Team Sky) a 17 segundos, Richie Porte (BMC) foi o terceiro a 26 segundos.

Yates entrou no top 10 graças a sua aposta.

“Eu tinha uma pequena idéia sobre tentar algo, mas tudo dependia de como eu me sentiria e as condições”, disse Yates.

“Chegou o momento, e eu disse a mim mesmo” por que não? Eu não tenho nada a perder. Então eu tentei, e eu estou feliz que funcionou.

“É uma das maiores corridas que fazemos, e uma das mais difíceis corridas de uma semana. Estou muito feliz por poder ganhar novamente – é a minha primeira vitória da temporada, e espero que isso continue por um bom ano.

Resultados.

1 Simon Yates (GBr) Orica-Scott 4:37:51
2 Sergio Henao (Col) Team Sky 0:00:17
3 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team 0:00:26
4 Julian Alaphilippe (Fra) Quick-Step Floors 0:00:29
5 Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors
6 Jon Izaguirre (Spa) Bahrain-Merida 0:00:32
7 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team
8 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo
9 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin
10 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal

Classificação Geral.

1 Julian Alaphilippe (Fra) Quick-Step Floors 21:58:22
2 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal 0:00:36
3 Sergio Henao (Col) Team Sky 0:00:46
4 Gorka Izagirre (Spa) Movistar Team 0:00:57
5 Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors 0:01:20
6 Ilnur Zakarin (Rus) Katusha-Alpecin 0:01:31
7 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo 0:01:34
8 Simon Yates (GBr) Orica-Scott 0:01:37
9 Jon Izaguirre (Spa) Bahrain-Merida 0:02:04
10 Warren Barguil (Fra) Team Sunweb 0:03:08

Tirreno-Adriático 2017 #3 Etapa, Sagan Vence.

Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) conseguiu a sua segunda vitória WorldTour para a equipe,vencendo a terceira etapa do Tirreno-Adriatico .

Um acidente nos últimos 500 metros da corrida dividiu o pelotão, deixando muitos sprinters como Fernando Gaviria (Quick-Step Floors) e Mark Cavendish (Dimension Data) fora da disputa para a vitória.

Team Sky colocou o seu trem de embalo para o seu sprinter Elia Viviani em um final com muitas curvas e algumas pequenas subidas o italiano foi deixado muito longe pelo seu embalador e com isso teve fazer muita força e Sagan aproveitou sua roda e saiu na hora certa e com isso venceu com uma bicicleta de diferença.

Tirreno-Adriatico 2017 3ª etapa, Monterotondo Marittimo – Montalto di Castro (204km)

1. Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe, em 4-51-59
2. Elia Viviani (Ita) Sky
3. Jurgen Roelandts (Bel) Lotto Soudal
4. Sacha Modolo (Ita)Team UAE Emirates
5. Luka Mezgec Slo) Orica-Scott
6. Rick Zabel (Ger) Katusha-Alpecin
7. Andrea Palini (Ita) Androni Giocattoli
8. Roberto Ferrari (Ita) Team UAE Emirates
9. Georg Preidler (Aut) SunWeb
10. Ramon Sinkeldam (Ned) Sunweb

Classificação Geral.

1. Rohan Dennis (Aus) BMC Racing Team,  11:07:13
2. Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team
3. Damiano Caruso (Ita) BMC Racing Team

Tirreno-Adriatico 2017 #2 Etapa.

Thomas conseguiu a  sua primeira vitória da temporada no Tirreno-Adriatico com Greg Van Averamet assumindo a liderança geral.

Geraint Thomas (Team Sky) conseguiu uma bela vitória na segunda etapa do Tirreno-Adriatico com um ataque  tardio no final da subida para Pomarance.

Thomas atacou com pouco menos de cinco quilômetros de mammoth 229km, juntando-se inicialmente por Bob Jungels (Quick-Step), Jonathan Castroviejo (Movistar) e o líder da corrida Damiano Caruso (BMC Racing).

Resultados.

1. Geraint Thomas (GBr) Equipe Sky, 5:51:44
2. Tom Dumoulin (Ned) Team Sunweb,  9 segundos
3. Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe
4. Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing
5 (França) Francesco Gavazzi (Itália) Androni Giocattoli
6. Michal Kwiatkowski (Pol) Equipe Sky
7. Adam Yates (GBr) Orica-Scott
8. Rohan Dennis (Aus) BMC
9. Nairo Quintana (Col) Movistar
10. Simon Clarke ) Cannondale-Drapac

Classificação Geral.

1. Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing, em 6:15:14
2. Rohan Dennis (Aus) BMC Racing
3. Tejay Van Garderen (EUA) BMC Racing
4. Damiano Caruso (Ita) BMC Racing,
5. Niki Terpstra (Ned) Quick-Step, 16s
6. Bob Jungels (Lux) Quick-Step,st
7. Nairo Quintana (Col) Movistar, 21s
8. Moreno Moser (Ita) Astana
9. Sebastien Reichenbach (Sui) FDJ
10. Jonathan Castroviejo (Esp) Movistar

Paris-Nice 2017, #5 Etapa Resultados.

André Greipel (Lotto-Soudal) mostrou toda sua força para vencer a 5ª etapa da Paris-Nice 2017 nesta quinta-feira.

Vários dos trens embalo dos velocistas foram interrompidos em  Bourg-de-Péage depois de uma série de rotundas (rotatórias).

Greipel colocou-se na posição perfeita no final do sprint para ganhar por mais de uma bicicleta de comprimento à frente do ex-líder da corrida Arnaud Démare (FDJ),  o campeão holandês Dylan Groenewegen (LottoNL-Jumbo) foi terceiro.

O líder da corrida de ontem Julian Alaphilippe (Quick-Step Floors) terminou no pelotão para manter sua camisa amarela.

O francês lidera sobre o compatriota Tony Gallopin (Lotto-Soudal) por 33 segundos na geral, com o espanhol Gorka Izagirre (Movistar) em terceiro a 47 segundos.

A etapa de quinta-feira representou a última chance para os sprinters ganharem, pois a corrida se caminha para terrenos mais montanhosos.

A sexta etapa nesta sexta-feira será 193.5km de Aubagne para Fayence e inclui seis montanhas categorizadas, incluindo a montanha final de segunda categoria.

Será um teste severo para Alaphilippe, já que o ciclista de 24 anos lidera uma grande corrida de etapas em sua nação natal com o peso da expectativa em seus ombros. 

A Paris-Nice não é vencida por um francês desde Laurent Jalabert em 1997.


Resultados.

1. André Greipel (Ger) Lotto-Soudal
2. Arnaud Démare (Fra) FDJ
3. Dylan Groenewegen (Ned) LottoNL-Jumbo
4. Michael Matthews (Aus)  Sunweb
5. John Degenkolb (Alemanha) Trek-Segafredo
6. Magnus Cort Nielsen (Den) Orica-Scott
7. Marcel Kittel (Ger) Quick Step
8. Bryan Coquard (Fra)
9. Sonny Colbrelli (Ita) Bahrain-Mérida
10. Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe

Classificação Geral.

1. Julian Alaphilippe (Fra) Quick-Step Floors, em 17-20-02
2. Tony Gallopin (Fra) Lotto-Soudal, em 33 segundos
3. Gorka Izagirre (Esp) Movistar, em 47 segs
4 Sergio Henao (Col) Equipe Sky, em 1-05
5. Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors, em 1-20
6. Philippe Gilbert (Bel) Quick-Step Floors, em 1-24
7. Ilnur Zakarin Rus) Katusha-Alpecin, a 1-28
8. Arnaud Démare (Fra) FDJ, a 1-29
9. Alberto Contador (Spa) Trek- Segafredo, 1-31
10. Rudy Molard (Fra) FDJ, 32 

Paris Nice 2017 #3 Etapa Resultados.

O sprinter irlandês Sam Bennett (Bora-Hansgrohe) conseguiu a maior vitória de sua carreira até hoje nesta terça-feira, batendo uma série dos grandes  nomes do sprint entre eles Kristoff, Degenkolb,Kittel e Matthews.  na terceira etapa da Paris-Nice .

Bennett superou as estrelas, Alexander Kristoff (Katusha-Alpecin) em segundo, John Degenkolb (Trek-Segafredo) em terceiro, Marcel Kittel (Quick-Step Floors) quarto  André Greipel (Lotto-Soudal) em sétimo.

O líder da corrida, Arnaud Démare (FDJ), terminou em sexto lugar para manter a camisa amarela na etapa de quarta-feira.

“Eu estava confiante e me senti bem “, disse Bennett. “Eu estava esperando a oportunidade certa. Eu fiquei focado o dia inteiro para este sprint final. Tenho muita sorte em ter vencido hoje em Chalon-sur-Saône. Estamos experimentando uma edição realmente difícil da Paris-Nice, então a vitória é  mais bonita  hoje. “

Resultados.


1. Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe, em 4:31:14
2. Alexander Kristoff (Nor) Katusha-Alpecin
3. John Degenkolb (Alemanha) Trek-Segafredo
4. Marcel Kittel Ger) Quick-Step Floors
5. Michael Matthews (Aus) Equipe Sunweb
6. Arnaud Démare (Fra) FDJ
7. André Greipel (Ger) Lotto-Soudal
8. Christophe Laporte (Fra) Cofidis
9. Kristian Sbaragli
10. Magnus Cort Nielsen (Den) Orica-Scott

Classificação Geral.

1. Arnaud Démare (Fra) FDJ, em 12:14:42
2. Julian Alaphilippe (Fra) Quick-Step Floors,6s
3. Alexander Kristoff (Nor) Katusha-Alpecin, 13s
4 . Philippe Gilbert (Bel) Quick-Step pisos, 17s
5. Tony Gallopin (Fra) Lotto-Soudal, 19s

Paris Nice 2017.

 

demare

Arnaud Démare (FDJ) venceu a primeira etapa do Paris-Nice deste ano, à frente de Julian Alaphilippe (Quick-Step Floors), num dia caótico no norte da França.

Arnaud Démare (FDJ) venceu Julian Alaphilippe ( Quick-Step Floors ) em um sprint onde os dois chegaram a frente do resto do pelotão em uma etapa frenética da  Paris-Nice .

Apesar de um sprint em massa ser esperado no norte da França, o que não aconteceu devido a chuva e vento cruzado que afetou a etapa de abertura da corrida deste ano desde o início.

André Greipel (Lotto-Soudal) e Marcel Kittel (Quick-Step Floors) ambos foram derrubados nos dois últimos quilómetros do grupo líder com mais 20 atletas, e quando Alaphilippe lançou o seu ataque nos 1.500 metros finais numa subida, apenas Démare Foi capaz de seguir.

Paris-Nice é anunciado como “A Corrida ao Sol” e quando os ciclistas convergiram em um dia molhado e ventoso em Bois-d’Arcy esta manhã, o apelido sumiu literalmente no dia de hoje.

Bardet Desclassificado da Prova.

Romain Bardet foi desqualificado da Paris-Nice por usar o vácuo do carro da equipe ao tentar se juntar ao grupo em que estava após um acidente.

O atleta da AG2R La Mondiale caiu no início da corrida ao Sol, mas como ele retornou com sucesso ao grupo perseguidor do qual ele era parte, ele foi ajudado e protegido do vento pelo carro da sua equipe, depois, o júri determinou que o Bardet seria desqualificado.

Resultados.

1. Arnaud Démare (Fra) FDJ em 3:22:43.
2. Julian Alaphilippe (Fra) Quick-Step
3. Alexander Kristoff (Nor) Katusha-Alpecin)  9s
4. Philippe Gilbert (Bel) Quick-Step Floors
5. Romain Hardy (Fra) Fortuneo-Vital Concept
6 . Dan Martin (Irl) Quick-Step Pisos
7. Tony Gallopin (Fra) Lotto-Soudal
8. Marco Haller (Aus) Katusha-Alpecin
9. Sergio Henao (Col) Team Sky
10. Rudy Molard (Fra) FDJ .

Classificação geral após a primeira etapa.

1. Arnaud Démare (Fra) FDJ em 3:22:43.
2. Julian Alaphilippe (Fra) Pisos de Quick-Step 4s
3. Alexander Kristoff (Nor) Katusha-Alpecin) 15s
4. Philippe Gilbert (Bel) Quick-Step Floors 16s
5. ony Gallopin (Fra) Lotto-Soudal  17s
6. Romain Hardy (Fra) Fortuneo-Vital Concept em 18secs
7. Dan Martin (Irl) Quick-Step Floors em 19 segundos
8. Marco Haller (Aus) Katusha-Alpecin st
9. Sérgio Henao (Col) Team Sky st
10. Rudy Molard (Fra) FDJ st

Dwars door West-Vlaanderen 2017.

van-emden

Jos van Emden ( LottoNL-Jumbo ) venceu a Dwars West-Vlaanderen neste domingo, batendo Silvan Dillier ( BMC Racing ) no sprint.

Em uma tarde molhada e com muito vento em Flanders , a corrida foi caracterizada por uma série de  mudanças freqüentes no grupo da  frente.

Mas van Emden e Dillier atacaram juntos dentro dos últimos 30 km e foram capazes de chegar à cidade de Ichtegem  onde é a chegada da prova somente os dois.

Dillier levou os últimos 500 metros, repetidamente olhando para trás para verificar as intenções de van Emden. Com apenas algumas centenas de metros restantes, van Emden disparou para a direita de Dillier, abriu uma vantagem e cruzou a linha de um comprimento de bicicleta na frente dele.

doors-wars

Condições no início do dia foram perfeito para os amantes do ‘épico’ tempo Flanderian.

 Uma fuga de 21 atletas formou-se cedo com três outros grupos atrás, separados pelos ventos cruzados.

Anteriormente uma corrida de três dias este ano e também pelo nome do Johan Museeuw Classic, a subida pavimentada do Kemmelberg é o trecho mais famoso da estrada.

Foi a nona vitória de van Emden em sua carreira e a primeira desde que ele ganhou um  contra relógio curto no tour Star ZLM  no ano passado.

Resultados.

1 Jos van Emden (Ned) Team LottoNl-Jumbo 4:55:38  
2 Silvan Dillier (Swi) BMC Racing Team    
3 Lasse Norman Hansen (Den) Aqua Blue Sport 0:00:11  
4 Jasper De Buyst (Bel) Lotto Soudal 0:00:33  
5 Guillaume Van Keirsbulck (Bel) Wanty – Groupe Gobert    
6 Jesper Asselman (Ned) Roompot – Nederlandse Loterij    
7 Jens Debusschere (Bel) Lotto Soudal 0:00:43  
8 Elmar Reinders (Ned) Roompot – Nederlandse Loterij    
9 Twan Castelijns (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:00:47  
10 Iljo Keisse (Bel) Quick-Step Floors 0:01:1

Rutas de America 2017 #3 Etapa.

imagem_release_878603

Alan Maniezzo ganhou a terceira etapa da Rutas de America na cidade de Cologne e espera pelo contra-relógio 19km na parte da tarde.

A equipe brasileira São Francisco Saúde de Ribeirão Preto fez a dobradinha  nesta quinta-feira, no final da terceira etapa do Rutas de América 2017 a etapa terminou em Colônia depois de 137.1 quilômetros saindo de  San Jose.

Alan Maniezzo e Cristian Egidio e Joaquin Ansolabehere  escaparam faltando um pouco mais de 60km para terminar a prova, Alan e Cristian fizeram um bom trabalho onde conseguiram deixar o atleta da equipe Rainbow e cruzaram a linha praticamente juntos, com  um tempo de 3 horas 07 min. 03 seg. uma média de 43,978 kmh.
O pelotão onde o líder estava, Pablo Anchieri (Estudantes Colla) chegou depois de  27 segundos.
Com isso  Anchieri perdeu a liderança para o Brasileiro  por apenas um segundo.

Na parte da tarde, às 16 horas, teremos um contra relógio de 19 quilómetros, agora é torcer para que Alan consiga manter ou aumentar a sua diferença e largar na etapa de amanhã com a camisa de lider.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1 Alan Maniezzo – Saúde São Francisco. 3 horas 07.03

2º Cristian Egidio – Saúde São Francisco

3ª Joaquín Ansolabehere – Rainbow

4º Rodrigo do Nascimento – São Francisco-Saúde

5ª Matias Presa – Asas Schenck vermelhos

6ª Gerardo Fernandez – Phoenix

7ªGiordano Sizurqui- San Jose

8ª Daniel Juarez – Assoc Mardan.

9ªSantiago Mendez  – Phoenix

10º Paul Anchieri – Estudantes Colla

Classificação Geral.

CLASSIFICAÇÃO

1 Alan Maniezzo – São Francisco-Saúde. 11:07:03

2º Pablo Anchieri – Estudantes Colla 1 “

3ª Matías Pérez – Maroñas 7 “

4 Sixto Núñez – San Antonio de Florida a 21 “

5º Richard Mascarañas – Schneck Red Wings 23 “.

6ª Matias Presa – Schneck Red Wings 25 “

7º Jorge Bravo – Schneck Red Wings 31 “

8 Bilker Castro – Cerro Largo CC 32 “

9ª Geovani Fernandez – Cerro Largo CC 32 “

10ºRodrigo do Nascimento São Francisco-Saúde 33 “

Rutas de America 2017.

imagem_release_878603

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME) segue conseguindo bons resultados na Rutas de América. Nesta quarta-feira (01), foi disputada a segunda etapa, em um percurso de 180km, entre as cidades de Minas e San José, no Uruguai, com a equipe terminando na segunda colocação.

Com o resultado positivo, a equipe subiu da 4ª para a 3ª posição na classificação geral por equipe, com apenas 24 segundos de diferença para a 1ª colocada, Estudiantes El Colla, do Uruguai.

A vitória nesta etapa foi de Pablo Ancheri, dono da casa, que completou o percurso em 4 horas, 37 minutos e 45 segundos. Completaram o pódio os também uruguaios Matias Perez e Eric Fagundes, em segundo e terceiro lugares respectivamente.

Rodrigo Melo, da Equipe de Ribeirão, foi destaque nesta etapa, conseguindo a 6ª colocação, com 22 segundos de diferença para o vencedor, e agora está na 12ª colocação geral, a 32 segundos do líder. 

Alan Maniezzo (16º), Luis Fernando Trevisan (20º), Rodrigo do Nascimento (35º), Maurício Knapp (38º) e Cristian Egídio (44º) foram os outros representantes de Ribeirão na etapa.

Melo disse que ficou satisfeito com a colocação final. “Saí numa fuga no KM 85 e fomos até o KM 135. O objetivo era pegar pontos nas metas volantes e montanha. Fomos alcançados faltando 40km para a chegada e nos guardamos para a chegada. Espero crescer durante a prova e brigar por um pódio”.

Para o treinador Marcelo Donnabella, os atletas foram muito bem. “A etapa foi longa, com mais de 4 horas de percurso e estava muito calor, mesmo assim a equipe teve bons resultados, conseguindo subir na classificação”.

A terceira etapa da Rutas de América será disputada nessa quinta-feira e ligará a cidade de San José a Colonia.

Kuurne-Brussels-Kuurne 2017.

sagan-kuurne2017

Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) conquistou a sua primeira vitória da temporada nsa clássicas compensando a decepção de perder o Omloop Het Nieuwsblad para vencer o Kuurne-Brussels-Kuurne.

Sagan foi o mais rápido de um grupo de cinco atletas nos últimos  metros, o atual campeão da prova  Jasper Stuyven (Trek-Segafredo) foi o segundo e Luke Rowe, (Team Sky) o terceiro .

Esse trio, junto com Matteo Trentin (Quick-Step Floors) e Tiesj Benoot (Lotto-Soudal), fizeram parte de uma fuga que se  iniciou no Oude Kwaremont, faltando 84 km para o fim.

O que se seguiu foi duas horas de tempo de observação entre eles, enquanto a diferença  para o pelotão diminuiu e  a corrida seguiu o seu caminho  para dar duas voltas no circuito  em torno da cidade de Kuurne.

O elemento de surpresa permitiu a Sagan  abrir rapidamente uma diferença significativa, e embora Stuyven tentou ficar na roda traseira do eslovaco, não foi o suficiente para impedir que o campeão mundial levasse  a sua primeira vitória da temporada de 2017.

Acidentes na prova.

Depois de um acidente desagradável na Kuurne-Bruxelas-Kuurne, Tony Martin disse que espera estar em ação novamente na Paris-Nice, apesar de precisar de oito pontos em seu rosto.

Tony se envolveu em um dos tombos que causaram esse corte acima da sombrancelha direita, Apesar de ter sangue escorrendo pelo rosto e aparentemente não receber qualquer atenção médica imediata, o ciclistas da Katusha-Alpecin voltou para a sua bicicleta e continuou  por vários quilômetros antes de finalmente abandonar e ser levado para o hospital.

Resultados.

Kuurne-Bruxelas-Kuurne 2017, 200 km
1. Peter Sagan (SVK) Bora-Hansgrohe
2. Jasper Stuyven (Bel) Trek-Segafredo
3. Luke Rowe (GBR) Sky Team
4. Tiesj Benoot (Bel) Lotto-Soudal
5. Matteo Trentin (Ita) Quick-Step
6. Arnaud Demare (FRA) FDJ
7. Greg Van Avermaet (Bel) BMC
8. Oliver Naesen (Bel) AG2R La Mondiale
9. Zdenek Stybar (CZE) Quick-Step
10. Baptiste Planckaert (Bel) Katusha-Alpecin

Tour Abu Dhabi 2017 #1 Etapa Resultados.

cavendish

Mark Cavendish (Dimension Data) ganhou a etapa de abertura do Tour de Abu Dhabi 2017 nesta quinta-feira, enquanto os rivais Marcel Kittel (Quick-Step Floors) e Caleb Ewan (Orica-Scott) foram atingidos por um acidente antes da chegada.

O Manxman chegou  à frente de André Greipel (Lotto-Soudal) no sprint final da etapa através do deserto Abu Dhabi para ter sua primeira vitória da temporada. Niccolo Bonifazio (Bahrain-Mérida) atleta da equipe da casa chegou em terceiro lugar.

“Eu não posso culpar ninguém na equipe”, disse Cavendish depois da etapa. “Se eu tivesse perdido, teria sido apenas minha culpa. Foi o mesmo acabamento que no ano passado e eu estava apenas em terceiro lugar, então, com nós  cometemos alguns erros. Passamos pelo que fizemos de errado no ano passado, tentamos fazer o oposto e foi o que aconteceu “.

Conhecido como o “choque dos velocistas”, os fãs não puderam ver o embate com  Kittel e Ewan que cairam na prova antes da chegada.

Vários outros sprintistas  também foram envolvidos no acidente, dentre eles, Elia Viviani Team Sky perdeu dois companheiros de equipe no incidente , incluindo Welshman Owain Doull . Foi a corrida de estreia de Doull em 2017 depois de se recuperar da cirurgia para corrigir um apêndice que o viu perder o Tour Down Under em janeiro.

Alex Dowsett (Movistar) foi outro envolvido no acidente.

Pés e sapatilhas de Owain Doull “cortados pelo freio a disco” em Abu Dhabi.

sapatilha-doull

Um acidente no final da primeira deixou Owain Doull (Team Sky) com um corte no pé e na sapatilha Doull disse que estes foram causados pelos freios a disco de Marcel Kittel (Quick- Step Floors) que esteve envolvido no mesmo incidente.

Falando depois da etapa, Doull disse que tinha certeza de que eram os discos de freio de  Kittel que tinham cortado a sapatilha e seu pé.

“Aquilo foi definitivamente causados pelos freios,” disse Doull quando estava sendo  atendido pelos enfermeiros que estavam limpando suas feridas na parte traseira de sua perna.

“Foi direto através da minha sapatilha e no meu pé. Que sorte que não era a minha perna.

– Se essa tivesse sido a minha perna, teria sido cortada direto.

O sindicato dos ciclistas, e a Associação de Ciclistas Profissionais (CPA), tem pedido coberturas sobre os rotores e, nas últimas semanas, uma proibição completa .

“A menos que haja cobertura, caso contrário  você não deve usá-los”, acrescentou Doull.

Alberto Contador (Trek-Segafredo) também foi envolvido em acidente, com cerca de 4 km para o final. Uma rápida mudança de bicicleta com um colega de equipe foi rapidamente seguido pela maioria da equipe Trek ficando para acompanhar Contador de volta ao grupo. Antes da corrida, Contador havia dito que estaria trabalhando para Bauke Mollema, mas a resposta da equipe ao incidente sinaliza que Contador é co-líder.

Resultados.

1. Mark Cavendish (GBr) Dimension Data, in 4:37:06
2. André Greipel (Ger) Lotto-Soudal
3. Niccolo Bonifazio (Ita) Bahrain-Merida
4. Simone Consonni (Ita) UAE Team Emirates
5. Elia Viviani (Ita) Team Sky
6. Roger Kluge (Ger) Orica-Scott
7. Alexander Porsev (Rus) Gazprom-Rusvelo
8. Matteo Pelucchi (Ita) Bora-Hansgrohe
9. Nicola Ruffoni (Ita) Bardiani CSF
10. Eduard Grosu (Rom) Nippo-Vini Fantini

Classificação geral após a primeira etapa

1. Mark Cavendish (GBr) Dimension Data
2. Andre Greipel (Ger) Lotto-Soudal,  4s
3. Manuele Mori (Ita) UAE Team Emirates, 4s
4. Niccolo Bonifazio (Ita) Bahrain-Merida, 6s
5. Mirco Maestri (Ita) Bardiani-CSF,  8s
6. Kazishige Kuboki (Jpn) Nippo-Vini Fantini,  8s
7. Simone Consonni (Ita) UAE Team Emirates, 10s
8. Elia Viviani (Ita) Team Sky,  10s
9. Roger Kluge (Ger) Orica-Scott, 10s
10. Alexander Porsev (Rus) Gazprom-Rusvelo, 10s

Gp Sesc Ciclismo 2017.

imagem_release_874889

O ciclista Cristian Egídio, da Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME), venceu o GP SESC, disputado no último domingo (19), em Sorocaba. O pódio ainda teve Alex Diniz em segundo e Vitor Fonseca em terceiro, ambos da equipe de Taubaté. A prova é válida para o Ranking Brasileiro de Ciclismo de Estrada.

A prova foi disputada num circuito de 3km de baixo de um sol fortíssimo e teve a duração de 1h30. Foram 62 km percorridos no total, com velocidade média de 42 km/h dos ciclistas. Durante o percurso, houveram várias tentativas de fuga, até que no final, seis atletas se distanciaram do pelotão, sendo dois de Ribeirão: Cristian Egídio e Jeovane de Oliveira.

A vitória de Cristian veio no sprint final, deixando Alex Diniz e Vitor Fonseca, ambos de Taubaté, na segunda e terceira posições respectivamente.

Segundo o ciclista, a prova foi desgastante por causa do calor que fazia no horário. Cristian diz que a estratégia da equipe foi fundamental para a conquista. “Estou muito feliz com a vitória. Conseguimos cumprir à risca nossa estratégia e deu tudo certo. Muito bom começar o ano com título e toda a equipe ficou muito motivada para a continuação a temporada”.

Outra boa chegada foi a de Rodrigo Melo, que bateu o pelotão e terminou a prova na sexta posição.

O técnico Marcelo Donnabella classificou a prova como bem disputada. “A equipe mostrou um bom entrosamento, apesar de ser a primeira prova do ano. Foi bom começar com uma vitória”.

Donnabella também elogiou a participação dos reforços da equipe para a temporada, Cristian Egídio e Rodrigo Melo, que fizeram suas reestreias pela equipe na prova. “Eles retornaram à Ribeirão em um nível muito alto”.

O próximo desafio da Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME) é a Rutas do Uruguai, que será disputada entre os dias 28 de fevereiro e 5 de março, passando por Montevideo, Minas, Maldonado, Colônia e Paso de Los Toros.

Volta ao Algarve 2017 #4 Etapa.

greipel-algarve2017

André Greipel (Lotto-Soudal) venceu  a quarta etapa da Volta ao Algarve, exigindo a imagem do fotofinish  final para confirmar sua vitória sobre John Degenkolb (Trek-Segafredo).

André Greipel (Lotto-Soudal) venceu John Degenkolb (Trek-Segafredo) e Dylan Groenewegen (LottoNL-Jumbo) na quarta etapa do Volta ao Algarve neste sábado.

Desprovido de um trem de embalo da sua equipe, Greipel mostrou uma virada surpreendente com uma  velocidade para vir de longe e derrubar a liderança de Degenkolb nos últimos metros, com Groenewegen separados pela menor margem.

É a segunda vitória de Greipel da temporada – ele ganhou sua corrida de abertura no Challenge Maiorca – e sus quarta na história da corrida.

Primož Roglič, que assumiu a liderança depois da terceira etapa , terminou confortavelmente no grupo para garantir que ele vá para a fase final do domingo como líder.

Resultados.


2. John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo
3. Dylan Groenewegen (Ned) LottoNL-Jumbo
4. Arnaud Démare (Fra) FDJ
5. Jasper Steven (Bel) Trek-Segafredo
6. Andrea Pasqualon (Wanty-Groupe Robert)
7. Fernando Gaviria (Col) Quick-Step Floors
8. Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis
9. Michael Schwarzmann (Ger) Bora-Hansgrohe
10. Edvald Boasson Hagen (Nor) Dimension Data all at same time

Classificação

1. Primoz Roglic (Slo) Team LottoNL-Jumbo, 14:3420
2. Michael Kwiatkowski (Pol) Team Sky, at 22s
3. Jonathan Castroviejo (Esp) Movistar, at 36s
4. Tony Gallopin (Fra) Lotto-Soudal, at 55s
5. Luis Leon Sanchez (Esp) Astana, at 59s
6. Dan Martin (Irl) Quick-Step Floors, at 1:31
7. Tony Martin (Ger) Katusha-Alpecin, at 1:40
8. Tiesj Benoot (Bel) Lotto-Soudal, at 1:49
9. Amaro Manuel Antunes (Por) W52-FC Porto-Porto Canal, at 1:54
10.  Rinaldo Nocentini (Ita) Sporting Clube de Portuga/Tavira, 1:56

 Ruta Del Sol 2017 #4 Etapa.

coquard

Bryan Coquard (Direct Energie) foi o sprinter mais rápido na quarta etapa  da Ruta del Sol, com Alejandro Valverde (Movistar) permanecendo com a camisa de líder.

O francês Coquard ultrapassou Daniel Hoelgaard do FDJ nos 100 metros finais em Sevilha para ganhar por uma diferença de uma bicicleta. 

É a sua segunda vitória da temporada, acrescentando a sua vitória na quinta etapa da  Volta a la Comunitat Valenciana no início deste mês.

Valverde, que voltou a liderar ontem depois da prova de contrta relógio 12 km , terminou em 14º no sprint para garantir que ele entra na etapa final de domingo com a sua estreita vantagem de um segundo sobre Alberto Contador (Trek-Segafredo).

Resultados.

1. Bryan Coquard (Fra) Direct Energie em 4:10:33
2. Daniel Hoelgaard (Nor) FDJ
3. Hugo Hofstetter (Fra) Cofidis
4. Moreno Holanda (Ned) Lotto-Soudal
5. Raymond Kreder (Ned) Nederlandse Loterij
6. Mihkel Rain (Est) Academia de Ciclismo de Israel
7. Roman Maikin (Rus) Gazprom-RusVelo
8. Maxime Farazijn (Bel) Esporte Vlaanderen-Baloise
9. Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac
10. Eduard Prades Caja Rural-Seguros

Classificação geral após a terceira etapa.

1. Alejandro Valverde (Esp) Movistar, a 13:12:07
2. Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo, a 1 segundo
3. Thibaut Pinot (Fra) FDJ, às 6s
4. Wout Poels (Ned) Team Sky ,  21s
5. Diego Rosa (Ita) Team Sky, a 45s
6. Mikel Landa (Esp) Team Sky, a 48s
7. Sebastián Reichenbach (Sui) FDJ, a 52s
8. Rigoberto Uran (Col) Cannondale -Drapac, 1:29
9. Ondrej Cink (Cze) Bahrain-Mérida, 1:48
10. Javier Moreno (Esp) Bahrein-Mérida, 1:50

Ruta Del Sol 2017 #3 Etapa.

valverde

A Ruta del Sol 2017 está emocionante e chega as duas últimas etapas após Alejandro Valverde (Movistar) reassumir a liderança por um segundo na terceira etapa no contra relógio.

O ciclista espanhol fez um excelente contra o relógio e terminou em segundo lugar atrás de Victor Campenaerts (LottoNL-Jumbo).

O belga foi um dos primeiros ciclistas a largar  no percurso montanhoso, e definiu o tempo mais rápido quando ele cruzou a linha, depois teve que aguentar uma longa espera para ver se ele seria o vencedor da etapa.

Fabio Felline (Trek-Segafredo) chegou a nove segundos do tempo de Campenaerts, mas ficou fora dos top 10 da geral.

Resultados.

1 Victor Campenaerts (Bel) Team LottoNl-Jumbo 0:14:55  
2 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:00:01  
3 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo 0:00:07  
4 Thibaut Pinot (Fra) FDJ 0:00:09  
5 Fabio Felline (Ita) Trek-Segafredo    
6 Wout Poels (Ned) Team Sky 0:00:16  
7 Tim Wellens (Bel) Lotto Soudal 0:00:20  
8 Vasil Kiryienka (Blr) Team Sky 0:00:21  
9 Tobias Ludvigsson (Swe) FDJ 0:00:25  
10 Matthias Brändle (Aut) Trek-Segafredo 0:00:28

 

Classificação Geral.

1 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 9:01:34  
2 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo 0:00:01  
3 Thibaut Pinot (Fra) FDJ 0:00:06  
4 Wout Poels (Ned) Team Sky 0:00:21  
5 Diego Rosa (Ita) Team Sky 0:00:45  
6 Mikel Landa (Spa) Team Sky 0:00:48  
7 Sébastien Reichenbach (Swi) FDJ 0:00:52  
8 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac 0:01:29  
9 Ondrej Cink (Cze) Bahrain-Merida 0:01:48  
10 Javier Moreno (Spa) Bahrain-Merida 0:01:50

 Volta Ao Algarve 2017  #3 Etapa.

roglic

Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo) assume a liderança da volta ao Algarve e Jonathan Castroviejo (Movistar) vence etapa.

Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo) ficou em segundo lugar na etapa de quinta-feira, com uma forte passada  no contra relógio de hoje assumiu a liderança que era de  Dan Martin (Quick-Step Floors) na Volta ao Algarve .

O campeão nacional esloveno fez uma forte corrida no percurso plano e costeiro no sul de Portugal, ficando cinco segundos mais lento do que o vencedor da etapa Jonathan Castroviejo (Movistar) para terminar em terceiro lugar  e assumir a liderança geral da corrida.

Vencedor da etapa contra-relógio no ano passado no Giro d’Italia , Roglic era um dos favoritos na etapa, e andou bem ao longo da etapa geralmente plana, terminando apenas um segundo atrás do tempo campeão mundial de crono Tony Martin (Katusha- Alpecin).

Resultados.

1. Jonathan Castroviejo (Esp) Movistar, 21:24
2. Tony Martin (Ger) Katusha-Alpecin,  4s
3. Primoz Roglic (Slo) Team LottoNL-Jumbo, 5s
4. Michael Kwiatkowski (Pol) Team Sky, at
5. Lars Boom (Ned) Astana,  11s
6. Arnaud Demare (Fra) FDJ,  12s
7. Alex Dowsett (Gbr) Movistar,  16s
8. Edvald Boasson Hagen (Nor) Dimension Data,  20s
9. Nelson Oliveira (Por) Movistar, at
10. Tony Gallopin (Fra) Lotto-Soudal,  21s

Classificação Geral.

1. Primoz Roglic (Slo) Team LottoNL-Jumbo,  9:36:29
2. Michael Kwiatkowski (Pol) Team Sky,  22s
3. Jonathan Castroviejo (Esp) Movistar,  36s
4. Tony Gallopin (Fra) Lotto-Soudal,  55s
5. Luis Leon Sanchez (Esp) Astana,  59s
6. Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors, 1:31
7. Tony Martin (Ger) Katusha-Alpecin,  1:40
8. Tiesj Benoot (Bel) Lotto-Soudal,  1:49
9. Amaro Manuel Antunes (Por) W52-FC Porto-Porto Canal, 1:54
10.  Rinaldo Nocentini (Ita) Sporting Clube de Portuga/Tavira,1056

Rota Del  Sol 2017 #2 Etapa, Pinot (FDJ) Vence.

pinot

Thibaut Pinot (FDJ) venceu a etapa rainha da Ruta del Sol , pegando e passando a poucos metros da chegada  Alberto Contador (Trek-Segafredo) que teve se contentar com o segundo.

Contador tinha atacado no início da subida de seis quilômetros da Peña del Águila, abrindo rapidamente uma brecha sobre um grupo perseguidor de Pinot e o trio da Sky  Wout Poels, Diego Rosa e Mikel Landa com o líder da corrida Alejandro Valverde (Movistar) parecia estar em apuros atrás.

Mas  Contador atacou cedo demais e a poucos metros da chegada sentiu o peso dos ataques lançados, Pinot e Valverde estavam andando bem, e enquanto Valverde foi capaz de voltar para o pequeno grupo perseguidor para limitar suas perdas a sete segundos,

 Pinot tinha maiores aspirações de vencer a etapa.

O francês veio de longe atras dos atletas da Sky, e como a escalada era dura  no último quilômetro ele tinha Contador em sua alça de mira.

Foi uma espera agonizante enquanto Pinot seguia o seu caminho através dos últimos metros para alcançar a roda traseira de Contador, onde esperou por apenas um segundo antes de lançar um ataque pungente para ganhar a etapa por alguns comprimentos.

Apesar de perder a vitória da etapa, Contador ganhou tempo suficiente sobre Valverde para assumir a camisa de líder, enquanto Pinot subiu para o segundo lugar.

 

Resultados.

 
1. Thibaut Pinot (Fra) FDJ, in 4:44:03
2. Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo  2 seconds
3. Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team  7s
4. Ion Izaguirre (Esp) Bahrain-Merida, st
5.  Mikel Landa (Esp) Team Sky, at 9s
6. Diego Rosa (Ita) Team Sky, st
7. Wout Poels (Ned) Team Sky,  13s
8. Sébastien Reichenbach (Sui) FDJ, 28s
9. Pieter Weening (Ned) Roompot – Nederlandse Loterij  46s
10. Floris De Tier (Bel) Team LottoNl-Jumbo, st
 
Classificação Geral.
1. Alberto Contador (Esp) Trek-Segafredo, in 8:46:33
2 Thibaut Pinot (Fra) FDJ,  3s
3 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team,  5s
4 Jon Izaguirre (Esp) Bahrain-Merida, st
5 Diego Rosa (Ita) Team Sky, 7s
6 Wout Poels (Ned) Team Sky,  11s
7 Mikel Landa (Esp) Team Sky,  12s
8 Sébastien Reichenbach (Sui) FDJ,  26s
9 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac,  49s
10 Pieter Weening (Ned) Roompot – Nederlandse Loterij  1:08

Tour Omã 2017 #2 Etapa.

soren

Soren Kragh Andersen de 22 anos ( Sunweb ) venceu a segunda etapa do Tour de Omã, batendo a Rui Costa (Team Abu Dhabi) segundo  e Ben Hermans (BMC Racing) terceiro em Quriyat .

 

O dinamarquês, que venceu a camisa branca no Tour do Qatar no ano passado, fez seu sprint perfeitamente depois de vários ataques dentro do pelotão.

Resultados.
1 Søren Kragh Andersen (Den) Team Sunweb 3:53:11  
2 Rui Costa (Por) Team UAE Abu Dhabi    
3 Ben Hermans (Bel) BMC Racing Team    
4 Laurens De Plus (Bel) Quick-Step Floors    
5 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team    
6 David De La Cruz (Spa) Quick-Step Floors    
7 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale    
8 Merhawi Kudus (Eri) Dimension Data    
9 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:00:04  
10 Lachlan Morton (Aus) Dimension Data
Classificação Geral.
1 Ben Hermans (Bel) BMC Racing Team 11:00:15  
2 Rui Costa (Por) Team UAE Abu Dhabi 0:00:02  
3 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team 0:00:10  
4 Merhawi Kudus (Eri) Dimension Data 0:00:18  
5 David De La Cruz (Spa) Quick-Step Floors 0:00:21  
6 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale    
7 Laurens De Plus (Bel) Quick-Step Floors    
8 Søren Kragh Andersen (Den) Team Sunweb    
9 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:00:25  
10 Janier Acevedo (Col) UnitedHealthcare Professional Cycling Team

Volta Ao Algarve 2017 #1 Etapa.

gaviria

Fernando Gaviria ( Quick-Step Floors ) conquistou a primeira vitória europeia da temporada, depois de um ataque tardio de seu companheiro de equipe Max Richeze para conquistar a primeira camisa de líder da Volta ao Algarve .

Richeze lançou um ataque inicial, queimando a liderança de Cofidis para Bouhanni. 

Bouhanni começou seu sprint cedo mas terminou em terceiro, quando Gaviria se posicionou na roda de Andre Greipel e quando Gaviria aumentou faltando 150m deixando  o alemão em segundo na etapa.

“Estou muito feliz, porque acabei de voltar da Colômbia, onde eu trabalhei muito bem, e esta vitória mostra isso”, disse Gaviria. “Foi um sprint real, com alguns dos sprinters mais rápidos do mundo lutando pela vitória, e Vencê-los é realmente agradável, especialmente com o vento bastante forte. Um grande obrigado à equipe, porque eles foram perfeitos e fizeram um excelente trabalho hoje. “

Gaviria também revelou que tinha uma motivação especial para vencer o etapa: “Ontem eu fiz uma aposta com Davide Bramati, que prometeu que se eu ganhar uma etapa aqui, então eu tenho luz verde para se alinhar no Campeonato Nacional em 26 de fevereiro. Estou feliz por ter ganho esta aposta e ter o bilhete para a Colômbia. Seria um orgulho enorme usar esta linda camisa pelo menos uma vez na minha carreira e espero que aconteça este ano “.

Resultados.

1 Fernando Gaviria (Col) Quick-Step Floors 4:28:31  
2 André Greipel (Ger) Lotto Soudal    
3 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis, Solutions Credits    
4 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo    
5 John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo    
6 Baptiste Planckaert (Bel) Katusha-Alpecin    
7 Matteo Trentin (Ita) Quick-Step Floors    
8 Andrea Pasqualon (Ita) Wanty – Groupe Gobert    
9 Lukasz Wisniowski (Pol) Team Sky    
10 Edvald Boasson Hagen (Nor) Dimension Data

Classificação Geral.

1 Fernando Gaviria (Col) Quick-Step Floors 4:28:21  
2 Christoph Pfingsten (Ger) Bora-Hansgrohe 0:00:01  
3 André Greipel (Ger) Lotto Soudal 0:00:04  
4 Justin Oien (USA) Caja Rural-Seguros RGA    
5 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis, Solutions Credits 0:00:06  
6 João Benta (Por) RP – Boavista 0:00:08  
7 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:00:10  
8 John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo    
9 Baptiste Planckaert (Bel) Katusha-Alpecin    
10 Matteo Trentin (Ita) Quick-Step Floors

Ruta del Sol 2017 #1 Etapa.

valverde

Alejandro Valverde (Movistar) , venceu a primeira etapa da Ruta del Sol nesta quarta-feira em Granada. 

O espanhol de 36 anos saiu o vencedor de uma fuga de seis homens, WoutPoels (Sky) foi o segundo e Sebastian Reichenbach (FDJ) o terceiro em um dia montanhoso de 155km  no sul da Espanha.

“Nós não poderíamos ter começado de uma maneira melhor, no fim de contas, temos uma vitória da etapa tudo o que vier depois disso será um presente para nós”, disse Valverde.

“Sabíamos que Contador estaria bem, e ele mostrou que estava disposto a lutar quando sua equipe começou a assumir a frente do pelotão sem pedir a ninguém para ajudá-los.

Ele jogou suas cartas e realmente fez a diferença, mas defendemos Quando estávamos nós dois sozinhos na frente, era complicado continuar puxando porque seus ataques não deixavam espaço para respirar. Além disso, havia um grupo com três atletas da Sky, o que dificultava a fuga.

“No final, decidi dar um ataque na última encosta e abri um vantagem, mas foi difícil levar e fazer crescer a diferença e terminar sozinho, então eu escolhi esperar Ion e Alberto,  lembrando que eu era o mais rápido em um sprint curto, e no final foi um bom resultado para nós – é a vitória que conta aqui. “

Resultados.

1 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 4:02:28  
2 Wout Poels (Ned) Team Sky    
3 Sébastien Reichenbach (Swi) FDJ    
4 Diego Rosa (Ita) Team Sky    
5 Jon Izaguirre (Spa) Bahrain-Merida    
6 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo    
7 Thibaut Pinot (Fra) FDJ 0:00:05  
8 Mikel Landa (Spa) Team Sky    
9 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac    
10 Warren Barguil (Fra) Team Sunweb

Classificação Geral.

1 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 4:02:28  
2 Wout Poels (Ned) Team Sky    
3 Sébastien Reichenbach (Swi) FDJ    
4 Diego Rosa (Ita) Team Sky    
5 Jon Izaguirre (Spa) Bahrain-Merida    
6 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo    
7 Thibaut Pinot (Fra) FDJ 0:00:05  
8 Mikel Landa (Spa) Team Sky    
9 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac    
10 Warren Barguil (Fra) Team Sunweb  

Jayco Herald Sun 2017, #2 Etapa Resultados.

luke-rowe

Luke Rowe (Team Sky) venceu a segunda etapa  da Jayco Herald Sun Tour na Austrália nesta sexta-feira depois de atacar a fuga do dia da qual estava junto, tendo a sua primeira vitória desde 2012.

Rowe estava escapado com um grupo de 10 atletas, e optou por atacar  na subida final do dia.

O ex-companheiro de Rowe, o irlandês Conor Dunne (Aqua Blue Sport), chegou em segundo lugar a 33 segundos, com o americano Tanner Putt (UnitedHealthcare) em terceiro a 56 segundos.

“Nós dissemos no final do ano passado que já era hora de ganhar algo”, Rowe disse após o término. Sua última vitória foi em  2012 Tour of Britain .

“É meio surreal colocar as mãos no ar novamente e passar pelos movimentos vencedores quando você passa a maior parte do seu tempo trabalhando para os outros. Quando você obtém metade de uma oportunidade, você precisa pegá-la e é exatamente o que eu fiz hoje “.


//players.brightcove.net/26996914001/default_default/index.html?videoId=5309366905001

Resultados.

1. Luke Rowe (GBr) Team Sky, in 4-08-23
2. Conor Dunne (Irl) Aqua Blue Sport, at 33 secs
3. Tanner Putt (USA) UnitedHealthcare, at 56 secs
4. Robbie Hucker (Aus) IsoWhey Sports-Swiss Wellness, at 57 secs
5. Steve Lampier (GBr) JLT Condor, at same time
6. Cameron Meyer (Aus) Korda Menthe Real Estate-Australia, 1:12s
7. Martijn Tusveld (Ned) Roompot-Nederlandse Loterij, at 1:17s
8. Janier Acevedo (Col) UnitedHealthcare
9. Ian Bibby (GBr) JLT Condor
10. Lucas Hamilton (Aus) Korda Menthe Real Estate-Australia

Classificação Geral.

1. Damien Howson (Aus) Orica-Scott, in 8:46:12
2. Jai Hindley (Aus) Korda Menthe Real Estate-Australia, at 38 secs
3. Kenny Elissonde (Fra) Team Sky, at 53 secs
4. Cameron Meyer (Aus) Korda Menthe Real Estate-Australia, at 1:08
5. Michael Storer (Aus) Korda Menthe Real Estate-Australia, at 1:10
6. Chris Froome (GBr) Team Sky, at 1:12
7. Lucas Hamilton (Aus) Korda Menthe Real Estate-Australia, at 1:13
8. Nathan Earle (Aus) Korda Menthe Real Estate-Australia, at 1:15
9. Esteban Chaves (Col) Orica-Scott, at 1:15
10. Timothy Roe (Aus) IsoWhey Sports-Swiss Wellness, at 1:17

Volta a Comunidade Valenciana 2017 #2 etapa.

martin

Tony Martin ( Katusha-Alpecin ) venceu escapado depois de um ataque ousado na 2ª etapa da Volta a Comunidade Valenciana .

Depois de um dia decepcionante na abertura, Martin deu  sua primeira vitória para sua nova equipe  e a segunda em menos de uma hora depois que seu companheiro de equipe Alexander Kristoff venceu no Etoile de Besseges.

Martin passou com um grupo de ciclistas quando se aproximaram da subida final, mas os deixou para trás na descida. 

O atleta da Katusha desceu forte e contornando as curvas no limite  na cidade litorânea  de Denia.

O grupo atrás estava apenas alguns segundos atrás dele quando, mas o campeão mundial de contra relógio mostrou o valor de seu título e levou forte até cruzar a linha chegada escapado.

Nairo Quintana (Movistar) lançou um ataque tardio, mas conseguiu  uns  segundos de bônus na classificação geral.

Greg Van Avermaet (BMC Racing), estava  terceiro pelotão a 19 segundos depois de Martin, e assumiu a camisa amarela, enquanto o campeão Wout Poels (Team Sky) perdeu no final  quase um minuto para Martin.

Resultados.

1 Tony Martin (Ger) Katusha-Alpecin 4:44:35  
2 Pim Ligthart (Ned) Roompot – Nederlandse Loterij 0:00:11  
3 Primoz Roglic (Slo) Team LottoNl-Jumbo    
4 David De La Cruz (Spa) Quick-Step Floors    
5 Michele Scarponi (Ita) Astana Pro Team 0:00:12  
6 Amaro Antunes (Por) W52/FC Porto    
7 Nairo Quintana (Col) Movistar Team    
8 Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team 0:00:19  
9 Philippe Gilbert (Bel) Quick-Step Floors    
10 Kristian Sbaragli (Ita) Dimension Data  

Tour de Dubai 2017 #3 Etapa.

degenkolb

John Degenkolb ( Trek-Segafredo ) teve uma vitória apertada sobre Reinardt Janse (Dimension Data) segundo e Sonny Colbrelli (Bahrain Merida) terceiro, na terceira etapa do tour Dubai 2017.

O líder da corrida, Marcel Kittel, que foi supostamente atingido por outro ciclista em seu rosto com um soco  durante a, etapa foi bloqueado no sprint  e terminou fora do top ten mas com mesmo tempo do vencedor.

Briga no meio do pelotão.

 Andriy Grivko (Astana) foi desqualificado do tour  Dubai devido ao incidente com o lider da corrida Marcel Kittel .

kittel-grivko

O sprinter alemão teve o supercílio cortado e sangrando devido a um soco dado pelo atleta da Astana no meio da terceira etapa  desta quinta-feira, Kittel disse aos repórteres na chegada que este não foi o resultado de qualquer incidente de uma corrida normal.

“Não, eu não bati. Fui golpeado por Grivko da Astana na minha cara. Certamente não era justo, e com certeza isso me afetou. “

Tempestade de areia e ventos cruzados causam caos e falhas no Dubai Tour.

Kittel foi visto em discussões com os comissários de corrida no meio do palco, e depois do final os oficiais da UCI tomaram a decisão de desqualificar Andrei Grivko sobre o incidente.

Nem Kittel nem Grivko comentaram as circunstâncias exatas da briga, apesar de alguns pilotos terem dito após a corrida que Kittel estava criticando outros por uma condução perigosa, antes que Grivko subisse e o golpeasse.

Segundo o ex- Tour de France camisa verde Robbie McEwen, um piloto que já foi desclassificada de uma etapa do Tour de cabeçadas colega australiano Stuart O’Grady em um sprint grupo, Grivko não foi avessos ao uso de táticas semelhantes no passado.

Tempestade de areia e vento cruzado.

Os ciclistas tiveram de lidar com condições extremas  no tour de Dubai nesta terceira etapa, como uma tempestade de areia.

A etapa de 200 km cruzou os Emirados Árabes Unidos, e com a estação de alimentação posicionada em uma parte remota do deserto, foi as piores condições encontradas.

Um número de equipes postou vídeos no Twitter e Instagram, com a vista da frente do carro da equipe  as condições eram muito ruim.

Resultados.

1 John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo 4:03:08
2 Reinardt Janse Van Rensburg (RSA) Dimension Data
3 Sonny Colbrelli (Ita) Bahrain-Merida
4 Juan Jose Lobato (Spa) Team LottoNl-Jumbo
5 Riccardo Minali (Ita) Astana Pro Team
6 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC Racing Team
7 Elia Viviani (Ita) Team Sky
8 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo
9 Adam Blythe (GBr) Aqua Blue Sport
10 Daniele Bennati (Ita) Movistar Team

Classufucação Geral.

1 Marcel Kittel (Ger) Quick-Step Floors 12:34:54
2 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:00:08
3 John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo 0:00:10
4 Nicola Boem (Ita) Bardiani CSF 0:00:13
5 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC Racing Team 0:00:14
6 Reinardt Janse Van Rensburg (RSA) Dimension Data
7 Alex Dowsett (GBr) Movistar Team
8 Thomas Stewart (GBr) ONE Pro Cycling
9 Jakub Mareczko (Ita) Wilier Triestina 0:00:16
10 Mark Cavendish (GBr) Dimension Data

Tour de Dubai 2017 #1 Etapa.

kittel-dubai

Marcel Kittel ( Quick-Step ) venceu a 1ª etapa do Tour Dubai no Sprint sobre seus fortes concorrentes Cavendish e Degenkolb.

O alemão foi entregue perfeitamente à linha pelos seus companheiros de equipe e abriu seu sprint com 150 metros para linha.

Dylan Groenewegen (Lotto Jumbo NL) estava na roda traseira de Kittel, mas foi incapaz de passar, enquanto Mark Cavendish (Dimension Data) foi forçado a se contentar com o terceiro.

Kittel, que venceu o título geral em Dubai no ano passado, lidera a corrida com mais quatro etapas restantes.

O percurso totalmente plano sempre foi projetado para os melhores sprinters do mundo, Kittel, Cavendish, John Degenkolb e Elia Viviani todos na lista de favoritos, havia pouca chance de uma fuga ter sucesso.

Faltando 24 quilometros para o termino da etapa houve um acidente em uma entrada de rotatória que estava mal sinalizada e neste tombo estava nosso representante o  Brasileiro Rafael Andriato (Wilier Trientina) mas nada de mais grave aconteceu somente algumas escoriações e ele retornou a prova.

Resultados.

1 Marcel Kittel (Ger) Quick-Step Floors 4:06:33  
2 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo    
3 Mark Cavendish (GBr) Dimension Data    
4 John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo    
5 Sacha Modolo (Ita) Team UAE Abu Dhabi    
6 Elia Viviani (Ita) Team Sky    
7 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC Racing Team    
8 Simone Consonni (Ita) Team UAE Abu Dhabi    
9 Steele Von Hoff (Aus) ONE Pro Cycling    
10 Adam Blythe (GBr) Aqua Blue Sport

Classificação Geral.

1 Marcel Kittel (Ger) Quick-Step Floors 4:06:23  
2 Nicola Boem (Ita) Bardiani CSF 0:00:03  
3 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:00:04  
4 Thomas Stewart (GBr) ONE Pro Cycling    
5 Mark Cavendish (GBr) Dimension Data 0:00:06  
6 Silvan Dillier (Swi) BMC Racing Team    
7 John Degenkolb (Ger) Trek-Segafredo 0:00:10  
8 Sacha Modolo (Ita) Team UAE Abu Dhabi    
9 Elia Viviani (Ita) Team Sky    
10 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC Racing Team

Van Aert conquista o segundo título mundial consecutivo de ciclocross

aert

Depois de uma corrida tumultuada, Wout Van Aert (Bélgica) conseguiu o seu segundo título mundial ciclo-cross em Bieles, Luxemburgo.

 Depois de uma semana com temperaturas congelantes, o degelo veio e uma enorme quantidade de rochas surgiu na área industrial remodelada. Inúmeros Problemas mecânicos arruinou a corrida da elite masculina, tirando grande adversário de Van Aert Mathieu van der Poel (Países Baixos), que terminou como vice-campeão na longa distância. Kevin Pauwels (Bélgica) venceu a batalha pelo terceiro lugar a mais de dois minutos do vencedor Van Aert.

“Pensei que seria uma corrida para o segundo lugar, mas na segunda volta encontrei meu  ritmo”, disse Van Aert.

“Eu realmente não esperava isso”, disse Van Aert na entrevista pós-corrida. “Na semana passada passei uma semana sem bicicleta, parecia que ninguém acreditava em mim, não foi a melhor preparação, só queria dar gás por uma hora, também é uma pena que a má sorte  com Mathieu  Claro que não podia esperar por isso, estou tão feliz com o meu segundo título mundial “.

Resultados.

1 Wout Van Aert (Belgium) 1:02:08
2 Mathieu van der Poel (Netherlands) 0:00:44
3 Kevin Pauwels (Belgium) 0:02:09
4 Lars van der Haar (Netherlands) 0:02:52
5 Corne Van Kessel (Netherlands) 0:03:09
6 Laurens Sweeck (Belgium) 0:03:29
7 Michael Boroš (Czech Republic) 0:03:47
8 Gianni Vermeersch (Belgium) 0:04:02
9 Simon Zahner (Switzerland) 0:04:08
10 Sascha Weber (Germany) 0:04:29

Vuelta a San Juan 2017 #3 Etapa.

navardauskas

O lituano Navardauskas fez um contra- relógio inigualável na terceira etapa da vuelta a San Juan na argentina, com Nibali ficando a  35 segundos,  agora ele lidera a corrida por três segundos a frente de Bauke Mollema.

Nibali, naturalmente, foi um dos grandes favoritos da pré-corrida, mas a vitória de Navardauskas cria um dilema sobre a liderança e abordagem para equipe Bahrain-Mérida na 5ª etapa que termina ao alto – a única outra etapa decisiva aqui a partir de uma perspectiva de classificação geral.

 Há muita escalada no pacífico, e a escalada final sobe para mais de 2.500m, mas, como Mollema explicou na conferência de imprensa pós-corrida, muitos ciclistas foram reconhecer e duvido que será muito seletivo, com longa reta  e uma inclinação constante com médias apenas 4.4 por cento.

Navardauskas é um sólido all-rounder, mas, apesar liderar a prova ele indicou que Nibali ainda está no topo da equipe.

“Vamos ver no dia. Vincenzo é um grande ciclista, e nossas esperanças estão com ele “, disse ele.” O dia de escalada será muito difícil. Vamos precisar de toda a equipe para obter um bom resultado e ainda Nibali é o melhor para fazê-lo. É triste dizer, mas acho que Nibali ainda é muito melhor para a escalada – mesmo que não seja tão íngreme. “

Você sente que Nibali não vai se importar muito de qualquer maneira, e é sem dúvida mais satisfeito que um dos ciclistas que foi selecionado para ser domestique para ele no Giro d’Italia em maio consiga uma performance tão forte nesta etapa.

“É a primeira corrida do ano e cada ciclista tem uma forma diferente”, disse Navardauskas. “Você está sempre nervoso antes da primeira corrida porque você não sabe como estão suas pernas, mas os resultados mostram se você está pronto ou não.”

Navardauskas sentiu que era hora de agitar as coisas depois de seis anos com Jonathan Vaughters na equipe Slipstream  e mudou-se para a equipe Bahrain-Mérida para um novo desafio.

“Espero não decepcioná-los”, foram suas palavras humildes em um campo de treinamento pré-temporada, mas ele acabou responsável por um momento extremamente significativo na história da equipe.

“Ser o primeiro a vencer para a equipe, é algo especial para toda a equipe”, disse ele. “E com certeza não será o último. Ele mostra como a equipe está em boa forma e estamos ansiosos para ter uma boa temporada. “

Resultados.

1. Ramunas Navardauskas (LTU/Bahrain-Merida) – 14:03
2. Bauke Mollema (NED/Trek-Segafredo) a 0:03
3. Matthias Brändle (AUT/Trek-Segafredo) a 0:07
4. Rémi Cavagna (FRA/Quick Step) a 0:07
5. Walter Alejandro Vargas (COL/Medellín-Inder) a 0:17
6. Sebastian Martin Junior (ARG/Italomat-Dogo) a 0:19
7. ÓSCAR SEVILLA (ESP/Medellín-Inder) a 0:19
8. Laureano Rosas (ARG/Sel. de Argentina) a 0:21
9. Ricardo Escuela (ARG/AC Virgen de Fátima) a 0:32
10. Kanstantsin Siutsou (BLR/Bahrain-Merida) a 0:32
 

Classificação Geral.

1. Ramunas Navardauskas (LTU/Bahrain-Merida) – 6:22:27
2. Bauke Mollema (NED/Trek-Segafredo) a 0:03
3. Matthias Brändle (AUT/Trek-Segafredo) a 0:07
4. Rémi Cavagna (FRA/Quick Step) a 0:07
5. Sebastian Martin Junior (ARG/Italomat-Dogo) a 0:19
6. ÓSCAR SEVILLA (ESP/Medellín-Inder) a 0:19
7. Laureano Rosas (ARG/Sel. de Argentina) a 0:21
8. Elia Viviani (ITA/Sel. de Italia) a 0:23
9. Tom Boonen (BEL/Quick Step) a 0:29
10. Ricardo Escuela (ARG/AC Virgen de Fátima) a 0:32

Vuelta a San Juan 2017 #2 Etapa.

boonen

Quick-Step fez uma dobradinha com  Tom Boonen e Fernando Gaviria invertendo a ordem  da chegada da 1ª etapa,  com o belga, tendo a sua primeira vitória da temporada.

Elia Viviani (Itália) foi novamente segundo,  Matteo Malucelli (Androni) foi terceiro lugar, e agora se move para a liderança geral da corrida.

Antes da corrida, havia pontos de interrogação sobre a liderança na equipe belga, com Gaviria sempre forte na Argentina em janeiro e Boonen desejoso de dar início à sua campanha final com uma vitória moral, e poderia ter sido considerado um risco para mudar a fórmula Que tinha funcionado tão bem no primeiro dia.

Mas o diretor esportivo Davide Bramati apontou que esta é a primeira corrida da temporada, relativamente pequena, e que  você não pode agitar as coisas agora, quando você pode? No final, a decisão foi ricamente recompensada, e a equipe QuickStep agora tem dois ciclistas dando alta confiança e um espírito de equipe.

“É apenas o início da temporada, mas o nível em San Juan é  bom.Fico feliz em vencer na Argentina, na frente desses fãs inacreditáveis.É incrível quantas pessoas vieram no início e no final, você pode realmente sentir o quanto eles amam o ciclismo e são apaixonados por isso “, disse Boonen após sua primeira vitória na estrada em uma bicicleta com freio a disco.

Resultados.

1 Tom Boonen (Bel) Quick-Step Floors 3:00:40  
2 Elia Viviani (Ita) Italy    
3 Matteo Malucelli (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec    
4 Daniel Ricardo Escuela (Arg) Agrupacion Virgen De Fatima    
5 Andrea Guardini (Ita) UAE Abu Dhabi    
6 Ramunas Navardauskas (Ltu) Bahrain Merida Pro Cycling Team    
7 Luke Keough (USA) UnitedHealthcare Pro Cycling Team    
8 Manuel Belletti (Ita) Wilier Triestina    
9 Eugenio Alafaci (Ita) Trek – Segafredo    
10 Mattia Viel (Ita) Unieuro Trevigiani – Hemus 1896

Classificação Geral.

1 Elia Viviani (Ita) Italy 6:08:12  
2 Fernando Gaviria Rendon (Col) Quick-Step Floors 0:00:01  
3 Tom Boonen (Bel) Quick-Step Floors 0:00:02  
4 Franco German Lopez (Arg) Agrupacion Virgen De Fatima 0:00:06  
5 Matteo Malucelli (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec 0:00:08  
6 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain Merida Pro Cycling Team 0:00:12  
7 Gavin Mannion (USA) UnitedHealthcare Pro Cycling Team    
8 Duilio Ramos (Arg) Asociacion Civil Mardan    
9 Oscar Sevilla Ribera (Spa) Medellin – Inder    
10 Bauke Mollema (Ned) Trek – Segafredo

 

Tour de San Juan 2017 #1 Etapa.

gaviria

Pelo terceiro ano consecutivo, Fernando Gaviria (Quick-Step) abriu sua temporada com a vitória na Argentina, superando o Italiano Elia Viviani no sprint final em San Juan.

O colombiano era o  favorito após sua equipe assumir o controle dentro dos quilômetros finais da corrida e Tom Boonen  foi o último homem de embalo do Colombiano.

A etapa plana, de 142,5 km, começando e terminando na cidade de San Juan, assim que a corrida foi mergulhada no caos nos últimos dois quilômetros, O pelotão deu um giro errado no circuito.

“Metade do pelotão foi  para a direita, e a outra metade para a esquerda,” Darwin Atapuma , no grupo errado, disse na linha de chegada. “O primeiro grupo viu que havia espaço à direita, e foi por esse caminho, mas eles indicaram que os ciclistas fossem para a esquerda.”

Os ciclistas correram para voltar ao percurso correto e um pelotão fragmentado e confuso cruzou a linha. O júri decidiu que todos os atletas seriam premiados ao mesmo tempo.

Apesar do caos, Gaviria seguiu em frente para conquistar a vitória. Antes da corrida havia pontos de interrogação sobre a liderança na equipe QuickStep, com Tom Boonen afirmando seu desejo de obter um resultado e começar a bola rolando na última temporada de sua carreira.

Depois de hoje, os diretores esportivos acharão difícil removê-lo do papel de líder, ele teve um desempenho tão bom quanto a QuickStep previu dominar o último quilômetro, com Maximiliano Richeze o último homem antes de Boonen.

Nosso representante da Região o ciclista Luan da Mata  (Italomat-dogo) foi o melhor Brasileiro na etapa terminando na 60ª posição com o mesmo tempo do vencedor.

Luan que é da cidade de Santa Rosa do Viterbo, está correndo esta temporada para a equipe Argentina Italomat-dogo.

Resultados.

1 Fernando Gaviria Rendon (Col) Quick-Step Floors 3:07:44  
2 Elia Viviani (Ita) Italy    
3 Nicolas Marini (Ita) Nippo – Vini Fantini    
4 Matteo Malucelli (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec    
5 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain Merida Pro Cycling Team    
6 Tom Boonen (Bel) Quick-Step Floors    
7 Matthias Brändle (Aut) Trek – Segafredo    
8 Alan Ramirez (Arg) Municipalidad de Rawson Somos Todos    
9 Bauke Mollema (Ned) Trek – Segafredo    
10 Oscar Sevilla Ribera (Spa) Medellin – Inder  
60 Luan Damatia (Bra) Italomat-dogo

Classificação Geral.

1 Fernando Gaviria Rendon (Col) Quick-Step Floors 3:07:34  
2 Elia Viviani (Ita) Italy 0:00:04  
3 Franco German Lopez (Arg) Agrupacion Virgen De Fatima    
4 Nicolas Marini (Ita) Nippo – Vini Fantini 0:00:06  
5 Iginio Daniel Lucero (Arg) Municipalidad de Rawson Somos Todos 0:00:08  
6 Leonardo Rodriguez (Arg) Asociacion Civil Mardan    
7 Rubén Ramos (Arg) Argentina 0:00:09  
8 Pedro Cristian Gonzalez (Arg) Equipo Continental Municipalidad de Pocito    
9 Vincenzo Nibali (Ita) Bahrain Merida Pro Cycling Team 0:00:10  
10 Tom Boonen (Bel) Quick-Step Floors

Tour Down Under 2017 #3 Etapa Resultados.

 caleb

Caleb Ewan ( Orcia-Scott ) venceu  Peter Sagan ( Bora-Hansgrohe )  em cima da linha para conseguir a  sua segunda vitória de etapa do Tour Down Under 2017 nesta quinta-feira durante a  3ª etapa  em Victor Harbor.

Mais uma vez, Ewan confiou na paciência e velocidade de ponta para vim passando Sagan, que obteve uma boa diferençal na reta final, mas não foi capaz de segurar o australiano Sagan foi  o segundo, enquanto Bonifácio Nizzolo Bahrein-Mérida foi terceiro.

“Foi definitivamente satisfatório”, disse Ewan sobre a sua segunda vitória na corrida deste ano. “Ficou realmente muito agitado no final e eu pensei que no último ‘km’ eu estava muito longe, mas felizmente eu fiz o meu caminho certo do sprint e tive uma boa corrida para o sprint.

Ewan e os sprinters do tour também tiveram que tratar de um ruído elétrico imediatamente antes do quilômetro final.

“Eu perdi meu último cara, Daryl Impey no acidente, então isso foi um grande golpe”, disse Ewan. “Mas eu me agarrei firme e tentei saltar para algumas rodas e deu certo no final. “

Richie Porte (BMC Racing) continua liderando por 20 segundos sobre Gorka Izagirre (Movistar) e 22 segundos sobre Esteban Chaves (Orica-Scott). Porte tem mais quatro etapas para defender sua liderança.

“É claro que quando você recebe a camisa, faz com que você lute um pouco mais”, disse ele depois da etapa de hoje. “Estou em uma boa posição, mas o trabalho ainda não acabou.”

Resultados.

 

1 Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott 3:24:45
2 Peter Sagan (Svk) Bora-Hansgrohe
3 Niccolò Bonifazio (Ita) Bahrain-Merida
4 Danny van Poppel (Ned) Team Sky
5 Edward Theuns (Bel) Trek-Segafredo
6 Nikias Arndt (Ger) Team Sunweb
7 Sean De Bie (Bel) Lotto Soudal
8 Lorrenzo Manzin (Fra) FDJ
9 Ruben Guerreiro (Por) Trek-Segafredo
10 Baptiste Planckaert (Bel) Katusha-Alpecin

 

Classificação Geral. 

1 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team 10:34:59
2 Gorka Izagirre Insausti (Spa) Movistar Team 0:00:20
3 Esteban Chaves (Col) Orica-Scott 0:00:22
4 Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe 0:00:24
5 Nathan Haas (Aus) Dimension Data 0:00:27
6 Rohan Dennis (Aus) BMC Racing Team 0:00:29
7 Luis León Sánchez (Spa) Astana Pro Team
8 Diego Ulissi (Ita) Team UAE Abu Dhabi
9 Rafael Valls (Spa) Lotto Soudal
10 Robert Gesink (Ned) Team LottoNL-Jumbo

 

 

 

 

 

Tour de Down Under 2017 #2 Etapa Resultados.

porte

Richie Porte ( BMC ) venceu a 2ª etapa do Tour Down Under nesta quarta-feira chegando escapado no topo da subida Paracombe, e com isso assumindo a liderança geral da corrida.

O capitão da equipe BMC fez parecer fácil como ele andou  longe do pelotão quase compacto nas inclinações da subida final do Tour Down Under.

Porte terminou 16 segundos à frente de Gorka Izagirre (Movistar) e Esteban Chaves (Orica-Scott) na etapa de 145,5 km entre as cidades de, Stirling para Paracombe.

Porte lidera e tem uma vantagem para  Izagirre no total de 20 segundos e Chaves 22.

“É incrível usar a camisa lider e ao mesmo tempo a de pontos na maior corrida da Austrália.

porte-bmc

Eu gostaria de ganhar na geral. Mas haverá alguns dias difíceis por vir, mas eu sei que hoje e o trabalho que os caras da equipe fizeram para mim foi absolutamente incrível”, disse Porte Depois de assumir a camisa ocre, montanha. “Eu fiz muitos  treinamentos na temporada para esta subida, depois de  dois anos voltar e fazer as pazes com esta montanha é apenas um sonho.”

Resultados.

1 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team 3:46:06  
2 Gorka Izagirre Insausti (Spa) Equipe Movistar 0:00:16  
3 Esteban Chaves (Col) Orica-Scott    
4 Rohan Dennis (Aus) BMC Racing Team 0:00:19  
5 Nathan Haas (Aus) Dimension Data    
6 Diego Ulissi (Ita) Equipe Emirados Árabes Unidos Abu Dhabi    
7 Ruben Guerreiro (Por) Trek-Segafredo    
8 Michael Storer (Aus) UniSA-Austrália    
9 Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac    
10 Luis León Sánchez (Spa) Astana Pro Team  

Classificação Geral.

1 Richie Porte (Aus) BMC Racing Team 7:10:14  
2 Gorka Izagirre Insausti (Spa) Equipe Movistar 0:00:20  
3 Esteban Chaves (Col) Orica-Scott 0:00:22  
4 Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe 0:00:24  
5 Nathan Haas (Aus) Dimension Data 0:00:27  
6 Diego Ulissi (Ita) Equipe Emirados Árabes Unidos Abu Dhabi 0:00:29  
7 Nathan Earle (Aus) UniSA-Austrália    
8 Rohan Dennis (Aus) BMC Racing Team    
9 Luis León Sánchez (Spa) Astana Pro Team    
10 Rafael Valls (Termas) Lotto Soudal  

Tour de Down Under 2017 #1 Etapa Resultados.

caleb-ewan

Caleb Ewan ( Orica-Scott ) conseguiu  a primeira vitória de 2017  no circuito WorldTour nesta  terça-feira quando ele bateu no sprint os atletas Danny Van Poppel ( Team Sky)  e  Sam Bennett (Bora-Hansgrohe) na 1ª etapa  do Tour Down Under .

A etapa  de 145km entre as cidades, Unley a Lyndoch foi encurtado para 118km por causa do calor extremo enquanto as temperaturas subiram acima de 40 graus. 

Com um dos loops finais cortados, os ciclistas enfrentaram dois circuitos ao redor de Lyndoch em vez de três como planejados.

“Foi realmente difícil hoje”, disse Ewan na linha de chegada. “Acho que todos sentiram o calor e foi provavelmente uma boa idéia dos organizadores encurtar um pouco.

“Estou super feliz em conseguir a vitória, foi muito perto no final. Um monte de atlteas ficou sem os homens de liderança na última reta porque havia um pouco de vento contra.

Resultados.

1 Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott 3:24:18  
2 Danny van Poppel (Ned) Team Sky    
3 Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe    
4 Marko Kump (Slo) Team UAE Abu Dhabi    
5 Niccolò Bonifazio (Ita) Bahrain-Merida    
6 Nikias Arndt (Ger) Team Sunweb    
7 Baptiste Planckaert (Bel) Katusha-Alpecin    
8 Edward Theuns (Bel) Trek-Segafredo    
9 Miles Scotson (Aus) BMC Racing Team    
10 Sean De Bie (Bel) Lotto Soudal

Classificação Geral.

1 Caleb Ewan (Aus) Orica-Scott 3:24:08  
2 Danny van Poppel (Ned) Team Sky 0:00:04  
3 Sam Bennett (Irl) Bora-Hansgrohe 0:00:06  
4 Jay McCarthy (Aus) Bora-Hansgrohe 0:00:07  
5 Nathan Haas (Aus) Dimension Data 0:00:08  
6 Simon Gerrans (Aus) Orica-Scott    
7 José Gonçalves (Por) Katusha-Alpecin    
8 Marko Kump (Slo) Team UAE Abu Dhabi 0:00:10  
9 Niccolò Bonifazio (Ita) Bahrain-Merida    
10 Nikias Arndt (Ger) Team Sunweb  

Copa Brasil de paraciclismo.

Paraciclista de Ribeirão Preto termina temporada em segundo no ranking nacional.

imagem_release_815025

A paraciclista Mariana Garcia da Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde / Powerade) garantiu pódio nas duas provas que disputou na Etapa de Aracaju da Copa Brasil de Paraciclismo, no último final de semana. A atleta ribeirão-pretana chegou em terceiro nas provas de contrarrelógio e resistência da categoria H3. Com o resultado, Mariana conquista o troféu João Schmidt de terceiro lugar na Copa Brasil de Paraciclismo e fecha 2016 na vice-liderança do ranking nacional.

“Foi uma temporada muito boa para mim. Me esforcei bastante para conseguir estar no top 3 nacional, cheguei a liderar na contagem geral e fico muito feliz em encerrar a temporada em segundo no ranking nacional e conquistar o troféu João Schmidt. Isso me motiva ainda mais para 2017 buscar me manter nas primeira posições”, comenta Mariana.

Ranking Nacional H3 de Paraciclismo
1ª Jady Malavazzi
2ª Mariana Garcia
3ª Jéssica Moreira Ferreira

Copa São Paulo Ciclismo 2016 Resultados.

foto-materia-jumirim-12a-etapa-encerramento-cspc-2016

Resultados da Última Etapa:

CATEGORIA: ELITE MASCULINO – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 2h04m56s – total percorrido: 74 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
66 Elton Pedrozo da Silva Memorial/ Fupes/ Santos-SP 12
67 Walter Henrique Pimentel Osasco Cycling Team/ Osasco-SP 10
55 Pedro Caetano César Junior Radical Sport Club/ Prefeitura Municipal/ Boituva-SP 8
20 Weber Pires Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 7
68 João Antonio Mendes Osasco Cycling Team/ Osasco-SP 6
02 Ivan Jorge de Moura Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 5
54 Antonio Sergio Alves Radical Sport Club/ Prefeitura Municipal/ Boituva-SP 4

CATEGORIA: SENIOR-A – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 2h16m13s – total percorrido: 74 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
129 Fabio Garcia Belavita Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 12
149 Valdecir Lorenceto Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
127 Rodrigo Luiz Pulini Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
303 Eder Aparecido Freire Avulso-SP 7
153 Marcelo Ferreira de Jesus Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 6
309 Claudio  Roberto  Tonon Rooster Racing Brasil/ 100 Noção/ Araras-SP 5
307 Hugo Domingues  Nanni Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 4
302 Diogo Simões de Lacerda Avulso-SP 3
170 Eliezer Reginaldo da Silva Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 2
10º 200 Reinaldo José Argentin Avulso-SP 1

CATEGORIA: SUB-30 – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 1h43m00s – total percorrido: 55,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
248 Giovani Calderan Open Bike/ Piracicaba-SP 12
225 Rafael Canavaci Barizon Avulso-SP 10
229 Felipe de Souza Ferreira SECEL/ Monte Alto-SP 8
246 Gerson Marques de Oliveira Associação de Ciclismo Araras/ Araras-SP 7
239 Gregory de Jesus Gonçalves Cinto Laranja Mecânica/ Laranjal Paulista-SP 6

CATEGORIA: ELITE  FEMININO – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 1h31m23s – total percorrido: 37 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
401 Mariana de Freitas Camargo Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 12
405 Leandra Marques Ribeiro da Silva Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 10
432 Paula dos Santos Rooster Racing Brasil/100 Noção/ Araras-SP 8

CATEGORIA: SENIOR-B – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 1h40m42s – total percorrido: 55,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
904 Marcio Paes da Silva SEME/ Santa Barbára D’ Oeste-SP 12
369 Edson Angelo Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá-SP 10
399 Ademir Felizatti Junior Associação de Ciclismo Araras/ Araras-SP 8
398 Clodoaldo do Amaral Sportix/ Barueri-SP 7
353 Rodrigo Tavares SEME/ Santa Barbara D’ oeste-SP 6

CATEGORIA: JUNIOR  MASCULINO – Classific. em Jumirim – Tempo de prova: 1h47m11s – total percorrido: 55,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
821 Renan Izzo São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
805 João Pedro Rossi São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
803 Rogerio Adolfo da Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 8
816 Ruan Santana Guillen FAEC/ Luiz Antonio-SP 7
820 Felipe Augusto Delprá A.C.C./SEL/Cordeirópolis-SP 6

CATEGORIA: JUNIOR FEMININO – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 45m26s – total percorrido: 18,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
453 Rafaela Vicentim Nogueira São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
451 Julia Raynara de Toledo ABEC/ Rio Claro-SP 10
455 Cecilia Vieira Lance São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 8
454 Gabriela Martins da Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 7

CATEGORIA: JUVENIL MASCULINO – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 45m26s – total percorrido: 37 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
711 Matheus Máximo dos Reis 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 12
722 Thiago Chefer Koch da Cunha Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
723 Lucas Batista da Silva 5 Ways/ LBC/ Refactor Ciclyng 8
721 Vinicius Silva Gomes Leite 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 7
703 Pedro Eduardo da Silva Reis São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 6

CATEGORIA: MASTER A – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 1h11m13s – total percorrido: 37 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
514 Teodorico Lacerda Junior SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 12
508 Sidnei da Silva SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 10
502 João Batista de Toledo Sport Bike/ Cordeiropolis-SP 8
506 Isaac Rodrigues de Oliveira Filho Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 7
   527 Dalmo Luiz Fabris A.C.C./ SEL/ Cordeirópolis-SP 6

CATEGORIA: MASTER B – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 1h20m31s – total percorrido: 37 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
555 João Batista Maglio Odontologia Maglio, implantes e laserterapia/ Araraquara-SP 12
552 Anízio Horácio da Silva Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 10
551 Sebastião Vicente Rodrigues Filho SEME/ Santa Barbára D’ Oeste-SP 8
558 Fernando Mauro Roncari Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 7
554 Carlos Eduardo Zambello SEME/ Santa Barbára D’ Oeste-SP 6

CATEGORIA: INFANTO/JUVENIL – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 44m06s – total percorrido: 18,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
655 José Luiz Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
656 João Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
661 Márcio Machado São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 8
658 Luis Gustavo Felicio Vianna São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 7
653 João Vitor Rossi Alvarenga São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 6

CATEGORIA: MOUNTAIN BIKE – Classificação em Jumirim – Tempo de prova: 33m22s – total percorrido: 18,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
605 Luiz Fernando Bezerra São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
636 Marcos Roberto Zanon SEME/ Santa Barbára D’ Oeste-SP 10
634 Antonio Carlos da Silva Speed Bike/ Barueri-SP 8
635 Ricardo Bellaz Zarkaides TTT /Tietê-SP 7
608 Plínio Augusto Chiaratto Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 6

CATEGORIAS EXTRAOFICIAIS – Livre Bicicleta – (Iniciantes da Cidade de Jumirim):

INICIANTES MASCULINO JUVENIL – 3 Voltas no circuito dentro da cidade – 1,7 Km – tempo: 06m57s

Col. NOME
João Carlos Góes Teixeira  – Jumirim-SP

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPES EM JUMIRIM-SP

Col. EQUIPE CIDADE P.G.
São Francisco Saúde/ Powerade/ SME Ribeirão Preto-SP 118
SEME Santa Bárbara D’oeste-SP 64
Team Barra Bonita de Ciclismo Barra Bonita-SP 53
Prefeitura Municipal/ Unimed Ibitinga-SP 46
5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 27
Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso Batatais-SP 17
Osasco Cycling Team Osasco-SP 16
Associação de Ciclismo Araras Araras-SP 15
Rooster Racing Brasil/100 Noção Araras-SP 13
10ª Memorial/ Fupes Santos-SP 12
11ª Open Bike Piracicaba-SP 12
12ª 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 12
13ª Odontologia Maglio, implantes e laserterapia Araraquara-SP 12
14ª Radical Sport Club/ Prefeitura Municipal Boituva-SP 12
15ª A.C.C./SEL Codeirópolis-SP 12
16ª Ciclo Édão Ibirá-SP 10
17ª ABEC Rio Claro-SP 10
18ª SECEL Monte Alto-SP 08
19ª Sport Bike Cordeiropolis-SP 08
20ª Speed Bike Barueri-SP 08
21ª FAEC Luiz Antônio-SP 07
22ª Sportix Barueri-SP 07
23ª Zarkaides TTT Tietê-SP 07
24ª Laranja Mecânica Laranjal Paulista-SP 06

Desafio Tour do Rio.

imagem_release_812514

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Powerade) garantiu dois lugares no pódio do Desafio Tour Rio que aconteceu neste domingo (27), na enseada de Botafogo, no Rio de Janeiro. Jeovane Oliveira chegou em segundo lugar e Rodrigo do Nascimento ficou com a quarta colocação.

“Foi uma prova muito competitiva. Fomos bastante agressivos o tempo todo e conseguimos sair em dois na fuga final que tinha quatro atletas. Conquistamos um ótimo resultado”, disse Marcelo Donnabella, técnico de Ribeirão Preto.

No Rio de Janeiro, Donnabella contou com sete ciclistas: Alan Maniezzo, Antônio Garnero, Jeovane Oliveira, Luís Fernando Trevisan, Maurício Knapp, Michel Fernandez e Rodrigo do Nascimento. No Desafio Tour Rio são percorridos 100 km.

Pódio Desafio Tour Rio:

1º Josimar Sacramento (Taubaté)
2º Jeovane Oliveira (Ribeirão Preto)
3º Magno Nazaré (Funvic)
4º Rodrigo do Nascimento (Ribeirão Preto)
5º Ricardo Alcici (ACE)

Copa Rio de Ciclismo.

imagem_release_802085

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Powerade) garantiu lugar no pódio da Copa Rio de Ciclismo, realizada no feriado desta terça-feira (15), em Teresópolis, no Rio de Janeiro. Maurício Knapp chegou na quarta colocação da prova que somou pontos para o ranking nacional da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Na competição nacional, a equipe ribeirão-pretana está na terceira colocação.

“Foi uma prova plana de circuito, eu e o Rodrigo conseguimos estar na fuga. A prova se encaminhou para sprint, infelizmente eu me precipitei na tentativa de vencer e me lancei um pouco antes do previsto. Isto me custou algumas colocações, mas foi relativamente bom, consegui ficar no pódio. Marcamos pontos importantes para equipe, que busca ficar entre a top 3 do ranking este ano”, destacou Knapp. O ciclista Rodrigo do Nascimento chegou na sexta colocação. No ciclismo, o pódio contempla os cinco primeiros colocados.

Em Teresópolis, o técnico Marcelo Donnabella contou com os atletas Alan Maniezzo, Antônio Garnero, Jeovane Oliveira, Luís Fernando Trevisan, Maurício Knapp, Michel Fernandez e Rodrigo do Nascimento. A etapa de Teresópolis é composta por um circuito de 66 km. O próximo compromisso da equipe ribeirão-pretana será o Desafio Tour do Rio, na enseada de Botafogo, no dia 27 de novembro. A prova encerra a temporada 2016.

 100kmde Brasília.

imagem_release_794588

Ciclismo de RP é campeão dos 100 Km de Brasília.

Equipe faturou primeiro e quinto lugar na competição e segue invicta na Capital Federal

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Powerade) conquistou o título da prova dos 100 Km de Brasília disputada neste domingo (06/11), na Capital Federal. Rodrigo do Nascimento chegou em primeiro lugar e Maurício Knapp fechou o pódio com a quinta colocação. A prova somou pontos para o ranking nacional da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

Para conquistar o lugar mais alto do pódio, Rodrigo do Nascimento teve que superar uma queda logo na primeira volta. “Levantei e olhei rapidamente a bicicleta para ver se não tinha nada danificada. A corrente enrolou um pouco e perdi tempo, isso me preocupou, fiquei com medo de não conseguir encostar no pelotão. Dei tudo o que eu tinha e em duas voltas estava com o pelotão novamente”, conta Rodrigo.

“Encostei e consegui respirar um pouco. Quando me vi em uma situação melhor eu parti para o ataque e sai na fuga. Fui neutralizado, mas continuei firme e tentei uma nova fuga que deu certo, consegui me distanciar e vencer”, destaca.

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto se mantém invicta em Brasília. “Vencemos todas as vezes que disputamos aqui e hoje (domingo) o Rodrigo fez uma prova muito boa, caiu na primeira volta, foi para recuperação e conseguiu a vitória. É um excelente resultado”, destacou o técnico Marcelo Donnabela.

Maurício Knapp chegou na quinta colocação e assegurou duas posições no pódio para a equipe de Ribeirão Preto. “A equipe correu bem unida. Brasília é uma prova muito difícil, neste ano estava ventando bastante, além dos adversários de alto nível. Mas a nossa estratégia deu certo, conseguimos estar em três na fuga final, infelizmente o Alan teve um pneu furado e não conseguiu pódio, mas o Rodrigo se destacou, garantiu a vitória e eu fico feliz com o quinto lugar no pódio”, disse Knapp.

A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto venceu as edições 2012, 2013, 2015 e 2016 da etapa que acontece na Capital Federal. Em 2014, a equipe ribeirão-pretana não participou. Donnabela contou com os ciclistas Alan Maniezzo, Jeovane Oliveira, Luís Fernando Trevisan, Maurício Knapp, Michel Fernandez e Rodrigo do Nascimento. A etapa dos 100 Km de Brasília foi realizada no entorno da Esplanada dos Ministérios.

O pódio dos 100 Km de Brasília contou ainda com Lucas Gabriel, de Macapá, na segunda colocação, Luciano Alves, do Distrito Federal, em terceiro e Elton Pedro, de Santos, na quarta posição.

Copa São Paulo Ciclismo 2016, Resultados Após 11ª Etapas.

12a-etapa-encerramento-cspc-2016-jumirim

CATEGORIA: ELITE MASCULINO – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 1h13m47s – total percorrido: 45,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
66 Elton Pedroso da Silva Memorial/ Fupes/ Santos-SP 12
64 Luis Fernando Gomes Trevisan São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
65 José Benoni da Silva SEL/ Marília-SP 8
16 Luiz Augusto Gagliardi Machioli Fundesport/ Araraquara-SP 7
02 Ivan Jorge de Moura Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 6
63 Everton Adriano de Souza Tamura Bike Shop/ Marília-SP 5

 

CATEGORIA ELITE MASCULINO – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
02 Ivan Jorge de Moura (Líder) Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 62
05 Lauro Cesar de Mouro Chaman Memorial/ Fupes / Santos-SP 52
23 Antônio Luan Nascimento da Matta ECT/ Feijão Tarumã/ Taubaté-SP 49
16 Luiz Augusto Gagliardi Machioli Fundesport/ Araraquara-SP 35
06 Tiago Alberto dos Santos Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 34
27 Bruno Henrique de Sousa Catananti Academia Estação Boa Forma/ Edleo Caça e Pesca/ SME/ Serrana-SP 31
32 Leonardo de Mattos Academia Estação Boa Forma/ Edleo Caça e Pesca/ SME/ Serrana-SP 23
03 Elivelton Pedro Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 20
  43 Thiago Duarte Nardin São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 20
10º 45 Willian Vieira de Melo Pro Cycling Team  ADF/Guarulhos-SP 19
  31 Guilherme Saad Alves FEAC/ Franca-SP 19
12º 10 Julio Cesar Franco Ciclo Race/ Brasília-DF 15
13º 36 Edson Luis Corradi Prefeitura Municipal/ Assis-SP 14
  12 Felipe dos Santos Paccanaro Prefeitura Municipal/ Assis-SP 14
15º 66 Elton Pedroso da Silva Memorial/ Fupes/ Santos-SP 12
  13 André Felippe do Prado Silva Prefeitura Municipal/ Assis-SP 12
17º 64 Luis Fernando Gomes Trevisan São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
  56 Guilherme Burger Liga Sorocabana de Ciclismo / Sorocaba-SP 10
  18 Jorge Roberto Bratfische Junior Fundesport/ Araraquara-SP 10
20º 29 Gustavo Donizete Meleti Panice FEAC/ Franca-SP 09
21º 65 José Benoni da Silva SEL/ Marília-SP 08
  62 Cesar Augusto Oliveira Souza SECEL/ Monte Alto-SP 08
  26 Tarcisio Higor Caetano dos Santos Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 08
  53 Leonardo Ciandrini Liga Sorocabana de Ciclismo/ Sorocaba-SP 08
  37 Maycon Neder Moreira da Silva Ciclo Édão/ Ibirá-SP 08
  33 Renato Torres Gonçalves SMEL/ São José do Rio Preto-SP 08
  14 Wesley Bertoldi Alves Lelin Bikes/ Uberaba-MG 08
  25 Vinicius de Morais Oyra ECT/ Feijão Tarumã/ Taubaté-SP 08
29º 35 Osvaldo Soares Junior Briani Assessoria Esportiva/ São José do Rio Preto-SP 07
30º 20 Weber Pires Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 06
  09 Gian Daniel Tavares Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 06
  55 Pedro Caetano Cesar Junior Radical Sport Clube/ Boituva-SP 06
  21 Gabriel Montagner Silva Fundesport/ Araraquara-SP 06
34º 63 Everton Adriano de Souza Tamura Bike Shop/ Marília-SP 05
35º 58 Antonio Fernando Mariano Radical Sport Clube/ Boituva-SP 04
  44 Vagner José da Silva Junior Avulso-SP 04
  42 Reginaldo Mariano FEAC/ Franca-SP 04
38º 07 Bruno Ricardo de Oliveira Prefeitura Municipal/ Unimed/Ibitinga-SP 03
  54 Antonio Sergio Alves Radical Sport Clube/ Boituva-SP 03
  08 Giovane Bido Arduino São Francisco Saúde/Powerade/SME/Ribeirão Preto-SP 03
41º 15 Clênio Roberto Alves de Brito Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 01
  57 Marcio Piedade Liga Votorantinense de Ciclismo/ Votorantim-SP 01
  28 André Luis Gomes FEAC/ Franca-SP 01

 

 

CATEGORIA: SENIOR – A – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 56m51s – total percorrido: 32,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
129 Fabio Garcia Belavita Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 12
149 Valdecir Lorenceto Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
153 Marcelo Ferreira de Jesus Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
120 Leonardo de Abreu Cezare Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 7
131 Marco Antônio dos Santos Leite SECEL/ Monte Alto-SP 6
170 Eliezer Reginaldo da Silva Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 5
156 João Henrique Marchetti SME/ Matão-SP 4
138 Rodrigo Zanetti de Oliveira SME/ Matão-SP 3

 

CATEGORIA SENIOR A – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
130 Vadson José Afonso (Líder) Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 76
129 Fabio Garcia Belavita Team Barra Bonita de Ciclismo/Barra Bonita-SP 66
120 Leonardo de Abreu Cesare Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 39
149 Valdecir Lorenceto Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 38
109 Aurélio Bueno Moreira SMEL/Boi Gordo/Água Doce/Multibike/ASC/Sertãozinho-SP 37
143 Thiago Serralha Franco Lelin Bikes/ Uberaba-MG 36
127 Rodrigo Luiz Pulini Team Barra Bonita de Ciclismo /Barra Bonita-SP 33
132 Douglas Fernando Alves SECEL/ Monte Alto-SP 30
102 Eliel Rodrigo Pereira Balbino SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 22
10º 131 Marco Antonio dos Santos Leite SECEL/Monte Alto-SP 20
11º 151 Isaque Rodrigues dos Santos Lelin Bikes/ Uberaba-MG 17
12º 153 Marcelo Ferreira de Jesus Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 13
  112 Adriano Henrique Penacchi Cheregatti SMEL/Boi Gordo/Agua Doce/Multibike/ASC/Sertãozinho-SP 13
14º 115 Odair Domingues da Silva SECEL/ Monte Alto-SP   12
  189 Gilliard de Oliveira Gilliard Perfumes Importados/ SEME/ Santa Bárbara D’ Oeste-SP 12
  113 Renato José Furlani SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 12
  163 Wilson Fernando Bernardo Ferreira ACL/ Limeira-SP 12
18º 178 Claudemir Bernardis da Silva SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 10
19º 184 Rafael Cyrine Faria ACICLI/ Itapetininga-SP 08
  121 Marcio Rogerio Pereira Academia Estação Boa Forma/ Edleo Caça e Pesca/ SME/ Serrana-SP 08
  164 Carlos Alberto de Oliveira Junior Lelin Bikes/ Uberaba-MG 08
  152 Douglas Fasarella Brandão Amaral Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 08
23º 156 João Henrique Marchetti SME/ Matão-SP 07
    185 Andre Luis Argentin SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 07
  160 Fernando de Oliveira Lelin Bikes/ Uberaba-MG 07
26º 170 Eliezer Reginaldo da Silva Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 06
  139 Willian Felix Martins SME/ Barretos-SP 06
  172 Luciano Augusto Martins da Silva SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 06
  110 Tomás de Andrade Sartori SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 06
30º 117 Erik Sanderson Luciano Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 05
  187 Paulo Rubens Soares Hungria Neto ACICLI/ Itapetininga-SP 05
  162 Dicksson Carneiro da Silva ACL/ Dimensional/ Limeira-SP 05
33º 191 Silvio Mastrocesare Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 04
  188 Everton Henrique Ribeiro 30 Bike/ Ilha Comprida-SP 04
35º 138 Rodrigo Zanetti de Oliveira SME/ Matão-SP 03
  133 Lucas Eduardo Simão BC Ciclismo/ Ribeirão Preto-SP 03
  125 Valmir Fabio Lourenço Junior Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 03
     108 Rodrigo Favaretto SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 03
  135 Marcio Roberto Farinchon SME/ Matão-SP 03
40º 104 Caio Augusto Cintra Maura Avulso-SP 02
  183 Carlos Eduardo Ferreira Junior ACICLI/ Itapetininga-SP 02
  158 Andre Luiz Habermann SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 02
43º 140 Fabio de Souza Cardoso SECEL/ Monte Alto-SP 01
  157 Emerson Lemes Costa SME/ Barretos-SP 01

 

CATEGORIA: SUB-30 – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 1h07m43s – total percorrido: 39 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
237 Lucas Neves SKN Bikes/ Marília-SP 12
245 Marcos Aurélio Conceição Tamura Bike Shop/ Marília-SP 10
229 Felipe de Souza Ferreira SECEL/ Monte Alto-SP 8
222 Ricardo Gomes Ferreira de Lima Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 7
244 Jefferson Duarte Ciclo Mir/ Marília-SP 6

 

 

CATEGORIA SUB-30 – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
213 Luan de Oliveira Souza (Líder) Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 81
207 Rafael Souza dos Santos SME/Barretos-SP 66
229 Felipe de Souza Ferreira SECEL/ Monte Alto-SP 61
212 Gustavo Guilherme Ollier Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 56
228 Rodrigo Aparecido Veiga SECEL/ Monte Alto-SP 25
222 Ricardo Gomes Ferreira de Lima Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 20
238 Rafael do Nascimento Araújo Ferreira Avulso-MG 18
210 João Gabriel Dal Picolo Biagini Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 14
  209 Luis Felipe Montana Paulleti São Francisco Saúde/Powerade/SME/Ribeirão Preto-SP 14
10º 237 Lucas Neves SKN Bikes/ Marília-SP 12
  237 Cesar Augusto Oliveira Souza SECEL/ Monte Alto-SP 12
  214 Ivan Varallo Matucita FEA/ Jaboticabal-SP 12
13º 245 Marcos Aurélio Conceição Tamura Bike Shop/ Marília-SP 10
  240 Lucas Mastrodomenico ACICLI/ Itapetininga-SP 10
  202 Guilherme Lucas da Silva BC Ciclismo/ Ribeirão Preto-SP 10
16º 223 Eduardo Habermann SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 08
17º 230 Guilherme Franco Betioti Ciclo Edão/ Ibirá-SP 07
  206 Gabriel Cesar de Mello São Francisco Saúde/Powerade/SME/Ribeirão Preto-SP 07
19º 244 Jefferson Duarte Ciclo Mir/ Marília-SP 06
  221 Alessandro Silva Mendes Heróis do Pedal/ Frutal-MG 06
  224 Tarcio Guilherme dos Santos Prefeitura Municipal/ SkyNet/ Cajuru-SP 06
  205 Gabriel Leonardo de Carvalho Grigoleto Team SMR/ Londrina-PR 06
  204 Thales Mendes Araújo Avulso-SP 06

 

CATEGORIA: ELITE FEMININO – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 33m23s  – total percorrido: 16,25 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
405 Leandra Marques Ribeiro da Silva Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 12
401 Mariana de Freitas Camargo Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
419 Rafaela de Fátima Cardoso Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 8

 

CATEGORIA ELITE FEMININO – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
403 Mariana de Freitas Camargo (Líder) Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 74
413 Tatielle Valadares de Souza SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 60
405 Leandra Marques Ribeiro da Silva Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 52
411 Denise Cerize Kolling SECEL/ Monte Alto-SP 31
  407 Lusuelen Domingues dos Santos FEA/ Jaboticabal-SP 31
419 Rafaela de Fatima Cardoso Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 22
409 Jaqueline Mendonça Fundesport/ Araraquara-SP 20
404 Vanessa Quitéria de Oliveira SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 18
402 Fabiana Cristina Magalhães SECEL/ Monte Alto-SP 14
10ª 431 Bruna Nandin da Silva SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 12
  429 Silvia Augusta da Silva Memorial/ Fupes / Santos-SP 12
12ª 425 Cristiane Aparecida de Oliveira SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 10
  422 Dirlene da Silva Pereira Independentes/ Americana-SP 10
14ª 430 Jéssica Aparecida dos Santos Radical Sport Clube/ Boituva-SP 08
  414 Aline Simões de Almeida São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 08
  408 Ana Claudia Borges Martins SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 08
17ª 426 Melissa Forti SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 07
18ª 423 Ana Paula Nunes Cerqueira Avulsa/ SP 06
  403 Ana Paula Barbosa SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 06
  418 Glaucia Souza Zulato JIC/ São Joaquim da Barra-SP 06

 

CATEGORIA: SENIOR B – (Resultados 11ª Etapa)  – Tempo de prova: 51m20s – total percorrido: 29,25 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
397 Luciano Ap. Ferreira da Rocha SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 12
369 Edson Ângelo Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá-SP 10
352 José Carlos Fonseca Junior Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
362 Dogmar Lopes Cavalcanti Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 7
395 Rodrigo Koury Sem Mimimi Team/ Marília-SP 6

 

CATEGORIA SENIOR B – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
362 Dogmar Lopes Cavalcanti (Líder) Team Barra Bonita de Ciclismo/Barra Bonita-SP 101
358 José Carlos Fonseca Junior Team Barra Bonita de Ciclismo/Barra Bonita-SP 94
369 Edson Ângelo Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá-SP 42
351 Sergio Gibim SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 36
366 Carlos Henrique Takimoto Academia Estação Boa Forma/ Edleo Caça e Pesca/ SME/ Serrana-SP 33
371 Denis Abrão Garcês Lelin Bikes/ Integra Suplementos/ Leandro Melo Assessoria Esportiva/ Uberaba-MG 32
363 João Batista Mantovani Fundesport/ Araraquara-SP 26
360 Roniberto Scomparim SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 24
  365 Flavio de Paula Caloche SME/ Barretos-SP 24
10º 361 Rodrigo Tavares SEME/ Santa Barbara D’Oeste-SP 13
11º 397 Luciano Ap. Ferreira da Rocha SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 12
12º 393 Renato Correa do Amaral Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 08
  389 Silvio Eduardo Valesi ACL/ Dimensional/ Limeira-SP 08
14º 364 Cleber Prieto SME/ Barretos-SP 07
  357 Sidnei Robson Silveira Lima SECEL/ Monte Alto-SP 07
16º 395 Rodrigo Koury Sem Mimimi Team/ Marília-SP 06
  356 Ovirsion Edson dos Santos SECEL/ Monte Alto-SP 06
  373 Carlos Alberto Florindo Academia Estação Boa Forma/ Edleo Caça e Pesca/ SME/ Serrana-SP 06
  361 Rodrigo Altheman Lopes Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 06

 

CATEGORIA: JUNIOR MASCULINO – (Resultados 11ª Etapa)  – Tempo de prova: 58m15s – total percorrido: 19,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
819 Alan Barbosa Silva A.C.C./SEL/ Codeirópolis-SP 12
824 Lucas Brandão Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
820 Felipe Augusto Delprá A.C.C./SEL/ Codeirópolis-SP 8
803 Rogério Adolfo da Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 7

 

CATEGORIA JUNIOR MASCULINO – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
805 João Pedro Rossi (Líder) São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 94
803 Rogerio Adolfo da Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 42
810 Gustavo Assunção Cruz Heróis do Pedal/ Frutal-MG 41
816 Ruan Santana Guillen FAEC/ Luiz Antonio-SP 39
806 Luiz Fernando Pegorin Guissardi Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 37
813 Hudson Murilo Marchi Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 24
807 Igor Teodoro Molina Clube de Ciclismo/ São José dos Campos-SP 22
819 Alan Barbosa Silva ACC/SEL/Cordeirópolis-SP 20
  824 Lucas Brandão Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 20
10º 820 Felipe Augusto Delprá ACC/SEL/Cordeirópolis-SP 14
  821 Renan Izzo São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 14
12º 811 Matheus Kleinschmitt Lima SME/ Barretos-SP 12
13º 822 Matheus Carvalho Ribeiro Instituto Maeno/ Iguape-SP 08
  812 Mateus Henrique Pacheco Avulso-SP 08
  814 Bruno Luiz Baptista São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 08
  802 Guilherme Picasso SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 08
17º 719 Euler Magno Rebelo Pedal as 19:01/ Itapetininga-SP 07

 

CATEGORIA: JUNIOR FEMININO – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 30m58s – total percorrido: 13 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
455 Cecilia Vieira Lance São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
453 Rafaela Vicentim Nogueira São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10

 

CATEGORIA JUNIOR FEMININO – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
454 Gabriela Martins da Silva (Líder) São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 84
453 Rafaela Vicentim Nogueira São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 62
455 Cecilia Vieira Lance São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 52
452 Perola Carolina Moreira SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 48
451 Julia Raynara de Toledo ABEC/ Rio Claro-SP 28
456 Bruna Zaparolli São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 22
457 Bianca Malta SME/Matão-SP 13
458 Jéssica Aline Tosta ABEC/ Rio Claro-SP 10
459 Juliana Andressa Machado Siqueira ABEC/ Rio Claro-SP 07
10ª 460 Alice Barbosa Correa Prefeitura Municipal/ Cajuru-SP 06

 

CATEGORIA: JUVENIL MASCULINO – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 41m44s – total percorrido: 22,75 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
711 Matheus Máximo dos Reis 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 12
722 Thiago da Cunha Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
714 Leonardo Francisco Rodrigues Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 8
703 Pedro Eduardo da Silva Reis São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 7
706 Luiz Guilherme Tempesta Cirilo São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 6

 

CATEGORIA JUVENIL MASCULINO – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
704 João Henrique Scarante (Líder) São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 80
711 Matheus Máximo dos Reis 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling   46
713 Celso Feliciano Bueno Junior Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 37
702 Guilherme Di Bianco SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 31
706 Luiz Guilherme Tempesta Cirilo São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 29
703 Pedro Eduardo da Silva Reis São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 23
  701 Alberto Antonio Batista Sales Junior SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 23
714 Leonardo Francisco Rodrigues Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 22
716 Adrian Gleison Tosta Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 17
10º 720 Felipe Reis Fuchi do Carmo 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 12
11º 722 Thiago da Cunha Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
  709 Hiago Moisés de Jesus Prates São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
13º 712 Caio Vinicius de Paula Vieira Avulso-MG 08
  710 Richard da Veiga Carregari SME/ Barretos-SP 08
15º 715 Guilherme Pereira Associação Batataense de Ciclismo/ Batatais-SP 07
  721 Vinicius Silva Gomes Leite 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 07
17º 707 Gabriel da Silva Brito São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 06

 

CATEGORIA: MASTER A – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 51m20s – total percorrido: 26 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
510 Paulo Humberto Graciano SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 12
508 Sidnei da Silva SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 10
506 Isaac Rodrigues de Oliveira Filho Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 8
524 Joel Jacinto de Souza Avulso-SP 7

 

CATEGORIA MASTER A – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
508 Sidnei da Silva (Líder) SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 106
506 Isaac Rodrigues de Oliveira Filho Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 78
510 Paulo Humberto Graciano SEME/ Santa Barbara D’oeste-SP 67
509 Eurípedes Iris Ferreira Heróis do Pedal/ Frutal-MG 54
502 João Batista de Toledo Sport Bike/ Cordeiropolis-SP 34
507 Celso Álvaro Tozatto Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 23
503 Antonio de Almeida Conceição Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 17
520 José Luis Conti ADI/ Indaiatuba-SP 12
522 Elcio Alexandre ACICLI/ Itapetininga-SP 08
  513 José Donizete Correia de Lima Lelin Bikes/ Uberaba-MG 08
  505 Mauro Cesar de Mello Filho São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 08
12º 524 Joel Jacinto de Souza Avulso-SP 07
  501 Jonas Garcia Ferreira Junior Avulso/ SP 07
  512 João Batista Cardoso Avulso-SP 07
15º 511 Aparecido Pereira dos Santos Ciclo Edão/ Ibirá-SP 06
  504 Marcos Fernando Siroca M.A. Bikes/ Batatais-SP 06

 

CATEGORIA: MASTER B – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 41m31s – total percorrido: 26 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
555 João Batista Maglio Odontologia Maglio, implantes e laserterapia/ Araraquara-SP 12
552 Anízio Horácio da Silva Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 10
558 Fernando Mauro Roncari Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
553 José Carlos Fonseca Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 7
  564 Ernest  Rudolf  Michael Avulso-SP 6

 

CATEGORIA MASTER B – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
555 João Batista Maglio (Líder) Odontologia Maglio, Implantes e Laserterapia / Araraquara-SP 118
552 Anízio Horácio da Silva Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 72
553 José Carlos Fonseca Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 63
558 Fernando Mauro Roncari Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 53
556 Benedito Lima Pedroso São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 47
551 Sebastião Rodrigues Vicente Filho SEME/ Santa Barbara D’Oeste-SP 42
554 Carlos Eduardo Zambello SEME/ Santa Barbara D’Oeste-SP 13
557 Donato Jeronimo Machado SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 08
  564 Ernest  Rudolf  Michael Avulso-SP 06
  563 Eron José Pesse Prefeitura Municipal/ Porto Ferreira-SP 06
  560 Lourival de Souza Medici Assessoria Esportiva/ São Bernardo do Campo-SP 06

 

CATEGORIA: INFANTO/ JUVENIL – (Resultados 11ª Etapa) – Tempo de prova: 25m51s – total percorrido: 13 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
655 José Luiz Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
656 João Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
651 Lucca Marques Ferreira da Silva Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 8

 

CATEGORIA INFANTO/JUVENIL – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
651 Lucca Marques Ferreira da Silva (Líder) Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 93
655 José Luiz Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 82
656 João Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 58
  653 João Vitor Rossi Alvarenga São Francisco Saúde/Powerade/SME/Ribeirão Preto-SP 58
652 João Guilherme Camilo Ferracini SMEL/Boi Gordo/Agua Doce/Multibike/ASC/Sertãozinho-SP 54
654 Caio Augusto Rossi São Francisco Saúde/Powerade/SME/Ribeirão Preto-SP 25
657 João Paulo dos Santos Ciclo Edão/ Ibirá-SP 22
660 William de Queiroz Timoteo Instituto Maeno/ Iguape-SP 12
658 Luiz Gustavo Felício Vianna São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10

 

CATEGORIA: MOUNTAIN BIKE – (Resultados 11ª Etapa)  – Tempo de prova: 46m27s – total percorrido: 22,75 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
605 Luiz Fernando Bezerra São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
622 Roger Augusto Pinheiro da Silva UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 10
608 Plínio Augusto Chiaratto Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
632 Jose Antônio Stilari UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 7
633 Flavio Barrionuevo UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 6

 

CATEGORIA MOUNTAIN BIKE – CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

 

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
605 Luiz Fernando Bezerra (Líder) São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 101
607 Lucas Brandão Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 72
608 Plínio Augusto Chiaratto Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 65
622 Roger Augusto Pinheiro da Silva UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 37
615 Guilherme Lourenço Avulso-SP 32
612 Anderson Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá- SP 22
601 Giovani Gomes Penha Rosa São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 20
611 Carlos Cesar dos Reis Lisi BC Ciclismo/ Ribeirão Preto-SP 13
604 Gabriel Henrique Mello Pereira São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
10º 631 Diego Lucas Lima da Silva Avulso-SP 08
  625 Renato Batista Medeiros do Nascimento Pedal as 19:01/ Itapetininga-SP 08
  618 Ricardo Alexandre Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá-SP 08
13º 632 Jose Antônio Stilari UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 07
  626 Paulo José Oliveira Avulso/ SP 07
  620 Gésio Jose da Silva SMEL/ Boi Gordo/ Agua Doce/ Multibike/ ASC/ Sertãozinho-SP 07
  616 Lucas Luiz Teodoro Prefeitura Municipal/ Cajuru-SP 07
17º 633 Flavio Barrionuevo UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 06
  630 Junior Roberto Soares Malta SME/ Matão-SP 06
  613 Alessandro Aparecido Pelazzori Prefeitura Municipal/ Tabapuã-SP 06
  614 Aparecido Pereira dos Santos Ciclo Edão/ Ibirá- SP 06
  602 Evanio Pereira da Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 06

PONTUAÇÃO DAS CATEGORIAS OFICIAIS:                                        

 

Elite Masculino e Sênior A:                              DEMAIS CATEGORIAS:                                                                                             

 1º Colocado: 12 pontos                                    1º Colocado: 12 pontos

 2º Colocado: 10 pontos                                    2º Colocado: 10 pontos

 3º Colocado:   8 pontos                                    3º Colocado:   8 pontos

 4º Colocado:   7 pontos                                    4º Colocado:   7 pontos

 5º Colocado:   6 pontos                                    5º Colocado:   6 pontos

 6º Colocado:   5 pontos

 7º Colocado:   4 pontos

 8º Colocado:   3 pontos

 9º Colocado:   2 pontos

10º Colocado:  1 ponto

 

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPES EM MARÍLIA-SP

Col. EQUIPE CIDADE P.G.
São Francisco Saúde/ Powerade/ SME Ribeirão Preto-SP 96
Team Barra Bonita de Ciclismo Barra Bonita-SP 75
Prefeitura Municipal/ Unimed Ibitinga-SP 56
Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso Batatais-SP 36
SEME Santa Bárbara D’oeste-SP 34
UCIP Star Bike/ Cavalos Catanduva-SP 23
A.C.C./SEL Codeirópolis-SP 19
Tamura Bike Shop Marília-SP 15
SECEL Monte Alto-SP 14
10ª Memorial/ Fupes Santos-SP 12
11ª SKN Bikes Marília-SP 12
12ª 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 12
13ª Odontologia Maglio, implantes e laserterapia Araraquara-SP 12
14ª Ciclo Édão Ibirá-SP 10
15ª SEL Marília-SP 08
16ª Fundesport Araraquara-SP 07
17ª SME Matão-SP 07
18ª Ciclo Mir Marília-SP 06
19ª Sem Mimimi Team Marília-SP 06

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL POR EQUIPES ATÉ A 11ª ETAPA – MARÍLIA-SP

Col. EQUIPE CIDADE P.G.
São Francisco Saúde/ Powerade/ SME Ribeirão Preto-SP 1.111
Team Barra Bonita de Ciclismo Barra Bonita-SP 781
SEME Santa Bárbara D’oeste-SP 378
Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso Batatais-SP 373
Prefeitura Municipal/ Unimed Ibitinga-SP 367
  SMEL/Boi Gordo/Agua Doce/Multibike/ASC Sertãozinho-SP 367
SECEL Monte Alto-SP    217
SME Barretos-SP 124
  Lelin Bikes Uberaba-MG 124
10ª Ciclo Edão Ibirá-SP 120
11ª Odontologia Maglio, Implantes e Laserterapia Araraquara-SP 118
11ª Academia Estação Boa Forma/ Edleo Caça e Pesca/ SME Serrana-SP 107
13ª Heróis do Pedal Frutal-MG 99
14ª Fundesport Araraquara-SP 96
15ª 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 77
16ª Memorial/ Fupes Santos-SP 76
17ª SME Matão-SP 62
18ª ECT Taubaté-SP 57
19ª UCIP/ Star Bike/ Cavalos Catanduva-SP 50
20ª ABEC Rio Claro-SP 45
21ª FAE Jaboticabal-SP 43
22ª Prefeitura Municipal Assis-SP 40
23ª FAEC Luiz Antonio-SP 39
24ª Sport Bike Cordeirópolis-SP 34
25ª ACC/ SEL Cordeirópolis-SP 33
  ACICLI Itapetininga-SP 33
27ª FEAC Franca-SP 32
28ª BC Ciclismo Ribeirão Preto-SP 26
29ª ACL/ Dimensional Limeira-SP 25
30ª Clube de Ciclismo São José dos Campos-SP 22
31ª Radical Sport Clube Boituva-SP 21
32ª Instituto Maeno Iguape-SP 20
33ª Pro Cycling Team  ADF Guarulhos-SP 19
  Prefeitura Municipal Cajuru-SP 19
35ª Liga Sorocabana de Ciclismo Sorocaba-SP 18
36ª Tamura Bike Shop Marília-SP 15
  Pedal as 19:01 Itapetininga-SP 15
  Ciclo Race Brasilia-DF 15
39ª SKN Bikes Marília-SP 12
  ADI Indaiatuba-SP 12
41ª Independentes Americana-SP 10
42ª Radical Bike São Sebastião do Paraíso-MG 09
43ª SEL Marília-SP 08
  SMEL São José do Rio Preto-SP 08
45ª Briani Assessoria Esportiva São José do Rio Preto-SP 07
46ª Ciclo Mir Marília-SP 06
  Sem Mimimi Team Marília-SP 06
  Prefeitura Municipal Porto Ferreira-SP 06
  Medici Assessoria Esportiva São Bernardo do Campo-SP 06
  JIC São Joaquim da Barra-SP 06
  Prefeitura Municipal Tabapuã-SP 06
  Team SMR Londrina-PR 06
  M.A. Bikes Batatais-SP 06
54ª 30 Bike Ilha Comprida-SP 04
55ª Liga Votorantinense de Ciclismo Votorantim-SP 01

Seis Dias de Londres 2016.

 


ketele-london-6daysSeis Dias de Londres: De Ketele e De Pauw vencem  Cavendish e Wiggins no último dia na final dramática do Madison.

Moreno de Pauw e Kenny de Ketele defendeu com sucesso seus títulos dos Seis Dias de Londres no domingo, dramaticamente pegando  de volta a liderança eles perderam na noite anterior para Bradley Wiggins e Mark Cavendish no Madison.

Com isso conseguindo bater o sprint final que selou a vitória para  dupla belga.

“Com todo o respeito a todos, esta vitória é a maior vitória dos Seis Dias,  é incrível”, disse de Ketele depois do evento. 

“A última corrida foi apenas uma prova mental, a diferença já era grande o suficiente nos pontos, honestamente, acho que estávamos com um pouco de sorte, mas foi incrível.”

Resultados.

1 Kenny de Ketele & Moreno de Pauw (Bel) 391  pts
2 Mark Cavendish & Sir Bradley Wiggins (GBr) 380  
3 Cameron Meyer & Callum Scotson (Aus) 344  
4 Leif Lampater & Marcel Kalz (Ger) 321  
5 Yoeri Havik & Wim Stroetinga (Ned) 246  
6 Albert Torres & Sebastian Mora Vedri (Esp) 288  
7 Morgan Kneisky & Benjamin Thomas (Fra) 250  
8 Marc Hester & Jesper Morkov (Den) 208  
9 Andreas Muller & Andreas Graf (Aut) 134  
10 Andy Tennant & Chris Latham (GBr) 319  
11 Ollie Wood & Jon Dibben (GBr) 223  
12 Christian Grasmann & Max Beyer (Ger) 167  
13 Tristan Marguet & Claudio Imhoff (Sui) 230  
14 Jens Mouris & Pim Ligthart (Ned) 165  
15 Alex Buttazzoni & Fracesco Lamon (Ita) 140  
16 Casper Pederson & Alex Rasmussen (Den) 133  

Tour de Hainan 2016 #7 Etapa.


Max Walscheid (Giant-Alpecin) venceu pela quarta vez no Tour de Hainan 2016, desta vez foi na 7ª etapa com  127,4 km de Wuzhishan para Sanya nesta, sexta-feira, 28 de Outubro.


Com uma  carreira profissional incipiente o alemão de 23 anos, mais uma vez provou que ele está totalmente recuperado de um acidente de treinamento no início da temporada envolvendo seis pilotos Giant-Alpecin na Espanha.

“Brenton fez uma boa corrida”, disse Walscheid. “Eu estava cedo na parte da frente do pelotão  e eu tive que acelerar algumas vezes e, em seguida, voltar, porque ainda era muito direto para  saur e havia um vento contrário. Eu não queria cometer um erro e sair  muito cedo.

“No final, Brenton estava chegando com velocidade e eu tive que lutar muito, foi  difícil passar por ele”. “Minha equipe trabalhou incrivelmente duro toda a etapa e eu queria ganhar para eles.

“Depois das subidas de amanhã, vou tentar ir para mais uma vitória na fase final.”

Enquanto Walscheid era todo sorrisos após a corrida, os jornalistas viram  com um Jones visivelmente decepcionado após a cerimônia de pódio.

“Estou chateado”, admitiu Jones. “Os rapazes fizeram um trabalho realmente bom; Me senti bem hoje e sabia que ia ter uma boa corrida. Eu estou feliz, estou no pódio e é um bom começo para terminar a turnê bem, mas eu corro por vitórias, e não por segundo-lugares “.

Nosso representante Brasileiro, Rafael Andriato (Willier-Triestina) foi o terceiro, novamente ficando entre os top da chegada mostrando que a temporada de 2017 promete ser boa com ótimos resultados.

Alex Diniz(Funvic/Soul/Carrefour) está em sexto lugar na geral, amanhã tem a última etapa de montanha e Alex tem grandes chances de subir na classificação geral.



RESULTADOS 

1. Max Walscheid, GER, Giant-Alpecin, 02:51:45

2. Brenton Jones, AUS, Drapac Pro Cycling, st

3. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina, st

Classificação geral

1. Alexey Lutsenko, KAZ, Astana Pro Team, 29:05:47

2. Matej Mohoric, SLO, Lampre, 00:03

3. Przemyslaw Niemiec, POL, Lampre, 00:07

Tour de Hainan 2016 #5 Etapa.

walscheid

Alemão Max Walscheid conseguiu três vitórias de etapa consecutivas no Tour de Hainan e mantem a camisa lider antes da etapa rainha.

 

“Foi uma corrida agitada e eu tive que abrir muito cedo meu sprint porque eu não queria ficar encaixotado”, disse Walscheid após a etapa de 184,9 km de Danzhou para ChangJiang.

“Eu tinha as pernas fortes, mas no final os outros atltetas também estavam  fortes e eu tive que ir até o último centímetro e felizmente foi o suficiente.”

Nosso representante Brasileiro Rafael Andriato (Willier-Triestina) consegui um segundo lugar na etapa, com esse resultado ele está a 2 segundos do Itáliano Roberto Ferrari (Lampre).

Com as etapas decididas nos sprints já terminadas, os ciclistas enfrentam agora o que poderá ser considerada a etapa rainha nesta quinta-feira com duas subidas de categoria 1, incluindo a mais longa com uma altitude 722m em pouco mais de 10km da chegada.

Estou muito feliz com a forma da corrida foi tão longe”, disse Walscheid, que não tenho ilusões de permanecer com a camisa amarelo depois da 6ª etapa.

“Amanhã é uma espécie de um dia de descanso para os velocistas, por isso vou tentar sobreviver e ficar dentro do limite de tempo.

“Espero que haja mais uma etapa para mim  em sprint mas eu não tenho grandes ambições para o futuro.”

“Amanhã é o dia”, disse o vencedor da etapa 2016 da Paris-Nice, Lutsenko.

“É uma boa oportunidade para uma vitória de etapa e talvez a camisa amarelo.

Eu vou colocar toda a minha energia para obter um bom resultado e espero que eu possa fazer isso acontecer “.

RESULTADOS

1. Max Walscheid, GER, equipa Giant-Alpecin, 04:29:52

2. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina, st

3. Roberto Ferrari, ITA, Lampre, st

Classificação geral

1. Max Walscheid, GER, equipa Giant-Alpecin, 20:52:04

2. Roberto Ferrari, ITA, Lampre, 00:18

3. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina, 00:20

Seis Dias London – 1ª Dia: Wiggins e Cavendish terceiros na madison.

cavendish-wiggins

Primeiro dia de corridas vê vitórias para Havik / Stroetinga, de Ketele / de Pauw e Marguet / Imhoff.

Madison
1 Yoeri Havik & Wim Stroetinga (Ned)    
2 Kenny de Ketele & Moreno de Pauw (Bel)    
3 Mark Cavendish & Sir Bradley Wiggins (GBr)    
4 Cameron Meyer & Callum Scotson (Aus)    
5 Leif Lampater & Marcel Kalz (Ger)    
6 Morgan Kneisky & Benjamin Thomas (Fra)    
7 Marc Hester & Jesper Morkov (Den)    
8 Andy Tennant & Chris Latham (GBr)    
9 Ollie Wood & Jon Dibben (GBr)    
10 Andreas Muller & Andreas Graf (Aut)    
11 Albert Torres & Sebastian Mora Vedri (Esp)    
12 Jens Mouris & Pim Ligthart (Ned)    
13 Alex Buttazzoni & Fracesco Lamon (Ita)    
14 Christian Grasmann & Max Beyer (Ger)    
15 Tristan Marguet & Claudio Imhoff (Sui)    
16 Casper Pederson & Alex Rasmussen (Den)    
200m Flying TT
1 Joachim Eilers (Ger)    
2 Matthew Rotherham (GBr)    
3 Max Levy (Ger)    
4 Thomas Rotherham (GBr)    
5 Njisane Phillip (TTO)    
6 Nate Koch (USA)    
Match Sprint Finals
1 Thomas Rotherham (GBr)    
2 Matthew Rotherham (GBr)    
3 Joachim Eilers (Ger)    
4 Max Levy (Ger)    
5 Njisane Phillip (TTO)    
6 Nate Koch (USA)    
Team Elimination
1 Kenny de Ketele & Moreno de Pauw (Bel)    
2 Leif Lampater & Marcel Kalz (Ger)    
3 Mark Cavendish & Sir Bradley Wiggins (GBr)    
4 Albert Torres & Sebastian Mora Vedri (Esp)    
5 Cameron Meyer & Callum Scotson (Aus)    
6 Marc Hester & Jesper Morkov (Den)    
7 Andy Tennant & Chris Latham (GBr)    
8 Morgan Kneisky & Benjamin Thomas (Fra)    
9 Christian Grasmann & Max Beyer (Ger)    
10 Yoeri Havik & Wim Stroetinga (Ned)    
11 Andreas Muller & Andreas Graf (Aut)    
12 Jens Mouris & Pim Ligthart (Ned)    
13 Tristan Marguet & Claudio Imhoff (Sui)    
14 Casper Pederson & Alex Rasmussen (Den)    
15 Ollie Wood & Jon Dibben (GBr)    
16 Alex Buttazzoni & Fracesco Lamon (Ita)    
250m Madison TT
1 Tristan Marguet & Claudio Imhoff (Sui)    
2 Leif Lampater & Marcel Kalz (Ger)    
3 Andy Tennant & Chris Latham (GBr)    
4 Casper Pederson & Alex Rasmussen (Den)    
5 Alex Buttazzoni & Fracesco Lamon (Ita)    
6 Kenny de Ketele & Moreno de Pauw (Bel)    
7 Mark Cavendish & Sir Bradley Wiggins (GBr)    
8 Cameron Meyer & Callum Scotson (Aus)    
9 Marc Hester & Jesper Morkov (Den)    
10 Ollie Wood & Jon Dibben (GBr)    
11 Yoeri Havik & Wim Stroetinga (Ned)    
12 Morgan Kneisky & Benjamin Thomas (Fra)    
13 Christian Grasmann & Max Beyer (Ger)    
14 Jens Mouris & Pim Ligthart (Ned)    
15 Albert Torres & Sebastian Mora Vedri (Esp)    
16 Andreas Muller & Andreas Graf (Aut)    
Keirin
1 Njisane Phillip    
2 Joachim Eilers    
3 Maximilian Levy    
4 Thomas Rotherham    
5 Matthew Rotherham    
6 Nate Koch    

Tour de Hainan 2016 #4 Etapa.

walscheid-tour-hainan-2016

O alemão Max Walscheid (Giant-Alpecin), conseguiu a sua segunda  vitória consecutiva na 4ª etapa Tour de Hainan  em Danzhou nesta terça-feira, 25 de Outubro.

“Não foi uma vitória fácil hoje”, admitiu Walscheid após a etapa de 159,4 km de Chengmai para Danzhou.

“Eu estava sob muita pressão, porque minha equipe trabalhou arduamente para capturar a fuga de volta.

“Foi um grupo forte e no final tivemos que trabalhar muito duro, e não havia nenhuma outra opção do que ganhar e dar-lhes a vitória à equipe.”

Com a vitória, Walscheid mantem,  ambas as camisas de líder (amarelo)  e a por pontos (verde).

Com uma vantagem sobre a Ferrari (+0: 12)  e o vencedor da 1ª etapa  Rafael Andriato (+0: 16).

Italiano Roberto Ferrari (Lampre) gravou seu terceiro pódio da corrida.

A corrida contou com três circuitos 6,4 km na cidade com uma subida categoria 4 na marca de 22 km.

Os dois ciclistas ‘mais agressivos ‘ Lucas De Rossi (Delko Marselha Provence-KTM) terminou em segundo e Alexey Lutsenko (Astana) em uma disputa no topo, que deu ao atleta de  21 anos pontos suficientes para vestir a camisa branca com bolinhas em sua primeira corrida de estrada profissional.

 Lutsenko fica apenas um ponto atrás De Rossi empatou com o líder da classificação de montanhas anteriores Jingbaio Zhao (Wisdom-Hengxiang).

“A ideia era entrar na fuga porque eu já tinha pontos para a classificação KOM, por isso queria aproveitar a primeira subida classificada para conseguir mais pontos e obter o KOM”, explicou De Rossi após a corrida.

“Mas não teve  nenhuma  fuga antes da subida, por isso foi um sprint  e eu gostei muito do bom trabalho realizado por minha equipe para obter os dois pontos e a camisa.”

“Eu tenho um objetivo claro para obter tantos pontos quanto possível para manter camisa”, disse De Rossi. 

“Minha condição é boa e eu me sinto bem, então vamos esperar para mantê-la dessa forma.”

Tal como aconteceu com as três etapas anteriores, uma fuga com oito atletas se fez  com sucesso com 35 km de corrida.

Bernard Sulzberger (Drapac), Taras Voropayev (Vino 4-ever SKO), Sofiane Mérignat (Delko Marselha Provence-KTM), Brian Kamstra (Novo Nordisk)  a dupla da equipe Brasileira Funvic Soul Cycles-Carrefour, Alex Diniz e Carlos Manarelli, como bem como dois ciclistas da CCC, Piotr Brożnya e Patryk Stosz, liderou o ataque.

Kamstra levou o primeiro bônus de sprint intermediário, seguido por Stosz e Sulzberger a 37km, antes de cair momentos depois.

Os restantes dos sete ciclistas iria aumentar a sua liderança para 03:50 depois de 69 km de corrida antes de começar a cair a diferença para o pelotão.

Stosz reivindicou o segundo bônus do sprint à frente de Sulzberger para ganhar-lhe o prêmio ‘Ciclista mais combativo’ dominado por De Rossi nas três primeiras etapas.

Apenas Stosz e Diniz permaneceram,na fuga mas um intervalo de tempo de 35 segundos com 15 quilômetros para final simplesmente não era suficiente para escapar do pelotão.

RESULTADOS 

1. Max Walscheid, GER, equipa Giant-Alpecin, 03:45:04

2. Roberto Ferrari, ITA, Lampre, st

3. Adrian Kurek, POL, CCC Sprandi Polkowice, st

Classificação geral Após 4 Etapas.

1. Max Walscheid, GER, equipa Giant-Alpecin, 16:22:22

2. Roberto Ferrari, ITA, Lampre, 00:12

3. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina, 00:16

Tour de Hainan 2016 #3 Etapa.

tour-hainan-stage3

Os ciclistas  enfrentaram uma segunda etapa de 200 km na 3ª etapa do tour  Hainan (UCI 2.HC) nesta segunda-feira, 24 de Outubro.

O gigante alemão, Max Walscheid (Giant-Alpecin) venceu a etapa no sprint para reivindicar a sua primeira vitória como profissional e assumir  a camisa de lider que pertencia ao Brasileiro  Rafael Andriato (Wilier Triestina-Southeast).

Andriato agora está em segundo lugar na classificação geral apenas 6 segundos atrás de Walscheid e com o mesmo tempo do vencedor da 2ª etapa  Ruslan Tleubayev (Astana Pro Cycling) do Cazaquistão lider de melhor ciclista Asiático.

“Ficamos perto na primeira etapa, e ontem também tivemos um bom resultado”, disse Walscheid, que ficou em segundo na 1ª etapa  e quarto na 2ª etapa. 

Estamos realmente feliz por ter a minha primeira vitória hoje.

“Não é apenas uma vitória para mim, mas para toda a minha equipe.”

Quando perguntado sobre a possibilidade de defender a camisa amarelo, Walscheid respondeu.

“A camisa amarela não é uma opção para nós, porque eu não sou o melhor escalador, e ainda há uma ou duas etapas de montanha a seguir”, disse o tricampeão  sub-23 Tour of Berlin (2.2 U).

“Estamos felizes em tê-la agora e com certeza vamos tentar defendê-la nas próximas etapas, e esperamos que haja mais um pódio se possível.”

Desde o início da corrida, uma fuga de oito homens foi lançada nos primeiros 10 km e rapidamente tornou-se um grupo de sete. 

Essa fuga acabaria por ampliar sua liderança para mais de cinco minutos (5:10), após 45 km de corrida antes do pelotão começar  a perseguição.

Com 40 km para final, quatro ciclistas se separou da fuga, incluindo  Carlos Ospina (RTS-Monton Racing) da Colômbia,  Guangtong Ma (Wisdom-Hengxiang Cycling Team) da China,  Lachlan Norris (Drapac Pro Cycling) da Austrália e o francês Lucas De Rossi (Delko Marseille Provence-KTM), antes de serem pegos 20 km mais tarde.

Um turbilhão de ataques faltando  15km de Hy Sport-Olhe Continental e Giant-Campeão do Sistema Pro Cycling foram infrutíferas.

No entanto, a participação de De Rossi na fuga fez ele  ganhar seu segundo prêmio de atleta ‘mais combativo’ após a corrida.

“A corrida é longa, mas eu quero estar na frente e estou muito feliz em receber o prêmio combatividade”, disse o Francês de 21 anos de idade,  que recentemente entrou como estagiário na equipe Delko em agosto. “Eu estou tentando obter pontos KOM, por isso vou continuar a ser agressivo.”

RESULTADOS

1. Max Walscheid, GER, equipa Giant-Alpecin, 05:09:08

2. Andrea Pasqualon, ITA, equipe Roth, st

3. Tino Thömel, GER, RTS-Monton Racing, st

Classificação geral

1. Max Walscheid, GER, equipa Giant-Alpecin, 05:09:08

2. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina-Sudeste, 00:06

3. Ruslan Tleubayev, KAZ, Astana Pro Team, st

Tour de Hainan 2016 #2 Etapa.

ruslan

Hoje foi um dia sufocante em Haikou, (China) para os 133 ciclistas durante a fase mais longa do Tour de Hainan neste domingo, 23 de outubro.

Com temperaturas oscilando acima de 30 graus Celsius e umidade subindo acima dos 80 por cento, o final não poderia  ser  breve para as 20 equipes com percurso de 230,2 km no segundo dia do evento. 

Ruslan Tleubayev (KAZ) (Astana) venceu a etapa, seguido pelo companheiro de equipe e compatriota Alexey Lutsenko (KAZ) fazendo a dobradinha da equipe.

A dupla pegou o pelotão de surpresa com um ataque incontestável  a 300m final em Haikou  “Hoje tivemos um plano antes da corrida”, disse Tleubayev. “Minha forma é realmente boa e minha equipe fez tudo para me ajudar a ganhar hoje”.

Aos 29 anos fez parecer fácil para Andriato, mas graças em grande parte ao Lutsenko, que preencheu o papel Tleubayev normalmente trabalha  para o sprinter da  equipe Andrea Guardini (ITA), que atualmente está correndo o tour Abu Dhabi.

“Nossa estratégia funcionou exatamente como tínhamos planeado”, explicou o campeão mundial de corrida de estrada sub-23 de 2012, Lutsenko. “Eu era o último ciclista restante para Ruslan e com 200m Eu disse a ele para ir. Estou muito feliz por ele conseguir a vitória.

“Nós estávamos muito forte hoje.”

A corrida foi animada desde o início, em Xinglong, com vários ataques  dentro dos primeiros  10 km. No entanto,  foi até uma fuga de sete atletas com 20 km que a primeira ameaça veio à tona.

funvic-hainan

Joonas Henttala (Team Nordisk), Alexandr Ovsyannikov (Vino 4-ever SKO), Meiyin Wang (Hengxiang Cycling Team), Xiaolong Sun (Giant Pro Cycling) e Kirill Zakharov (seleção russa) se juntou Roberto Silva e Murilo Affonso – ambos Funvic soul Cycles-Carrefour.

Silva levou o primeiro bônus de sprint intermediário na marca de 25,7 km. A fuga viria a aumentar a sua liderança para 6 minutos e 50 segundos antes de o pelotão começar a se organizar.

Wang levou o segundo (97,9 km) e terceiro (125.7km) sprints intermédios, enquanto o intervalo de tempo foi rapidamente diminuindo.

Com 100 km para final, Henttala, Affonso e Zakharov atacou a fuga, Affonso e Zakharov andaram quase 80 km antes de serem pegos em com menos de 15 km para o final.

Rafael Andriato (Wilier Triestina) terminou em quinto atrás de Max Walscheid (Giant-Alpecin) e Roberto Ferrari (Lampre) para completar o top 5 no dia. 

O resultado mantém o brasileiro em amarelo com Tleubayev em segundo no mesmo tempo.

 Lutsenko leva a camisa pontos verdes que estava com  Andriato na classificação geral apenas um segundo atrás.

andriato

Resultados.

1. Ruslan Tleubayev, KAZ, Astana Pro Team, 05:33:26

2. Alexey Lutsenko, KAZ, Astana Pro Team, st

3. Roberto Ferrari, ITA, Lampre, st

Classificação geral.

1. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina, 07:28:26

1. Ruslan Tleubayev, KAZ, Astana Pro Team, st

2. Alexey Lutsenko, KAZ, Astana Pro Team, 00:01

Tour de Abu Dhabi 2016.

cavendish

Mark Cavendish (Dimension Data) venceu a etapa final do tour  Abu Dhabi, a sua segunda  vitória da corrida, batendo Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo) segundo e  Elia Viviani (Team Sky) terceiro,  enquanto que Tanel Kangert (Astana) terminou com segurança no pelotão  para consagrar a vitória na geral.

“Eu estou tão feliz de ser o vencedor da última etapa do tour Abu Dhabi  no circuito de Yas Marina. Havia uma atmosfera incrível”, disse Cavendish. “Eu perdi a corrida do ano passado porque eu estava ferido.

Foi muito rápido. Os meus colegas de equipe controlaran o grupo muito bem o dia todo. Eu tenho uma vantagem incrível. Mark Renshaw estava muito calmo indo para o final. Eu apenas tive que saltar. “

Kangert desfrutado de um dia fácil o suficiente no pelotão e manteve seus 21 segundos de vantagem sobre Nicolas Roche na classificação geral.

“Devo dizer que foi mais difícil que possa parecer, porque as curvas eram realmente apertadas.

 Fiquei surpreso que eram tão apertado para corridas de carro. “, disse Kangert.

Resultados.

1 Mark Cavendish (GBr) Dimension Data 3:07:44  
2 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo    
3 Elia Viviani (Ita) Team Sky    
4 Magnus Cort Nielsen (Den) Orica-BikeExchange    
5 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC Racing Team    
6 Ramon Sinkeldam (Ned) Team Giant-Alpecin    
7 Michael Matthews (Aus) Orica-BikeExchange    
8 Sacha Modolo (Ita) Lampre – Merida    
9 Mark Renshaw (Aus) Dimension Data    
10 Michal Kolár (Svk) Tinkoff Team    

Classificação Geral.

1 Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team 12:27:34  
2 Nicolas Roche (Irl) Team Sky 0:00:21  
3 Diego Ulissi (Ita) Lampre – Merida 0:00:43  
4 Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team 0:01:00  
5 Alberto Contador (Spa) Tinkoff Team    
6 Julien Berard (Fra) AG2R La Mondiale 0:01:02  
7 Ben Hermans (Bel) BMC Racing Team 0:01:29  
8 Martijn Tusveld (Ned) Team Giant-Alpecin 0:01:38  
9 Winner Anacona (Col) Movistar Team    
10 Jesper Hansen (Den) Tinkoff Team    

 

Tour de Hainan 2016.

andriato

Nem mesmo a chuva  poderia  estragar a etapa de abertura do  Tour de Hainan 2016  (UCI 2.HC) neste sábado 22 de outubro, ainda mais com nosso representante brasileiro Rafael Andriato (Wilier Triestina) que venceu a etapa de abertura 88,3 km em Xinglong, China em cima da linha, quando o Alemão Max Walscheid (Giant-Alpecin) levantou a mão antes da linha Andriato passou pela direita tirando a vitória do Alemão.

Aos  29 anos está foi  a sua primeira vitória da temporada 2016 – e a quarta de sua carreira.

Andriato disse à imprensa após a corrida. “Fazia muito tempo desde a minha última vitória. A equipe confiou em mim como um líder aqui e estou muito feliz por vencer esta primeira etapa “.

“Os  últimos  3km, as  equipes CCC e Drapac foram as equipas mais fortes”, explicou o líder geral corrida. “Mas com a ajuda do meu companheiro de equipe Mirko Tedeschi (ITA), fui capaz de encontrar o meu caminho  e ultrapassar a linha chegada em primeiro.”

“O objetivo da equipe é a classificação geral”, disse o campeão nacional de estrada 2014.

“Meu trabalho é apoiar meus companheiros de equipe vencer etapas e a corrida.

“Nós temos vários atletas capazes de andar para a Geral, mas vamos esperar para ver como a corrida se desenrola para ver quem é mais forte.”

Resultados.

1. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina, 01:55:10

2. Max Walscheid, GER, Giant-Alpecin, st

3. Roberto Ferrari, ITA, Lampre, st

Classificação geral.

1. Rafael Andriato, BRA, Wilier Triestina, 01:55:10

2. Max Walscheid, GER, Giant-Alpecin, 00:04

3. Roberto Ferrari, ITA, Lampre, 00:06

Tour Abu Dhabi 2016.

kangert

Tanel Kangert (Astana) atacou  para a vitória na Jebel Hafeet  3ª etapa do tour Abu Dhabi.

Ele superou Nicolas Roche (Team Sky) por 17 segundos depois que os dois atacaram  na subida final, Mekseb Debesay (Dimension Data), fez um impressionante terceiro lugar. 

Kangert lidera a classificação geral por 21 segundos a frente de Roche.

“Ontem, Vincenzo me disse que ele iria trabalhar para mim hoje e eu sabia que eu tinha uma chance de fazer alguma coisa. Se eu tiver a chance, então eu realmente tenho que aproveitar e felizmente eu tinha as pernas boas hoje”, disse Kangert .

“Sabíamos desde o início que tinhamos dois bons escaladores aqui, Vincenzo, se eu tivesse com as  pernas boas, eu sabia que eu também poderia estar lá. Felizmente, eu estava em um bom dia e que foi a tática perfeita.

Por um momento, foi bastante agitado, com o vento lateral, mas felizmente nossa equipe foi realmente boa e forte no início, e eles nos protegeu dos ventos. cheguei na subida descansado .

“Acho que ele [Roche] estava mais cansado do que eu, e eu  estava um pouco de medo do vento contrário na direção final, mas felizmente o vento mudou.”

Resultados.

1 Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team 3:31:31  
2 Nicolas Roche (Irl) Team Sky 0:00:17  
3 Mekseb Debesay (Eri) Dimension Data 0:00:33  
4 Diego Ulissi (Ita) Lampre – Merida    
5 Alberto Contador (Spa) Tinkoff Team 0:00:50  
6 Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team    
7 Julien Bernard (Fra) Trek-Segafredo 0:00:52  
8 Ben Hermans (Bel) BMC Racing Team 0:01:19  
9 Martijn Tusveld (Ned) Team Giant-Alpecin 0:01:28  
10 Jesper Hansen (Den) Tinkoff Team

Classificação Geral.

1 Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team 9:19:44  
2 Nicolas Roche (Irl) Team Sky 0:00:21  
3 Diego Ulissi (Ita) Lampre – Merida 0:00:43  
4 Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team 0:01:00  
5 Alberto Contador (Spa) Tinkoff Team    
6 Julien Bernard (Fra) Trek-Segafredo 0:01:02  
7 Ben Hermans (Bel) BMC Racing Team 0:01:29  
8 Martijn Tusveld (Ned) Team Giant-Alpecin 0:01:38  
9 Winner Anacona (Col) Movistar Team    
10 Jesper Hansen (Den) Tinkoff Team

Brasil Ride 2016.

297039_650688_161019_00118_by_kuestenbrueck

Líderes venceram mais uma vez, após ultrapassarem Daniel Geismayr e Joachen Jab, com problemas mecânicos, a 5km do fim. No feminino, dupla brasileira ganha com boa vantagem e volta a brigar pelo título.

Guaratinga (BA) – A máxima esportiva de que a sorte ajuda os grandes campeões nas horas decisivas prevaleceu na tarde desta quarta-feira (19) na Brasil Ride, a principal ultramaratona de MTB das Américas.

 Após os vice-líderes da Open, Daniel Geismayr (AUT) e Joachen Jab (ALE), liderarem a quarta etapa por cerca de 50 km, a 5 km do final Joachen teve sua roda traseira quebrada e viu a vitória escapar de suas mãos. Sorte de Fabian Rabensteiner (ITA) e Alexey Medvedev (RUS), vencedores do dia em 4h46min01, que agora estão 16min43 à frente de Daniel e Joachen. Atuais bicampeões da Brasil Ride, Jiri Novak (CZE) e Hans Becking (HOL) fizeram uma etapa boa e completaram o pódio em terceiro lugar.

A segunda etapa Rainha da competição contou com 85,3 km e 2.963 m de altimetria acumulada, muitas subidas íngremes e o espírito esportivo falando mais alto, quando o alemão Joachen Jab, da Centurion Vaude, quebrou sua roda em um mata-burro já nos quilômetros finais.

O atleta Samuele Porro, companheiro na Trek San Marco dos líderes Fabian e Alexey, ofereceu sua roda para Joachen, mesmo que isso não fosse favorável à outra dupla de sua equipe. “Só tenho a agradecer ao Samuele.

 Foi uma atitude realmente bacana da parte dele. Não tenho mais palavras pra descrever”, enalteceu Joachen, que tinha ao lado de Daniel uma vantagem de mais de seis minutos para os rivais.

Para a dupla da Trek San Marco II, o resultado significou a folga na liderança, cuja vantagem subiu de 14 para 16 minutos.

 O cansaço foi o principal inimigo de Fabian e Alexey. “A dupla da Centurion Vaude foi muito forte. Me senti um pouco cansado e o Alexey me ajudou muito me empurrando nas horas importantes”, destacou Fabian. 

“O percurso era realmente muito difícil. Demais mesmo. Muitas subidas inclinadas e algumas partes complicadas em mata fechada. Pedalar três dias seguidos por mais de quatro horas e meia é muito cansativo”, avaliou Alexey.

Em comum aos líderes, o fato de não comemorarem o azar de seus rivais. “A dupla da Centurion foi muito forte nesta etapa. Tiveram azar, mas isso é o mountain bike. Quando acontece um problema nos metros finais não é tão ruim, mas a 5 km é realmente algo definitivo”, disse Alexey. “É uma pena o que aconteceu com nossos rivais.

Foi uma atitude legal do Samuele Porro, que para nós, não é problema. Ele fez o correto”, finalizou Fabian.

Diferente de 2015, quando Daniel Geismayr teve um sério acidente com sua dupla na penúltima etapa e ficou de fora da competição, neste ano o austríaco segue vivo na briga pelo título ao lado de Joachen.

“Tivemos que andar por alguns quilômetros até o Samuele nos ceder uma roda. Isso é Brasil Ride, tudo pode acontecer. Veremos como será nos próximos dias. Me sinto bem, apesar da falta de sorte hoje”, relatou Daniel.

“Após o problema andamos bastante, até conseguirmos a roda emprestada. Esse é o nosso esporte e o espírito dele. Durante a prova o Samuele ajudou seus companheiros e no fim nos ajudou”, concluiu Joachen.

Para os atuais bicampeões da Brasil Ride, Jiri Novak e Hans Becking, a etapa serviu para mostrar o quão preparados eles estão para a competição, após terem problemas técnicos na terça-feira (18).

“Foi uma dia difícil. Depois de ontem (terça), estávamos desapontados, porque sabemos que as pernas estão boas e estamos rápidos nos downhills. Pudemos comprovar isso com o lugar no pódio”, contou Hans.

“O problema maior foi realmente motivação. Tive uma batalha psicológica comigo durante o dia de ontem (terça), quando quebrou o rolamento da minha roda traseira”, relatou Jiri.

Disputa reestabelecida – Após Isabella Lacerda e Letícia Cândido largarem na frente no prólogo e verem Ivonne Kraft (ALE) e Celina Caripnteiro (POR) abrirem 1h16min ao fim da terceira etapa, nesta quarta-feira a categoria Ladies teve uma reviravolta. Isabella e Letícia fizeram uma excelente prova.

Com a vitória, dimiuiram para 19 minutos a diferença na luta pela camisa laranja. “Tivemos o mountain bike de verdade nesta etapa. Muitas trilhas, do começo ao fim. Valia muito o esforço em todas as subidas intensas, para depois descer nos downhills. Desci a do Cacau e em seguida já teve outra. Que prova foi essa. Não sou fã de estradões, mas sim dessas trilhas incríveis”, comemorou Isabella.

“Nos outros dias sofri, mas neste sinto que foi feito para mim o percurso. O Mario Roma leu meus pensamentos. Escapamos da Ivonne e da Celina logo no começo e na primeira trilha fomos embora. Vimos no prólogo que quando é trilha, elas não acompanham a gente. Encaixamos em grupos bons e elas só nos passariam se estivesse muito bem. Estou feliz mesmo. Foi um dia legal demais”, completou Isabella.

Estrutura elogiada – Montar na fazenda Conjunto Boa Vista, em Guaratinga, uma verdadeira cidade para os atletas não foi nada fácil. Dois restaurantes para 800 pessoas, barracas para todos, sete contêineres de banheiros e chuveiros, com poço artesanal perfurado em 112 metros de profundidade, além do suporte técnico Shimano, pronto-socorro e área de fisioterapia. Tudo isso transforma o acampamento Brasil Ride, a segunda sede ao lado de Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, em um local confortável para os participantes.

“Sensacional você estar hospedado ao lado dos melhores ciclistas do mundo. Eles são diferenciados e podemos ver toda a preparação. Estar junto deles nos jantares, dormir nas barracas ao lado. Ver os profissionais lavando suas bikes e como eles cuidam delas, é bem bacana”, contou Gabriel Fruet, atleta de Itu (SP). “Viver o dia a dia no mesmo acampamento é legal. Uma experiência única”, destacou Daniel Silvestrini, de São Paulo (SP). Ambos disputam a categoria Open.

Os profissionais Daniel Gesmayr e Joachen Jab, vice-líderes da Open, também elogiaram a ideia da organização. “Mesmo diferente do que tivemos no ano passado, estou achando bem legal estar acampado. Os ciclistas ficam muito próximos uns dos outros, inclusive os amadores dos profissionais. Acho bom, porque é uma aventura a mais do que ficar hospedado em um hotel”, contou Daniel. “Já corri várias provas com as duas opções, hotel ou acampamento, mas nunca fiquei nas tendas. Essa é a minha primeira experiência e é algo novo para nós. Desta forma todos tem as mesmas condições e a preparação é igual”, complementou Joachen.

Volta à praia – Na manhã desta quinta-feira (20), os atletas voltam à Arraial d’Ajuda percorrendo 134 km com altimetria de 2.027 metros, a etapa mais longa da sétima edição. Eles passarão por trechos de single track até chegarem nas estradas principais da região e voltarem para o litoral do Sul da Bahia. Mais uma vez, subidas íngremes e descidas técnicas serão o tempero da etapa.

Resultados da quarta etapa – 85 km em Guaratinga – 2.963 m de ascensão acumulada

Open:
1- Fabian Rabensteiner (ITA) / Alexey Medvedev (RUS) – 4h46min01
2- Daniel Geismayar (AUT) / Joachen Kab (ALE ) – 4h48min15
3- Jiri Novak (CHE) / Hans Becking (HOL) – 4h51min05
4- Hugo Prado (BRA) / Lukas Kaufmann (SUI) – 5h03min09
5- José Gabriel Marques (BRA) / Daniel Ribeiro Zoia – 5h06min06

Máster
1- Bart Brentjens (HOL) / Abrahão Azevedo (BRA) – 5h39min28
2- Pierre Bourkuenoud (SUI) / Serge Robadey (SUI) – 6h35min25
Ladies
1- Isabela Lacerda (BRA) / Letícia Candido (BRA) – 6h22min05
2- Celina Carpinteiro (POR) / Ivone Kraft (ALE) – 7h19min41
3- Janete Correia (BRA) / Joana Nobrega (BRA) – 7h47min40

Dupla Mista
1- Piero Pellegrini (ITA) / Annabela Stropparo (ITA) – 6h17min52
2- Valmor Hausmann (BRA) / Tania Pickler (BRA) – 6h50min21
3- Marcelo Moser (BRA) / Ana Luisa Panini (BRA) – 7h48min01

Grand Máster
1- Heleno Borges (BRA) / Paulo Vasconcelos (BRA) – 7h11min17

Nelore
1- Gerson Muhlbauer / Marcelo de Oliveira (BRA) – 8h44min47

Corporativa
1- Diego/Edson/Robson (BRA) – 6h33min02

Classificação geral acumulada – após 4 etapas

Open
1- Fabian Rabensteiner (ITA) / Alexey Medvedev (RUS) – 14h54min30
2- Daniel Geismayar (AUT) / Joachen Kab (ALE ) – a 16min43
3- Hugo Prado (BRA) / Lukas Kaufmann (SUI) – a 37min16

Máster
1- Bart Brentjens (HOL) / Abrahão Azevedo (BRA) – 17h03min28
2- Pierre Bourkuenoud (SUI) / Serge Robadey (SUI) – a 2h26min30

Ladies
1- Celina Carpinteiro (POR) / Ivone Kraft (ALE) – 21h07min28
2- Isabela Lacerda (BRA) / Letícia Candido (BRA) – a 18min53
3- Janete Correia (BRA) / Joana Nobrega (BRA) – a 4h00min09

Dupla Mista
1- Piero Pellegrini (ITA) / Annabela Stropparo (ITA) – 19h07min12
2- Valmor Hausmann (BRA) / Tania Pickler (BRA) – a 1h03min21
3- Marcelo Moser (BRA) / Ana Luisa Panini (BRA) – a 3h02min03

Grand Máster
1- Heleno Borges (BRA) / Paulo Vasconcelos (BRA) – 21h00min29
2- Hermes Santana (BRA) / Dorivaldo de Abreu (BRA) – a 1h20min26

Nelore
1- Gerson Muhlbauer / Marcelo de Oliveira (BRA) – 24h17min44

Corporativa
1- Diego/Edson/Robson (BRA) – 20h09min14
2- Maurício/Luiz/Ricardo (BRA) – a 9min45

Atenção – Os resultados completos e a classificação geral acumulada estarão disponíveis no site oficial: http://www.romasportsmkt.com.br/brasilride/live/

Programação da Brasil Ride 2016 – 538,8 km – 10.773 metros de altimetria
20/10 – 5ª feira – Etapa 5: Deslocamento do acampamento da Vila Brasil Ride para Arraial d’Ajuda (134 km e 2.027 m altimetria)
21/10 – 6ª feira – Etapa 6: Percurso XCO em Arraial d’Ajuda (31,8 km e 548 m altimetria)
22/10 – Sábado – Etapa 7: Última etapa do Brasil Ride e Maratona XCM / Festa de encerramento, em Arraial d’Ajuda (75 km e 1.105 m altimetria)

Sobre a Brasil Ride – A sétima edição da Brasil reunirá 250 duplas de 23 países e de 24 estados. No sábado (22), a Maratona Brasil Ride, disputado em uma única etapa, terá mais 1.000 ciclistas. Classe S1 na UCI, a competição distribui aos campeões da Open e Ladies 120 pontos no ranking mundial.

Competição nascida na Bahia, a Brasil Ride reuniu em, 2015, 500 atletas de 23 países e 18 estados brasileiros e o Distrito Federal entre os dias 17 e 24 de outubro, na Chapada Diamantina. No sábado (24) foi disputada a Maratona Brasil Ride, prova de um único dia, por outros 600 bikers. O evento é uma realização da Roma Comunicação e do Instituto Brasil Ride.

Transmissão ao vivo – Quem quiser saber tudo o que rola na sétima edição da principal ultramaratona de MTB das Américas pode ir se acostumando com momentos diários de transmissão no Facebook do evento (https://www.facebook.com/BRASILRIDE/).

Nas sete etapas os amantes do mountain bike terão ao vivo as largadas e chegadas, com comentários e reportagens do ciclista olímpico Henrique Avancini, terceiro colocado no ano passado e que está recuperando-se de uma contusão. A cerimônia de premiação e o briefing noturno também serão transmitidos ao vivo, com novas entrevistas feitas por Avancini com os destaques do dia..

Confira os videos oficiais:

Etapa 1 – Prólogo de 21 km em Arraial d’Ajuda: https://www.youtube.com/watch?v=4NgrasQBgU0
Etapa 2 – 128 km – entre Arraial d’Ajuda e Gauratinga : https://www.youtube.com/watch?v=V9eBT-dVqlY
Etapa 3 – 92 km – Guaratinga :
https://youtu.be/oC4-DNHTSSc

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa em sua vida.

Mais informações:
Site: http://www.BRASILRIDE.COM.BR
Facebook: www.facebook.com/BRASILRIDE
Twitter: @brasil_ride
Instagram: @brasilride

Tour Abu Dhabi 2016 2ª Etapa.

cavendish

Mark Cavendish ( Dimension Data ) venceu a 2ª etapa do Tour Abu Dhabi,  Elia Viviani (Team Sky) foi segundo  e  Andrea Guardini (Astana) terminou em terceiro.

VIVANI iniciou seu sprint com 150 metros após um forte embaldo da sua equipe Team Sky, mas Cavendish ficou em sua roda traseira a saltou para vitória  no momento certo, depois de perder a 1ª etapa.

Com a vitória Cavendish assume a camisa de líder por uma diferença de 4 segundos, que estava em poder de  Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo), já que nessa etapa o Itáliano chegou em  6º lugar e não conseguiu os bônus de tempo necessário para manter a camisa.

Resultados.

1 Mark Cavendish (GBr) Dimension Data 5:48:06  
2 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo 0:00:04  
3 Jens Keukeleire (Bel) Orica-BikeExchange 0:00:05  
4 Elia Viviani (Ita) Team Sky 0:00:08  
5 John Degenkolb (Ger) Team Giant-Alpecin    
6 Andrea Guardini (Ita) Astana Pro Team 0:00:10  
7 Dion Smith (NZl) ONE Pro Cycling    
8 Christopher Latham (GBr) Team WIGGINS 0:00:14  
9 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC Racing Team    
10 Michal Kolár (Svk) Tinkoff Team    

Classificação Geral.

1 Mark Cavendish (GBr) Dimension Data 5:48:06  
2 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo 0:00:04  
3 Jens Keukeleire (Bel) Orica-BikeExchange 0:00:05  
4 Elia Viviani (Ita) Team Sky 0:00:08  
5 John Degenkolb (Ger) Team Giant-Alpecin    
6 Andrea Guardini (Ita) Astana Pro Team 0:00:10  
7 Dion Smith (NZl) ONE Pro Cycling    
8 Christopher Latham (GBr) Team WIGGINS 0:00:14  
9 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC Racing Team    
10 Michal Kolár (Svk) Tinkoff Team    

Tour Abu Dhabi 2016 1ª Etapa.

nizzolo-abu-dhabi

Giacomo Nizzolo (Trek Segafredo) venceu a 1ª etapa  do tour Abu Dhabi em um sprint poderoso em Madinat Zayed. 

O italiano da Trek bateu  John Degenkolb (Giant Alpecin) segundo  e Mark Cavendish (Dimension Data) terceiro  e com esse resultado veste a camisa de primeiro líder da competição.

“Foi uma corrida muito longa e muito rápida. O que posso dizer? Estou muito feliz “, disse Nizzolo no final.

“Depois do Mundial, no domingo eu disse que viria para tour de Abu Dhabi  procurar mais uma vitória. Esse é o melhor começo. “

Resultados.

1 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo  03:15:59  
2 John Degenkolb (Ger) Giant-Alpecin     
3 Mark Cavendish (GBR) Dimension Data     
4 Magnus Cort Nielsen (Den) Orica-BikeExchange    
5 Christopher Latham (GBR) Team Wiggins    
6 Michael Kolar (SVK) Tinkoff Team    
7 Romain Maikin (Rus) Gazprom-RusVelo    
8 Marco Coleman (Ita) Trek-Segafredo    
9 Jean-Pierre Drucker (Lux) BMC     
10 Ramon Sinkeldam (Ned) Giant-Alpecin

Classificação Geral.

1 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo 3:15:49  
2 John Degenkolb (Ger) Team Giant-Alpecin 0:00:04  
3 Mark Cavendish (GBr) Dimension Data 0:00:06  
4 Jens Keukeleire (Bel) Orica-BikeExchange 0:00:07  
5 Dion Smith (NZl) ONE Pro Cycling 0:00:09  
6 Magnus Cort Nielsen (Den) Orica-BikeExchange 0:00:10  
7 Christopher Latham (GBr) Team Wiggins    
8 Michal Kolár (Svk) Tinkoff Team    
9 Roman Maikin (Rus) Gazprom-Rusvelo    
10 Marco Coledan (Ita) Trek-Segafredo

Campeonato Mundial Qatar 2016.

sagan-2016

Peter Sagan (Eslováquia) manteve o seu título no Campeonato Mundial em Doha, Qatar com um desempenho dominante no sprint  batendo  Mark Cavendish (Grã-Bretanha) em segundo e Tom Boonen (Bélgica) em terceiro.

Em um sprint perto da linha, Sagan e Cavendish ambos escolheram diferentes lados com o ciclsta britânico segurado por Michael Matthews (Austrália) mas Sagan foi do lado oposto e pegar uma linha mais clara e passou onde não se esperava que ele passaria e venceu com uma bicicleta de vantagem.

“Eu não acredito nisso. Eu ainda estou em choque”, disse Sagan. “Estou muito feliz porque havia um vento cruzado e eu era o último do primeiro grupo. No final, foi um sprint espetacular.

“Houve um pouco de um vento contrário que eu senti que precisava  vir de trás. Eu tive sorte porque [Giacomo] Nizzolo não me fechou. Se ele me fecha com certeza teríamos perdido, mas estou feliz. é inacreditável. “

Cavendish e Sagan se  marcaram com cuidado, mas quando Sagan foi para a direita, contra as barreiras e através de uma pequena brecha deixada por Giacomo Nizzolo (Itália), Cavendish foi para a esquerda. Ele foi forçado a parar de pedalar com 150 metros para não bater em Matthews, enquanto Sagan teve a sua frente livre para colocar uma diferença de uma bicicleta e vencer o campeonato mundial pela segunda vez consecutiva, com isso de igualando a Paolo Betini que venceu em 2006 e 2007.

Paolo Betini tem três títulos mundiais conquistados em 2003,2006 e 2007.

Somente 53 atletas terminaram está prova do campeonato mundial no Qatar.

Resultados.

1 Peter Sagan (Eslováquia) 05:40:43  
2 Mark Cavendish (Grã-Bretanha)    
3 Tom Boonen (Bélgica)    
4 Michael Matthews (Austrália)    
5 Giacomo Nizzolo (Itália)    
6 Edvald Boasson Hagen (Noruega)    
7 Alexander Kristoff (Noruega)    
8 William Bonnet (França)    
9 Niki Terpstra (Holanda)    
10 Greg Van Avermaet (Bélgica)  

Giro Sparkassen Münsterland 2016.

degenkolb

 

John Degenkolb ( Giant-Alpecin ) teve sua segunda vitória nesta temporada, na última segunda-feira no  Giro Sparkassen Münsterland,  corrida 208 km na Alemanha entre as cidades de Gronau para Münster. 

Degenkolb venceu no sprint debaixo de chuva,  Roy Jans (Wanty-Groupe Gobert) segundo  e Pascal Ackermann (Team Rad-net Rose) terceiro.

“Foi  perfeito espírito de equipe hoje e estou muito contente com a vitória”, disse Degenkolb, que levou a sua primeira vitória da temporada, em agosto, durante a 4ª etapa da Race Acrtic da Noruega. “É muito bom ganhar no meu país. A equipe trabalhou muito duro durante toda a corrida e fez um grande trem de embalo hoje”.

“Reagimos bem nos  ataques finais”, disse Degenkolb. “Para o sprint eu tinha a posição direita saltei no momento certo, de modo que foi fantástica.”

 

Binche-Chimay-Binche 2016.

demare

Arnaud Demare venceu a prova Binche-Chimay-Binche e com isso mostrou que está na briga para ser o capitão da equipe Francesa no Campeonato Mundial no  Qatar.

Nacer Bouhanni conseguiu a  vitória no Tour de Vendee , no domingo passado, Demare fez o seu próprio papel para a liderança da equipe francesa em Doha no próximo mês, batendo no sprint Zdenek Stybar (Etixx-QuickStep) na  subida de paralelepípedos no quilômetro final com isso quebrando o pelotção em pedaços.

Jurgen Roelandts (Lotto Soudal) terminou em terceiro lugar, alguns segundos atrás, Greg Van Avermaet (BMC) foi o quarto.

“Foi uma corrida estranha – eu sabia que tínhamos um canto antes do final  e decidi lançar o meu Sprint neste canto”, disse Demare. “A equipe trabalhou muito bem e eu sabia que estava em boa forma.”

Tendo sido nomeado ao lado Bouhanni na equipe francesa que irá para o mundial, Demare escolheu um bom momento para conseguir a sua primeira vitória desde de junho na Route du Sud.

“Nós dois estamos em boa forma, ambos tinhamos as pernas boas no momento. Vamos ver o que acontece, mas eu acho que nós vamos trabalhar bem em conjunto”, disse Demare diplomaticamente.

A 29ª edição da corrida Belga, Binche-Chimay-Binche, foi  realizada pela primeira vez em 1911, contou com um percurso de ida e volta de benigno  para Chimay, com a corrida ficando emocionante nas quatro voltas  um circuito de 16 km.

Resultados.

1 Arnaud Demare (Fra) FDJ 4:32:28  
2 Zdenek Stybar (Cze) Etixx – Quick-Step    
3 Jurgen Roelandts (Bel) Lotto Soudal 0:00:02  
4 Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team    
5 Amaury Capiot (Bel) Topsport Vlaanderen – Baloise 0:00:04  
6 Timothy Dupont (Bel) Veranda’s Willems Cycling Team    
7 Jens Debusschere (Bel) Lotto Soudal    
8 Adrien Petit (Fra) Direct Energie    
9 Jonas Vangenechten (Bel) IAM Cycling    
10 Oliver Naesen (Bel) IAM Cycling

 

Copa São Paulo Ciclismo Resultados 11ª Etapa.

Equipe Ribeirão Preto, Campeã Por Equipes da 11ª etapa.

Equipe Ribeirão Preto, Campeã Por Equipes da 11ª etapa.

                         A Copa São Paulo de Ciclismo 2016 chega a sua 11ª Etapa e a cidade de Marília foi a sede dessa prova que reuniu grandes nomes do ciclismo paulista e nacional, em 12 categorias.

O município, um dos principais da região centro-oeste do Estado, recebeu pela primeira vez a caravana da CSPC e teve como palco o excelente circuito da Avenida Cascata, que foi inaugurado com esse evento, um circuito de 3.250 metros por volta, misto de subidas e descidas, cujo asfalto foi concluído na semana anterior à Prova e que já é considerado pelos organizadores e também os atletas participantes como um dos melhores do interior paulista.

 

Num domingo de tempo aberto e temperatura amena, atípica para essa época do ano para esta região do Estado, os atletas apresentaram um ciclismo de elevado nível técnico em todas as categorias, sendo que as características do circuito testou as capacidades tanto físicas quanto técnicas dos ciclistas, com provas que chegaram até os 45 Km percorridos, como o caso da categoria Elite Masculino, que teve a vitória de Elton Pedroso da Silva da equipe Memorial/Fupes/Santos, com o tempo de 1h13m47s, seguido de Luís Fernando Gomes Trevisan (São Francisco Saúde/Powerade/SME), de Ribeirão Preto e do atleta local José Benoni da Silva (SEL/Marília).

Elton Pedroso completou a prova escapado dos seus companheiros de fuga, obtida ainda antes da metade da prova, e confirma com essa vitória a boa fase na atual temporada, o atleta que é o atual líder do Ranking Brasileiro e que já se sagrou Campeão Paulista de Contra-relógio 2016.

 

Na categoria Sênior-A, para ciclistas de 30 a 39 anos e também uma das mais concorridas da Copa, a vitória ficou para Fábio Garcia Belavita, da equipe Team Barra Bonita de Ciclismo, de Barra Bonita-SP, com o tempo de 56m51s e 32,5Km percorridos, seguido de Valdecir Lorenceto (Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga) e Marcelo Ferreira de Jesus (Avulso-SP), respectivamente, segundo e terceiro colocados.

Já na categoria Master A (50 a 59 anos), uma prova de 51m20s e 26 Km percorridos, vencida por Paulo Humberto Graciano (SEME/ Santa Bárbara D´Oeste), com seu colega de equipe e líder dessa categoria Sidnei da Silva na segunda colocação e Isaac Rodrigues de Oliveira Filho (Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga) em terceiro.

 

Entre as mulheres, destaque para a categoria Elite Feminino, com Leandra Marques Ribeiro da Silva da equipe Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso, de Batatais, que obteve a vitória na prova de 16,25 Km em 33m23s, seguida de Mariana de Freitas Camargo (Líder da categoria) em segundo e de

 

 

Rafaela de Fátima Cardoso, também da equipe de Batatais, na terceira colocação. Na categoria Júnior Feminino, para ciclistas de até 18 anos e uma das categorias de base e com aferição de marchas obrigatória, vitória de Cecília Vieira Lance, seguida de Rafaela Vicentim Nogueira, ambas da equipe São Francisco Saúde/Powerade/ SME, de Ribeirão Preto, numa prova de 30m 58s e 13 Km percorridos.

 

E na categoria Junior Masculino (17 e 18 anos), uma prova de 58m15s vencida por Alan Barbosa Silva, da equipe A.C.C./ SEL/ Cordeirópolis, seguido de Lucas Brandão Silva (São Francisco Saúde/ Powerade/ SME, de Ribeirão Preto) e de Felipe Augusto Delprá, também da equipe de Cordeirópolis, respectivamente segundo e terceiro colocados na Prova.

A próxima etapa da Copa São Paulo de Ciclismo encontra-se em aberto, com cidade e data a definir, o que deverá acontecer após as eleições municipais.

Resultados 11ª Etapa.

CATEGORIA: ELITE MASCULINO – Classificação em Marília – Tempo de prova: 1h13m47s – total percorrido: 45,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
66 Elton Pedroso da Silva Memorial/ Fupes/ Santos-SP 12
64 Luis Fernando Gomes Trevisan São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
65 José Benoni da Silva SEL/ Marília-SP 8
16 Luiz Augusto Gagliardi Machioli Fundesport/ Araraquara-SP 7
02 Ivan Jorge de Moura Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 6
63 Everton Adriano de Souza Tamura Bike Shop/ Marília-SP 5

Obs: seis atletas completaram a prova nessa categoria.

 

CATEGORIA: SENIOR – A – Classificação em Marília – Tempo de prova: 56m51s – total percorrido: 32,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
129 Fabio Garcia Belavita Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 12
149 Valdecir Lorenceto Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
153 Marcelo Ferreira de Jesus Avulso-SP 8
120 Leonardo de Abreu Cezare Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 7
131 Marco Antônio dos Santos Leite SECEL/ Monte Alto-SP 6
170 Eliezer Reginaldo da Silva Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 5
156 João Henrique Marchetti SME/ Matão-SP 4
138 Rodrigo Zanetti de Oliveira SME/ Matão-SP 3

 

CATEGORIA: SUB-30 – Classificação em Marília – Tempo de prova: 1h07m43s – total percorrido: 39 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
237 Lucas Neves SKN Bikes/ Marília-SP 12
245 Marcos Aurélio Conceição Tamura Bike Shop/ Marília-SP 10
229 Felipe de Souza Ferreira SECEL/ Monte Alto-SP 8
222 Ricardo Gomes Ferreira de Lima Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 7
244 Jefferson Duarte Ciclo Mir/ Marília-SP 6

 

CATEGORIA: ELITE FEMININO – Classificação em Marília – Tempo de prova: 33m23s  – total percorrido: 16,25 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
405 Leandra Marques Ribeiro da Silva Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 12
401 Mariana de Freitas Camargo Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
419 Rafaela de Fátima Cardoso Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 8

 

CATEGORIA: SENIOR B – Classificação em Marília – Tempo de prova: 51m20s – total percorrido: 29,25 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
397 Luciano Ferreira da Rocha SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 12
369 Edson Ângelo Anselmo Ciclo Edão/ Ibirá-SP 10
352 José Carlos Fonseca Junior Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
362 Dogmar Lopes Cavalcanti Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 7
395 Rodrigo Koury Sem Mimimi Team/ Marília-SP 6

 

CATEGORIA: JUNIOR MASCULINO – Classificação em Marília – Tempo de prova: 58m15s – total percorrido: 19,5 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
819 Alan Barbosa Silva A.C.C./SEL/ Codeirópolis-SP 12
824 Lucas Brandão Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
820 Felipe Augusto Delprá A.C.C./SEL/ Codeirópolis-SP 8
803 Rogério Adolfo da Silva São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 7

 

CATEGORIA: JUNIOR FEMININO – Classificação em Marília – Tempo de prova: 30m58s – total percorrido: 13 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
455 Cecilia Vieira Lance São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
453 Rafaela Vicentim Nogueira São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10

 

CATEGORIA: JUVENIL MASCULINO – Classificação em Marília – Tempo de prova: 41m44s – total percorrido: 22,75 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
711 Matheus Máximo dos Reis 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 12
722 Thiago da Cunha Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 10
714 Leonardo Francisco Rodrigues Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 8
703 Pedro Eduardo da Silva Reis São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 7
706 Luiz Guilherme Tempesta Cirilo São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 6

 

CATEGORIA: MASTER A – Classificação em Marília – Tempo de prova: 51m20s – total percorrido: 26 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
510 Paulo Humberto Graciano SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 12
508 Sidnei da Silva SEME/ Santa Barbara D’ Oeste-SP 10
506 Isaac Rodrigues de Oliveira Filho Prefeitura Municipal/ Unimed/ Ibitinga-SP 8
524 Joel Jacinto de Souza Avulso-SP 7

 

CATEGORIA: MASTER B – Classificação em Marília – Tempo de prova: 41m31s – total percorrido: 26 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
555 João Batista Maglio Odontologia Maglio, implantes e laserterapia/ Araraquara-SP 12
552 Anízio Horácio da Silva Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 10
558 Fernando Mauro Roncari Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
553 José Carlos Fonseca Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 7
  564 Enerst Rudolf  Michael Avulso-SP 6

 

CATEGORIA: INFANTO/ JUVENIL – Classificação em Marília – Tempo de prova: 25m51s – total percorrido: 13 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G.
655 José Luiz Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
656 João Vieira Felicio São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 10
651 Lucca Marques Ferreira da Silva Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso/ Batatais-SP 8

 

CATEGORIA: MOUNTAIN BIKE –  Classificação em Marília – Tempo de prova: 46m27s – total percorrido: 22,75 km

Col. Nº Atl. NOME EQUIPE / CIDADE P.G
605 Luiz Fernando Bezerra São Francisco Saúde/ Powerade/ SME/ Ribeirão Preto-SP 12
622 Roger Augusto Pinheiro da Silva UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 10
608 Plínio Augusto Chiaratto Team Barra Bonita de Ciclismo/ Barra Bonita-SP 8
632 Jose Antônio Stilari UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 7
633 Flavio Barrionuevo UCIP Star Bike/ Cavalos/ Catanduva-SP 6

 

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPES EM MARÍLIA-SP

Col. EQUIPE CIDADE P.G.
São Francisco Saúde/ Powerade/ SME Ribeirão Preto-SP 96
Team Barra Bonita de Ciclismo Barra Bonita-SP 67
Prefeitura Municipal/ Unimed Ibitinga-SP 56
Associação Batataense de Ciclismo José Reginaldo Cardoso Batatais-SP 36
SEME Santa Bárbara D’oeste-SP 34
UCIP Star Bike/ Cavalos Catanduva-SP 23
A.C.C./SEL Codeirópolis-SP 19
Tamura Bike Shop Marília-SP 15
SECEL Monte Alto-SP 14
10ª Memorial/ Fupes Santos-SP 12
11ª SKN Bikes Marília-SP 12
12ª 5 Ways/ LBC/ Refactor Cycling 12
13ª Odontologia Maglio, implantes e laserterapia Araraquara-SP 12
14ª Ciclo Édão Ibirá-SP 10
15ª SEL Marília-SP 08
16ª Fundesport Araraquara-SP 07
17ª SME Matão-SP 07
18ª Ciclo Mir Marília-SP 06
19ª Sem Mimimi Team Marília-SP 06

PONTUAÇÃO DAS CATEGORIAS OFICIAIS:

 

Elite Masculino e Sênior A:                              DEMAIS CATEGORIAS:

1º Colocado: 12 pontos                                    1º Colocado: 12 pontos

2º Colocado: 10 pontos                                    2º Colocado: 10 pontos

3º Colocado:   8 pontos                                    3º Colocado:   8 pontos

4º Colocado:   7 pontos                                    4º Colocado:   7 pontos

5º Colocado:   6 pontos                                    5º Colocado:   6 pontos

6º Colocado:   5 pontos

7º Colocado:   4 pontos

8º Colocado:   3 pontos

9º Colocado:   2 pontos

10º Colocado:  1 ponto

 

Clássica Gran Piemonte 2016.

Nizzolo vence Gran Piemonte 2016.

nizzolo-piemonte-2016

Foi a  sexta vitória de Nizzolo  (Trek-Segafredo) na atual temporada e sua segunda nas últimas semanas depois de sua vitória na Taça de Bernocchi.

Nizzolo fará parte da equipe italiana no Campeonato Mundial de Estrada da UCI em Doha no próximo mês, onde ele irá dividir funções de líder da equipe  com Elia Viviani (Sky).

“É uma grande vitória, porque vem no final de uma corrida  com um nível muito elevado.

Eu também estou feliz porque eu me senti muito bem nas subidas”, disse Nizzolo. “Para ser honesto, esta manhã, eu não me sentia bem -.. Eu tinha febre ou algo assim, mas depois que comecei a corrida, eu me senti normal, eu não poderia pedir um melhor momento, vencendo uma corrida antes do Campeonato mundial Agora eu sei que eu posso ir para Doha com grande motivação . ”

Resultados.

1 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo 4:25:21
2 Fernando Gaviria (Col) Etixx – Quick-Step
3 Daniele Bennati (Ita) Tinkoff Team
4 Juan Jose Lobato (Spa) Movistar Team
5 Sonny Colbrelli (Ita) Bardiani CSF
6 Philippe Gilbert (Bel) BMC Racing Team
7 Ben Swift (GBr) Team Sky
8 Zdenek Stybar (Cze) Etixx – Quick-Step
9 Filippo Pozzato (Ita) Wilier Triestina-Southeast
10 Alberto Bettiol (Ita) Cannondale-Drapac

 

Milano-Torino 2016.

miguel-lopes-astana

Miguel Lopez ganha Milano-Torino 2016.

Miguel Lopez ( Astana ) venceu a clássica Itáliana escapado quando fazia parte de uma fuga onde estava o  atleta  Michael Woods (Cannondale-Drapac).

Lopes (Astana) foi na captura de Woods (Cannondale-Drapac) e quando faltava pouco mais de 2 quilometros o Colombiano encostrou no Canadense e começaram um a medir força com outro, Lopes tentou alguns ataques que logo foram neutralizados por Woods.

Ai foram um medindo o outro até entrar no marco do quilometro final, e ao fazer a curva para esquerda era onde a estrada iria ficar mais dura e fazer a separação final, woods bem que tentou atacar e largar o colombiano, mas não espero o contra ataque e com isso Lopes abiru uma vantagem de 9 segundos que segurou até cruzar a linha.

Atrás o pelotão vinha com muita vontade de pegar a fuga com Romain Bardet (AG2R) ditando o ritmo e lançando alguns ataques, mas ao entrarem nos 200 metros fnais Rigoberto Uran (Cannondale-Drapac) fechou o pódio em terceiro, com isso colocando 2 atletas da equipe no pódio como também dois colombianos.

Com isso a Equipe Astana venceu pela segunda vez consecutiva a clássica Itáliana,

“Graças à equipe que eu consegui esta magnífica vitória aqui hoje apesar da perda de Michele Scarponi que caiu – Dedico essa conquista a ele”, disse Lopez.

“Diego Rosa, que também esteve envolvido no acidente, fez um trabalho tremendo para mim, assim como Dario Cataldo em trazer de volta o ataque. Nós sempre nos falamos durante a corrida, isso  nos permitiu mudar tática no caminho … Era inteligente  tentar ir embora antes da subida final. Eu não esperava vencer hoje. é lindo. ”

 

Resultados.

1 Miguel Angel Lopez Pro Team (Col) Astana 04:13:36
2 Michael Woods (Can) Cannondale-Drapac 00:00:09
3 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac 00:00:14
4 Daniel Moreno (Spa) Equipe Movistar 00:00:19
5 Diego Ulissi (Ita) Lampre – Merida 00:00:21
6 Fabio Aru Pro Team (Ita) Astana 00:00:23
7 Pello Bilbao (Spa) Caja Rural-Seguros RGA 00:00:27
8 Rodolfo Andres Torres (Col) Androni Giocattoli – Sidermec 00:00:32
9 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 00:00:36
10 Warren Barguil (Fra) Equipe Giant-Alpecin 00:00:40

 

 

Tre Valli Varesine 2016.

colbrelli

Sonny Colbrelli vence a clássica Italiana  Tre Valli Varesine.

Colbrelli bateu no Sprint seus compatriotas Italianos  Ulissi e Gavazzi após final surpreendente.

O  atleta da equipe Bardiani, já tinha vencido a Coppa Agostoni há duas semanas.

Foi a sétima vitória na temporada para Colbrelli, que irá se  juntar a equipe Bahrain-Merida no próximo ano, é a terceira vitória  italiana em uma prova de um dia no espaço de um mês após  as clássicas Agostoni e a Coppa Sabatini.

“Me senti bem hoje e a equipe me apoiou durante todo o dia. Segui Ulissi e [Rigoberto] Uran quando atacaram no final. Eu estava no meu limite, mas assim estavam i todos os outros “, disse o atleta  de 26 anos de idade.

“Isso me paga de volta para todo o trabalho duro que fiz nos últimos meses e o trabalho duro da equipe Bardiani feito para mim. Tenho de agradecer à equipe. Eu tive cinco grandes anos com eles. ”

 

Resultados.

1 Sonny Colbrelli (Ita) Bardiani 04:48:18
2 Diego Ulissi (Ita) Lampre – Merida
3 Francesco Gavazzi (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec
4 Tom Jelte Slagter (Ned) Cannondale-Drapac
5 Giovanni Visconti (Ita) Equipe Movistar
6 Philippe Gilbert Team (Bel) BMC a
7 Jens Keukeleire (Bel) Orica-BikeExchange
8 Gianluca Brambilla (Ita) Etixx – Quick-Step
9 Fabio Aru Pro Team (Ita) Astana
10 Kristian Sbaragli (Ita) Dimension Data

 

 

 

Copa Rio de Ciclismo.

unnamed

Maurício Knapp terminou a quarta etapa da Copa Rio a um segundo do líder.

O ciclista Maurício Knapp, da Equipe de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde / Powerade), ficou com o vice-campeonato da quarta etapa da Copa Rio, nesse domingo. A competição, que conta pontos para o ranking nacional da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), teve um percurso de 136 km em Guapimirim, região metropolitana de Rio de Janeiro.

Márcio Biagi, de Taubaté, foi o vencedor. Ele fechou a prova com o tempo de 3h16min8seg, um segundo à frente de Knapp. Em terceiro lugar, com o mesmo tempo do ciclista de Ribeirão Preto, chegou Márcio Lopes, também de Taubaté. José Ronaldo, da UCRJ e Renato Ruiz, mais um que representa Taubaté, foram quarto e quinto colocados, respectivamente.

“Foi um resultado importante do Knapp para ele e para a equipe também. É sempre bom manter a regularidade nas competições. Agora vamos continuar focados na sequência da temporada, para conseguirmos mais pódios nas provas restantes ainda nesse ano”, disse o técnico Marcelo Donnabella.

Agora, o time de Ribeirão Preto segue em preparação para as outras provas até o final do ano. Na estrada, a próxima competição prevista são os 100 km de Brasília, em novembro. Antes, de 10 a 14 de outubro, a equipe disputa o Campeonato Brasileiro de Pista, no velódromo de Maringá, no Paraná.

Eneco Tour 2016.

terpstra

Niki Terpstra ( Etixx-QuickStep ) foi  o vencedor do Eneco tour2016  após a chuva pesada e estradas escorregadias que virou a etapa final uma clássica o líder Rohan Dennis (BMC) caiu e abandonou a prova.

Boasson Hagen (Dimension Data) venceu a etapa nas encostas mais baixas da subida Geraardsbergen, batendo Terpstra e Oliver Naesen (IAM cycling).

Terpstra foi quinto na geral antes da etapa e usou suacapacidade na chuva e nas estradas de Flanders para lutar pela vitória à geral.

Naesen terminou 31 atrás do holandês na classificação geral, com Peter Sagan (Tinkoff) terminando em terceiro lugar geral a 1:00 após terminar em sexto na etapa em um grupo de perseguição.

Terpstra abriu um enorme sorriso quando ele percebeu que ele tinha ganhado tempo suficiente para garantir a vitória na geral ele garantiu a Etixx-QuickStep a 18ª vitória WorldTour na temporada.

Resultados.

1 Edvald Boasson Hagen (NOR) Dimension Data 04:33:36  
2 Niki Terpstra (Ned) Etixx – Quick-Step 00:00:01  
3 Oliver Naesen (Bel) IAM Ciclismo    
4 Tom Dumoulin (Ned) Equipe Giant-Alpecin 00:00:42  
5 Greg Van Avermaet Team (Bel) BMC Corrida    
6 Peter Sagan (SVK) Equipe Tinkoff 00:00:46  
7 Wilco Kelderman (Ned) Belkin Pro Cycling    
8 Jos van Emden (Ned) Belkin Pro Cycling 00:00:48  
9 Jon Izagirre Insausti Team (Spa) Movistar    
10 Dmitriy Gruzdev Pro Team (Kaz) Astana  
Classificação geral.
1 Niki Terpstra (Ned) Etixx – Quick-Step 22:43:26  
2 Oliver Naesen (Bel) IAM Ciclismo 00:00:31  
3 Peter Sagan (SVK) Equipe Tinkoff 00:01:00  
4 Greg Van Avermaet Team (Bel) BMC Corrida 00:01:02  
5 Jos van Emden (Ned) Belkin Pro Cycling 00:01:03  
6 Wilco Kelderman (Ned) Belkin Pro Cycling 00:01:11  
7 Zdenek Stybar (CZE) Etixx – Quick-Step 00:01:15  
8 Jon Izagirre Insausti Team (Spa) Movistar 00:01:19  
9 Tom Dumoulin (Ned) Equipe Giant-Alpecin 00:01:22  
10 Bob Jungels (Lux) Etixx – Quick-Step 00:01:31

 

Giro dell Emilia.

chaves-colombia

Esteban Chaves ( Orica-BikeExchange ) ganhou o Giro dell’Emilia no topo da subida San Luca.

O colombiano atacou  na subida final, passou os ciclistas que estavam na fuga, e conseguiu a  vitória à frente de Romain Bardet (AG2R La Mondiale) e Rigoberto Uran (Cannondale-Drapac).

“Foi um dia muito bom para a equipe”, disse Chaves após a vitória. “Eu conhecia  a subida porque eu corri aqui há quatro anos, então eu sei que todo mundo geralmente ataca no início da subida final.

“Eu fiquei calmo e apenas segui Fabio Aru, porque a sua equipe Astana estavam trabalhando muito. Nos últimos 500 metros quando todos estavam sem ar eu ataquei

“Foi muito bom  eu tinha as pernas para ganhar  a equipe hoje foi inacreditável.”

Resultados.

1 Esteban Chaves (Col) Orica-BikeExchange 05:07:28  
2 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 00:00:03  
3 Rigoberto Uran (Col) Cannondale Pro Cycling    
4 Fabio Aru Pro Team (Ita) Astana    
5 Jan Bakelants (Bel) AG2R La Mondiale 00:00:10  
6 Rodolfo Andres Torres (Col) Androni Giocattoli – Sidermec    
7 Jonathan Hivert (Fra) Fortuneo – Conceito Vital 00:00:11  
8 Diego Ulissi (Ita) Lampre – Merida 00:00:14  
9 Davide Villella (Ita) Cannondale Pro Cycling    
10 Igor Anton Hernandez (Spa) Dimension Data    

 

Coppa Sabatini 2016.

colbrelli

Sonny Colbrelli (Bardiani) venceu a Coppa Sabatini com um poderoso Sprint de um pelotão reduzido em Peccioli, Andrea Pasqualon (Team Roth) foio segundo, enquanto Carlos Barbero (Caja Rural-RGA Seguros) ficou em terceiro.

No sprint final, a superioridade de Colbrelli não admitia discussão. Vencedor da Coppa Agostoni na semana passada, Colbrelli novamente repetiu a excelente performance aqui.

Colbrelli está de olho em  uma vaga na equipe italiana para o Mundial do próximo mês no Catar, e também assinar com a nova esquadra Team  Bahrain Merida de Vincenzo Nibai em 2017.

Resultados

1 Sonny Colbrelli (Ita) Bardiani
2 Andrea Pasqualon (Ita) Equipe Roth
3 Carlos Barbero (Spa) Caja Rural-Seguros RGA
4 Andrea Vendrame (Ita) Itália
5 Jonathan Hivert (Fra) Fortuneo – Conceito Vital
6 Jan Bakelants (Bel) AG2R La Mondiale
7 Franco Pellizotti (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec
8 Francesco Gavazzi (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec
9 Kristian Sbaragli (Ita) Dimension Data
10 Roman Maikin (Rus) Gazprom-Rusvelo

 

, Andrea Pasqualon (Team Roth) foio segundo, enquanto Carlos Barbero (Caja Rural-RGA Seguros) ficou em terceiro.

No sprint final, a superioridade de Colbrelli não admitia discussão. Vencedor da Coppa Agostoni na semana passada, Colbrelli novamente repetiu a excelente performance aqui.

Colbrelli está de olho em  uma vaga na equipe italiana para o Mundial do próximo mês no Catar, e também assinar com a nova esquadra Team  Bahrain Merida de Vincenzo Nibai em 2017.

Resultados

1 Sonny Colbrelli (Ita) Bardiani
2 Andrea Pasqualon (Ita) Equipe Roth
3 Carlos Barbero (Spa) Caja Rural-Seguros RGA
4 Andrea Vendrame (Ita) Itália
5 Jonathan Hivert (Fra) Fortuneo – Conceito Vital
6 Jan Bakelants (Bel) AG2R La Mondiale
7 Franco Pellizotti (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec
8 Francesco Gavazzi (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec
9 Kristian Sbaragli (Ita) Dimension Data
10 Roman Maikin (Rus) Gazprom-Rusvelo

 

Eneco Tour 2016 #4 Etapa.

sagan-greipel-eneco-tour2016

Peter Sagan (Tinkoff) vence, Greipel (Lotto-Soudal)  com ajuda da imagem do photo finish, na 4ª etapa do Eneco tour.

Peter Sagan ( Tinkoff ) com essa vitória assume a liderança do Eneco tour ,  depois que o photo finish mostrou que ele superou  André Greipel (Lotto Soudal) por alguns centímetros.

Alexander Kristoff (Katusha), começou o sprint, e Sagan bateu ombros com Arnaud Demare (FDJ) em uma batalha para conseguir passar, com o protesto do francês quando cruzou a linha, Sagan descarregou sua própria raiva uma vez que sua vitória tinha sido confirmado.

Sagan tinha passado por  Kristoff, mas a maior ameaça vinha de trás com Greipel, ansiosos para provar ao técnicos alemães que ele é o cara para liderar a equipe Alemã no campeonato Mundial, pois  com Kittel fora, ele  veio voando do lado esquerdo.

Mas, essencialmente, não foi o suficiente para vencer, com  isso Sagan garantiu a vitória com uma diferença muito pequena e assumindo a liderança geral da prova.

“Há alguns ciclistas que não estão satisfeitos [com o sprint final]. Eu não sabia que eu tinha ganhado porque foi uma corrida muito parelha com Andre  eu tive que esperar pelos resultados finais.Estou muito feliz porque foi outra corrida  muito boa,  uma chegada no vento contrário “, disse Sagan.

“Eu tive um pequeno problema com DEMARE, mas se eu fiz algo ruim, me desculpe, mas eu não acho que eu fiz. Eu estava na minha linha e ele foi muito agressivo para mim. ”

“Estou feliz porque eu tenho mais alguns segundos a partir de hoje e queremos fazer um contra relógop  por equipes muito bem,  amanhã, então vamos ver como estamos indo. Queremos fazer o nosso melhor aqui “, acrescentou Sagan.

Resultados.

1 Peter Sagan (SVK) Equipe Tinkoff 04:42:12
2 André Greipel (Ger) Lotto Soudal
3 Alexander Kristoff (Nor) Katusha
4 Arnaud Demare (Fra) FDJ
5 Dylan Groenewegen (Ned) Belkin Pro Cycling
6 John Degenkolb (Ger) Equipe Giant-Alpecin
7 Reinardt Jans Van Rensburg
8 Amaury Capiot (Bel) Topsport Vlaanderen – Baloise
9 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo
10 Luka Mezgec (Slo) Orica-BikeExchange
sagan-lider-eneco-tour2016

Classificação  geral após a 4ª etapa.

1 Peter Sagan (SVK) Equipe Tinkoff 13:17:29
2 Rohan Dennis Team (Aus) BMC Corrida 00:00:07
3 Jos Van Emden (Ned) Belkin Pro Cycling 00:00:12
4 Jasha Sütterlin (Ger) Equipe Movistar 00:00:21
5 Martin Elmiger (Swi) IAM Ciclismo
6 Primoz Roglic (Slo) Belkin Pro Cycling 00:00:23
7 Taylor Phinney Team (EUA) BMC Corrida
8 Tony Martin (Ger) Etixx – Quick-Step 00:00:25
9 Niki Terpstra (Ned) Etixx – Quick-Step 00:00:28
10 André Greipel (Ger) Lotto Soudal

 

Eneco Tour 2016.

sagan-eneco-tour-2016

Peter Sagan ( Tinkoff ) ganhou em um sprint emocionante, mas confuso a 3ª etapa  do Eneco Tour após a fuga do dia ser apanhada dentro dos últimos 150 metros.

O Campeão Mundial veio atras de um monte de ciclistas e através das lacunas que não parecem existir teve a oportunidade de vencer à frente de Danny van Poppel (Sky Team) e Nacer Bouhanni (Cofidis).

líder da corrida e Rohan Dennis (BMC Racing) manteve a sua camisa de líder por apenas 3 segundos  com a Vitória de Sagan.

Tal vitória notável e inesperada – uma vez que a fuga parecia que iria decidir a etapa – mas Sagan imediatamente fez um caminho mais curto  para testemunhar o que ele acabara de conseguir.

Ele veio do nada e através de uma linha de Marcel Kittel, Bouhanni que estavam desesperados com a fuga com isso ele manda uma mensagem principal antes do Campeonato Mundial do próximo mês.

Foi uma vitória arrancada das garras da derrota, mas para a fuga, que desvendou espetacularmente nos metros finais,  foi desperdiçado oportunidade.

Resultados

1 Peter Sagan (SVK) Equipe Tinkoff 04:10:36
2 Danny Van Poppel (Ned) Team Sky
3 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis,
4 Dylan Groenewegen (Ned) Belkin Pro Cycling
5 Mark Mcnally (GBR) Wanty – Groupe Gobert
6 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo
7 Martin Elmiger (Swi) IAM Cycling
8 Marcel Kittel (Ger) Etixx – Quick-Step
9 André Greipel (Ger) Lotto Soudal
10 Alexander Kristoff (Nor) Katusha
Classificação geral após a etapa 3
1 Rohan Dennis Team (Aus) BMC Racing 08:35:24
2 Peter Sagan (SVK) Equipe Tinkoff 00:00:03
3 Jos Van Emden (Ned) Belkin Pro Cycling 00:00:05
4 Jasha Sütterlin (Ger) Equipe Movistar 00:00:14
5 Martin Elmiger (Swi) IAM Cycling
6 Wilco Kelderman (Ned) Belkin Pro Cycling 00:00:15
7 Matthias Brandle (Aut) IAM Cycling
8 Primoz Roglic (Slo) Belkin Pro Cycling 00:00:16
9 Taylor Phinney Team (EUA) BMC Racing
10 Marcel Kittel (Ger) Etixx – Quick-Step 00:00:17

 

 

 

Giro della Toscana 2016.

giro-toscana

Giovanni Visconti (Movistar) venceu a primeira etapa do Giro della Toscana nos arredores de Montecatini Terme.

Giovanni atacou faltanto 2 quilometros para o final e assim deixou Daniele Bennati (Tinkoff) em segundo, e Sonny Colbrelli (Bardiani ) terceiro, Fábio Aru (Astana) foi o quarto.

Visconti vive nas proxímidades da prova e conhece  muito bem as estradas. rm 2017 ele fará parte da nova equipe Bahrain Merida.

“Estou muito feliz por ter vencido na frente de minha família, praticamente no quintal de casa, eu queria dar essa vitória a equipe movistar e terminar minha trajetória em grande estilo com esta equipe magnifíca.”

“Vamos tentar ganhar a geral amanhã, a segunda etapa tem um começo bem difícil, mas se tudo correr bem provavelmente irá acabar no sprint, o que seria bom para Bennati e Colbrelli, mas eu também estou bem.”

 

Resultados.

1ª Giovanni Visconti (Movistar)

2ª Sonny Colbrelli (Bardiani)

3ª Daniele Bennati (Tinkoff)

 

 

Eneco Tour #2 Etapa.

dennis

Rohan Dennis é o novo líder Eneco Tour depois de um  contra-relógio perfeito.

 O atleta da BMC marcou  10’48 ” no percurso de 9,6 km  em um circuito na cidade de Breda (Holanda) e assume a camisa de líder.

Dennis  marcou seu tempo no início e definiu  o padrão para o resto do pelotão com uma marca de 10’48 “, superando o valor de referência estabelecido no início por  Ramunas Navardauskas (Cannondale).

O campeão mundial  Vasil Kiryienka (Sky ) certamente não fez o tempo melhor do que o australiano depois de aparecer no pódio de largada 45 segundos  atrasado.  

 
O favorito  Tom Dumoulin  seria quem poderia  bater o tempo definido por Dennis, mas o medalhista Olimpíco de prata ficou 20 segundos acima  e não acabou fazendo o top-ten. 
 
O compatriota de Dumoulin  Jos van Emden  (LottoNL-Jumbo) se saiu muito melhor. 
 
Vencedor do último contra-relógio do  ano em Hoogerheide ficou em segundo a 10’53 “, cinco segundos mais lento do que Dennis. 
 
O  Alemão  Jasha Sütterlin (Movistar) fez um surpreendente terceiro lugar marcando11’02”.
 
Dennis veste a camisa de líder e lidera a classificação com uma  vantagem de cinco segundos  para Van Emden e de 13 segundos para Sagan.
 
 
 
Resultados.
 
  • 1

    0:10:48

  • 2

    0:00:05

  • 3

    0:00:14

  • 4

    0:00:15

  • 5

    0:00:15

  • 6

    0:00:16

  • 7

    0:00:16

  • 8

    0:00:17

  • 9

    0:00:17

  • 10

    0:00:18

 
Classificação Geral.
 
  • 1

    4:24:48

  • 2

    0:00:05

  • 3

    0:00:13

  • 4

    0:00:14

  • 5

    0:00:15

  • 6

    0:00:15

  • 7

    0:00:16

  • 8

    0:00:16

  • 9

    0:00:17

  • 10

    0:00:18

Eneco Tour #1 Etapa.

dutch-eneco-tour-2016

Dylan Groenewegen ( LottoNL-Jumbo ) venceu a 1ª etapa  do Eneco Posto no sprint em Bolsward e vestirá a  primeira camisa de lider da prova.

Groenewegen é o campeão holandês já tinha mostrado sua forma no Tour of Britain e ele  fez a lição de casa na abertura do Eneco Tour, batendo os favoritos que estavam na prova e são os mesmos que estaram no campeonato mundial em Doha.

“A equipe trabalhou bem para me ajudar a conseguir esta vitória”, disse Groenewegen. “É uma vitória muito importante, eu consegui  na frente dos melhores velocistas do mundo. Vencer uma grande corrida como essa é especial.

“Esta é uma corrida WorldTour no meu país e ganhar a etapa de abertura em casa me  senti muito bem. Nós trabalhamos muito duro hoje e, no final a equipe foi recompensada pelo esforço,  Eu estou muito feliz.”

Resultados.

1 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo 4:14:00  
2 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis, Solutions Credits    
3 Peter Sagan (Svk) Tinkoff Team    
4 Edvald Boasson Hagen (Nor) Dimension Data    
5 Alexander Kristoff (Nor) Team Katusha    
6 Giacomo Nizzolo (Ita) Trek-Segafredo    
7 Arnaud Demare (Fra) FDJ    
8 Andrea Guardini (Ita) Astana Pro Team    
9 Marcel Kittel (Ger) Etixx – Quick-Step    
10 Roy Jans (Bel) Wanty – Groupe Gobert  

Classificação Geral.

1 Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo 4:13:50  
2 Nacer Bouhanni (Fra) Cofidis, Solutions Credits 0:00:04  
3 Frederik Backaert (Bel) Wanty – Groupe Gobert    
4 Laurens De Vreese (Bel) Astana Pro Team 0:00:05  
5 Peter Sagan (Svk) Tinkoff Team 0:00:06  
6 Matteo Bono (Ita) Lampre – Merida 0:00:07  
7 Bert Van Lerberghe (Bel) Topsport Vlaanderen – Baloise 0:00:08  
8 Brian Van Goethem (Ned) Roompot – Oranje Peloton    
9 Edvald Boasson Hagen (Nor) Dimension Data 0:00:10  
10 Alexander Kristoff (Nor) Team Katusha  

Campeonato Europeu, Sagan Campeão.

sagan-europeu-champs

Foi como esperado, Peter Sagan (Eslováquia) conquistou  o seu primeiro título no campeonato Europeu Elite no circuito de Plumelec, França, que era perfeito para suas caracteristicas.

Sagan venceu no sprint no topo da colina Cadoudal, deixando o Frances  Julian Alaphilippe em segundo  e o espanhol Dani Moreno em terceiro  com isso era vai  ganhar uma camisa diferente na próxima temporada branco e azul, isso se ele não ganhar campeonato mundial  em outubro, Doha. .

“Uma vez que é a primeira vez que o título europeu é aberto a ciclistas de elite, eu estou muito feliz por ser o vencedor”, disse Sagan.”Foi uma corrida muito rápida com uma subida difícil no fim, mas foi um ótimo percurso para mim. 

Havia duas maneiras de ganhar isso: estar em uma fuga ou aguardar o sprint final. Estou feliz por ter escolhido a segunda opção, e agradeço aos meninos da Eslováquia por me ajudar.

 Desta vez, foram uma equipe de seis, e não três, como geralmente é no campeonato  mundial, por isso fomos capazes de correr como uma equipe. “

Resultados.

1 Peter Sagan (Eslováquia) 05:34:23  
2 Julian Alaphilippe (França)    
3 Daniel Moreno (Espanha)    
4 Samuel Dumoulin (França)    
5 Peter Vacok (República Checa)    
6 Rui Costa (Portugal)    
7 Tony Gallopin (França)    
8 Phlippe Gilbert (Bélgica)    
9 Diego Ulissi (Itália)    
10 Luis Leon Sanchez (Espanha)    

 

Lauro Chaman Prata na Prova Estrada das Paraolimpiadas.

Lauro Chaman acelera para se desgarrar do italiano Andrea Tarlao no fim da prova (Foto: Washington Alves/MPIX/CPB)

Lauro Chaman acelera para se desgarrar do italiano Andrea Tarlao no fim da prova (Foto: Washington Alves/MPIX/CPB)

O ciclista de Araraquara Lauro Chaman voltou a fazer história nos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Três dias depois de tornar-se o primeiro atleta do país a ir ao pódio no ciclismo de estrada nos Jogos com o bronze no contrarrelógio da classe C5, ele avançou um passo neste sábado, dia 17, e garantiu a prata na prova de estrada C4-5 no Pontal, melhor resultado do esporte na história dos Jogos.

O brasileiro concluiu os 84km da prova em 2h13min46s e ficou pouco atrás do campeão, Daniel Abraham Gebru, dos Países Baixos, que marcou 2h13min08s. Lauro, que foi líder nos primeiros 15km do trajeto, ficou menos de um segundo à frente do italiano Andrea Tarlao, que ficou com o bronze, e do eslovaco Patrik Kuril, que fizeram o mesmo tempo que ele na prova. Chaman e o Gebru contaram com a queda dos líderes Yehor Dementyev, da Ucrânia, e Alistair Donohoe, da Austrália.

Nesta semana, o ciclista de Araraquara levou o bronze para o Brasil na disputa contrarrelógio C5 do ciclismo de estrada. Seja na prova de estrada, na qual todos largam juntos, ou de contrarrelógio, o ciclismo de estrada está presente nos Jogos Paralímpicos desde Nova York/Stoke Mandeville 1984. Na Rio 2016, estão sendo disputadas 33 modalidades. Lauro competem na categoria de atletas amputados, com potência muscular ou coordenação limitadas, e em bicicletas normais.

Quem o viu acelerando na bicicleta nos jogos paraolímpicos do Rio nem imagina que o jovem de Araraquara começou no ciclismo como um meio de transporte. A escola era distante da sua casa, então, ao invés de ir a pé, pedalava. Pegou gosto e não parou mais. Até porque usava o esporte para um fortalecimento do pé. Lauro nasceu com o pé esquerdo virado para trás e passou por três cirurgias para corrigir o problema.

Os procedimentos o fizeram perder a movimentação do tornozelo, que só passou a apresentar melhora com o ciclismo. Laurinho, como é chamado pelos amigos vive um momento especial na carreira e na vida pessoal. Atleta da Memorial-Santos foi para o Rio de Janeiro com a esperança de pódio tanto para a cidade que mora quanto para o litoral paulista que o acolhe nos treinamentos.

No ano passado, nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto, no Canadá, conquistou duas medalhas de ouro, as únicas do país neste tipo de disputa, e uma medalha de prata no ciclismo de pista. Em maio deste ano, o ciclista de Araraquara ganhou a medalha de ouro na prova contrarrelógio válida pela segunda etapa da Copa do Mundo na cidade.

Fonte:araraquaraja.com

Campeonato Europeu Feminino Estrada.

van-der-breggen

Anna van der Breggen (Holanda) venceu a prova estrada do Campeonato Europeu no sprint à frente de Katarzyna Niewiadoma (Polónia) segunda e Elisa Longo Borghini (Itália) terceira.

O trio tinha sido parte de um grupo que atacou dentro do quilómetro final, enquanto subiam o morro Cadoudal em Plumelec.

“É definitivamente especial  se tornar a  primeira campeã Europeia da história,” disse Van der Breggen após a corrida.

 “Eu quis vim aqui correr, por essa razão, embora eu já tinha uma temporada de sonho, mas estou muito feliz para adicionar este título. Tivemos uma equipe forte. Estou muito feliz por ter a camisa arco-iris. É uma bela jersey . “

Resultados.

1 Anna Van Der Breggen (Holanda) 02:55:55  
2 Katarzyna Niewiadoma (Polónia)    
3 Elisa Longo Borghini (Itália)    
4 Alena Amialiusik (Bielorrússia)    
5 Rasa Leleivyte (Lituânia) 00:00:01  
6 Giorgia Bronzini (Itália) 00:00:12  
7 Marianne Vos (Holanda)    
8 Emma Johansson (Suécia)    
9 Cecilie Uttrup Ludwig (Dinamarca)    
10 Séverine Eraud (França)  

Memorial Marco Pantani 2016

gavazzi-memorial-pantani-2016

Francesco Gavazzi (Androni-Giocattoli-Sidermec)  venceu a 13ª edição da clássica Itáliana,  Memorial Marco Pantani . 

Gavazzi da equipe Androni venceu no sprint em Cesenatico,  Gavazzi estava no grupo de 19 atletas que tinha seleccionado na longa e última subida do dia, Montevecchio.

Poucos metros antes da linha houve um tombo no grupo que prejudicou alguns atletas para o sprint,  Matteo Busato  ( WILIER-Southeast )foi segunfo e  Paolo Toto  ( Norda MG.Kvis-Vega ) terceiro.

Neste grupo de 19 atletas que veio para a chegada temos dar um destaque especial para a 8ª colocação do veterano Itáliano de 45 anos, Davide Rebellin (Ita) CCC Sprandi Polkowice sem dúvida alguma é o atleta mais velho do pelotão que ainda mostra que está em boas condições de combatividade com a nova safra de ciclistas.

memorial-pantani-2016

 

Resultados.

1 Francesco Gavazzi (Ita) Androni Giocattoli – Sidermec 4:28:50  
2 Matteo Busato (Ita) Wilier – Southeast    
3 Paolo Totò (Ita) Norda – Mg. K Vis    
4 Manuele Mori (Ita) Lampre – Merida    
5 Marco Tizza (Ita) d’Amico Bottecchia    
6 Gian Marco Di Francesco (Ita) Norda – Mg. K Vis    
7 Enrico Barbin (Ita) Bardiani CSF    
8 Davide Rebellin (Ita) CCC Sprandi Polkowice    
9 Davide Mucelli (Ita) Meridiana Kamen Team    
10 Marco Tecchio (Ita) Unieuro Wilier

 

Zanardi Conquista a Prata Na Prova Estrada  jogos Paraolímpicos 2016.

zanardi

15 anos após o acidente que custou as duas pernas, Alessandro Zanardi partiu para o segundo dia de competição nos Jogos Paraolímpicos do Rio de Janeiro. Depois do ouro no contrarrelógio, o italiano dava a pinta de que repetiria a dose nesta quinta-feira (15), no ciclismo de estrada. Mas não deu: depois de brigar pela liderança durante a maior parte do tempo, o ex-piloto precisou se contentar com a medalha de prata.

Mesmo sem a medalha de ouro, Zanardi é um grande vencedor. Por tudo que sua trajetória foi nos últimos 15 anos, a catarse dificilmente poderia ser maior. No aniversário do pior dos dias – no singular -, Zanardi volta a se apresentar como uma das maiores lendas do esporte.

De passagem discreta pela F1, por Lotus e Jordan, o italiano fez história mesmo na Indy, quando se destacou como um dos maiores da história recente do automobilismo norte-americano ao conquistar o bicampeonato pela equipe Ganassi, em 1997 e 1998. No ano seguinte, Alex voltou à F1, para correr pela Williams, mas a equipe de Woking já vivia fase decadente, e o italiano não foi bem-sucedido.

Seu retorno à Cart foi especulado durante toda a temporada de 2000, mas foi sacramentado um ano depois, correndo pela equipe do seu amigo dos tempos de Ganassi, Morris Nunn. Até que, na etapa alemã da temporada, disputada no circuito oval de Lausitzring, Zanardi sofreu o acidente que mudou para sempre sua vida. Após fazer um pit-stop, o então líder da prova perdeu o controle do seu Reynard Honda na saída do pit-lane, rodou e foi acertado em cheio pelo carro de Alex Tagliani. A impacto da batida foi fortíssimo, e Alessandro perdeu as duas pernas.

Mas Zanardi jamais esmoreceu, jamais desanimou. Um ano depois, voltou à mesma Lausitzring e completou as 13 voltas que faltavam para completar a corrida de 2011, com um modelo adaptado. O piloto seguiu sua carreira no automobilismo, correndo no WTCC (Mundial de Carros de Turismo), pela BMW, inclusive vencendo corridas. Mas pouco a pouco, o foco do italiano mudava para as competições paraolímpicas e viu nas maratonas um novo desafio a ser suplantado.

Foi em 2007 que Zanardi participou pela primeira vez da Maratona de Nova York, quando terminou em quarto na competição das bicicletas de mão. Era só o começo da sua jornada vitoriosa no esporte paraolímpico. Em 2011, Alex venceu as maratonas de Nova York e também de Veneza, além de assegurar a classificação para os Jogos de Londres, seu grande objetivo, e de garantir a medalha de prata no Mundial. Naquele ano, 2012, Zanardi venceu também a Maratona de Roma, chegando assim à Inglaterra na condição de favorito nas três provas em que foi inscrito: corrida contrarrelógio, a prova de estrada e também o revezamento. 

Em Londres, foram dois ouros e uma prata.

Fonte:© Fornecido por Grande Prêmio/MSN Esportes.

Lauro Chaman Bronze na Paralimpiada.

lauro

Lauro Chaman faz história e ganha medalha inédita para o Brasil no Paraciclismo de Estrada
Ciclista conquistou o bronze na prova de contrarrelógio masculina classe C5 nos Jogos Paralímpicos Rio2016.

A quarta-feira (14) foi histórica para o paraciclismo brasileiro. Lauro Chaman surpreendeu e ficou com a medalha de bronze na disputa da prova de contrarrelógio masculino, categoria C5, dos Jogos Paralímpicos Rio2016. O brasileiro encerrou as duas voltas do percurso de 30 quilômetros pelo Recreio dos Bandeirantes em 37min37s43, ficando atrás apenas do ucraniano Yehor Dementyev, ouro (36min53s23), e do australiano Alistair Donohoe, prata (37min33s36). 

O resultado inédito comprova a evolução do paraciclismo brasileiro e também a boa fase de Lauro Chaman, que terminou a menos de cinco segundos da medalha de prata. No último ciclo olímpico, o atleta natural de Araraquara (SP) subiu ao pódio de diversas provas de alto nível do calendário internacional, incluindo algumas etapas da Copa do Mundo de Paraciclismo e também do Mundial da modalidade, e ainda conquistou três medalhas no ParaPan de Toronto2015.

No último domingo (10), Lauro igualou o feito de João Schwindt, melhor resultado do país no Paraciclismo de Pista em Jogos Paralímpicos (quarto lugar na prova de resistência no paraciclismo de estrada, em Londres2012), conquistando o Top4 na prova de perseguição individual, classe C5. Depois de passar muito perto do pódio na pista, o ciclista ficou ainda mais motivado para as provas de estrada. O brasileiro manteve um ritmo forte do inicio ao fim. Já na primeira parcial, com 15 quilômetros, Lauro cravou o terceiro melhor tempo e suportou muito bem a pressão dos adversários levando a torcida local a loucura ao cruzar a linha de chegada em terceiro lugar. Ainda na mesma categoria, Soelito Gohr terminou na 9ª colocação. 

“Não tenho palavras para descrever esse momento. É muito gratificante ajudar meu país a subir no pódio, mas uma emoção única conquistar uma medalha paralímpica, ainda mais em casa, com a torcida toda gritando seu nome, te motivando. Esse resultado é fruto de muito suor, treino, sacrifícios… Nossa modalidade vem crescendo muito nos últimos anos e espero que isso ajude a fomentar ainda mais o paraciclismo em todo o Brasil”, contou o medalhista paralímpico. 

O Brasil também foi representado na prova de contrarrelógio por Jady Malavazzi na handbike H3 feminina e pela dupla Marcia Fanhani e Mariane Ferreira no Tandem B feminino. Jady comemorou muito a boa performance, cruzando a linha de chegada em sexto lugar (35min33s), há apenas 2 minutos da campeã paralímpica, a britânica Karen Darke (33min44s). Completaram o pódio a norte-americana Alicia Dana, prata, e a italiana Francesca Porcellato, bronze. Na disputa para deficientes visuais, Marcia Fanhani e sua piloto Mariane alcançaram o 16º lugar na categoria B, que teve no pódio a irlandesa Katie Dunlevy em primeiro, a japonesa Yuri Kanuma em segundo e a britânica Lora Turnham em terceiro. 

“O paraciclismo brasileiro tem muito a comemorar. Nossos atletas mostraram que estão crescendo exponencialmente, brigando de igual para igual com ciclistas experientes do circuito mundial, e também estamos colocando representantes em mais de uma classe, o que confirma o potencial para o país crescer ainda mais na modalidade. Certamente a medalha do Lauro e tudo o que vimos até aqui, e ainda veremos nos próximos dias com as provas de resistência, irá atrair mais praticantes para a modalidade e também ajudará a fortalecer o trabalho dos atletas que já estão nessa caminhada”, destacou José Luiz Vasconcellos, presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). 

As competições de paraciclismo de estrada seguem até o sábado (17), com as provas de resistência.  

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA
CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO

Grand Prix Wallonie 2016.

gallopin

Tony Gallopin (Lotto Soudal) levou a sua primeira vitória da temporada 2016 com um ataque no final que lhe rendeu a vitória no Grande Prémio de Wallonnie.

O francês, fazia parte de sete ciclistas que atacou  no sopé da subida final para a Cidadela de Namur, com pouco mais de um quilômetro para o fim o Francês atacou  e segurou a vantagem até o final.

Petr Vakoc (Etixx-QuickStep) foi o segundo e Jerome Baugnies (Wanty Groupe Gobert) foi o terceiro finalizando o pódio da Clássica Belga.

A corrida de 205,5 km na região montanhosa de Wallonnia teve destaque para  sete subidas curtas, com três na primeira metade do percurso e as outras quatro nos  40 km finais.

As estradas de paralelepípedos íngremes levou os ciclistas a uma série pitoresca de curvas em grampos (90º), depois de Weening.

Resultados.

1 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal 5:06:17  
2 Petr Vakoc (Cze) Etixx – Quick-Step    
3 Jérôme Baugnies (Bel) Wanty – Groupe Gobert 0:00:01  
4 Huub Duijn (Ned) Roompot – Oranje Peloton    
5 Nicolas Edet (Fra) Cofidis, Solutions Credits    
6 Tiesj Benoot (Bel) Lotto Soudal 0:00:04  
7 Baptiste Planckaert (Bel) Wallonie Bruxelles – Group Protect    
8 Rasmus Guldhammer (Den) Stölting Service Group    
9 Jonathan Hivert (Fra) Fortuneo – Vital Concept    
10 Fabian Wegmann (Ger) Stölting Service Group
 

 

Coppa Bernocchi 2016.

nizzolo

O campeão italiano Giacomo Nizzolo (Trek-Segafredo) venceu a clássica Itáliana  Copa Bernocchi, batendo no sprint os dois atletas da equipe Bardiani, Nicola Ruffoni foi segundo  e Paolo Simion foi terceiro na cidade de  Legnano.

Nizzolo estava competindo como parte da equipe nacional italiana que também incluía  o medalhista olimpico do omnium,  Elia Viviani, e a vitória foi  importante para a sua credencial de lider  da squadra azzurra  na prova de estrada Campeonato  Mundial  no próximo mês em Doha.

Foto: Tim de Waele.

Resultados.

1 Giacomo Nizzolo (Ita) Italy    
2 Nicola Ruffoni (Ita) Bardiani-CSF    
3 Paolo Simion (Ita) Bardiani-CSF

Flavia Oliveira consegue a Vice colocação no  Giro da Toscana 2016.

293712_638126_flavia_em_treino_para_o_tour_de_ardeche___edit_web_

São Paulo (SP) – A carioca Flavia Oliveira (Specialized) encerrou neste fim de semana uma temporada de grandes conquistas em sua carreira. Após obter o melhor resultado do Brasil no ciclismo de estrada em Jogos Olímpicos, com o sétimo lugar na Rio 2016, e conquistar na semana passada o título do Tour de Ardeche, na França, neste domingo (11) Flavinha encerrou sua participação no Giro da Toscana, na Itália, com o vice-campeonato. Em Jelenia Góra, na Polônia, a goiana Raiza Goulão (Specialized Racing BR) foi a nona colocada na Maja Race MTB, enquanto em Ouro Preto (MG) o mineiro André Bretas (Specialized Factory Racing Brasil) garantiu o bicampeonato do Brasil Enduro Series,

O Giro Internacional Feminino da Toscana foi disputado com o contrarrelógio de 2,2 km na sexta-feira (9) e duas etapas longas na sequência. Após o 21ª lugar na abertura, Flavinha foi sexta colocada no sábado (10), com largada e chegada em Segromigno (133,6km). No dia seguinte, a brasileira finalizou a etapa final, com 96,3 km entre Luca e Capannori, no segundo lugar e junta com a campeã, a 52 segundos do pelotão de perseguidoras, garantindo assim o vice-campeonato.

“A terceira e última etapa foi aquela que tinha mais subidas e eu estava ciente de que a separação do pelotão seria no último prêmio de montanha, o maior de todos na prova. Eu e a líder abrimos vantagem do grupo e procuramos manter a diferença para o pelotão até o final do percurso”, relatou Flavinha. “Estava um pouco cansada do Tour de Ardeche e não tive forças para vencer a etapa no sprint final, mas garanti o vice o que me deixou muito satisfeita”.

Flavia encerrou assim a temporada com importantes resultados. Se na Olimpíada e no Tour de Ardeche ela fez história, em julho a ciclista também conquistou grandes feitos, como o título de montanha do Tour de Feminin, na República Tcheca, e o vice-campeonato do Tour da Polônia em seguida. “Estou muito contente de terminar bem a temporada e com a sensação de que fiz um ano muito bom, com ótimos resultados. Que comece o período sem competições, para descansar um pouco e em seguida já planejar 2017”, concluiu Flavinha, 40a. colocada no ranking mundial de estrada, segundo atualização deste domingo (11).

Fonte:assessoria imprensa.

 

Volta do ABC 2016 Resultados.

logo_19a-volta-abcd

Confira todos os resultados da 19ª Volta Ciclistica do Grande  ABC Prêmio Gilson Alvaristo.

Resultados Volta ABC 2016 Categoria Elite Masculino

Resultados Volta ABC 2016 Demais Categorias.

 

Vuelta a España 2016

#21 Etapa.

nielsen

Magnus Cort Nielsen (Orica-BikeExchange) venceu a etapa final da Vuelta a España no sprint em Madrid, enquanto Nairo Quintana (Movistar) terminou com segurança no pelotão principal para selar a vitória  geral à frente de Chris Froome (Sky) e Esteban Chaves ( Orica-BikeExchange).

De acordo com a tradição, a curto trecho final de Las Rozas para o circuito no centro da cidade foi em grande parte um passeio, com Quintana e os protagonistas da batalha da classificação geral compartilhando taças de champanhe em direção a conclusão desta Vuelta 2016.

A vitória foi a segunda de Cort Nielsen nesta Vuelta e a quarta para a equipeOrica-BikeExchange após os triunfos anteriores do Keukeleire e Simon Yates, entretanto, foi na classificação geral  do terceiro lugar de Chaves que foi a melhor posição da equipe.

contador

Quintana ganha a Vuelta por 01:23 em cima de  Froome, enquanto Chaves leva o terceiro lugar na classificação geral, por 04:08 em cima de Alberto Contador (Tinkoff) teve de se contentar com o quarto lugar na geral  13 segundos atrás de Chaves, mas como consolação ganhou o prêmio de atleta mais combativo de toda a Vuelta 2016.

Resultados.

1 Magnus Cort Nielsen (Den) Orica-BikeExchange 2:48:52  
2 Daniele Bennati (Ita) Tinkoff Team    
3 Gianni Meersman (Bel) Etixx – Quick-Step    
4 Kristian Sbaragli (Ita) Dimension Data    
5 Nikias Arndt (Ger) Team Giant-Alpecin    
6 Lorenzo Manzin (Fra) FDJ    
7 Romain Hardy (Fra) Cofidis, Solutions Credits    
8 Jhonatan Restrepo (Col) Team Katusha    
9 Rudiger Selig (Ger) Bora-Argon 18    
10 Salvatore Puccio (Ita) Team Sky

podio-vuelta-2016

Classificação Geral.

1 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 83:31:28  
2 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:01:23  
3 Esteban Chaves (Col) Orica-BikeExchange 0:04:08  
4 Alberto Contador (Spa) Tinkoff Team 0:04:21  
5 Andrew Talansky (USA) Cannondale-Drapac 0:07:43  
6 Simon Yates (GBr) Orica-BikeExchange 0:08:33  
7 David De La Cruz (Spa) Etixx – Quick-Step 0:11:18  
8 Daniel Moreno (Spa) Movistar Team 0:13:04  
9 Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac 0:13:17  
10 George Bennett (NZl) Team LottoNl-Jumbo 0:14:07  

 

 

GP de Quebec 2016

 

sagan-quebec-2016

O Campeão mundial  Peter Sagan (Tinkoff) venceu o Grand Prix Cycliste de Quebec City. 

Ele passou  Rigoberto Uran (Cannondale-Drapac) a poucos metros da linha de chegada para conquistar a vitória à frente do medalhista de ouro olímpico Greg Van Avermaet (BMC) e Anthony Roux (FDJ).

“Eu senti  que eu não precisava ir no limite nas duas últimas subidas porque o final era difícil.

O último quilômetro tinha um vento contrário, Rigoberto tentou como no ano passado, mas hoje foi diferente”, disse Sagan no final.

“O último quilômetro foi muito rápido depois de 200 km. Vi Rigoberto ir, e eu pensei que talvez nós iriamos disputar o segundo lugar, mas ele diminuiu no fim, porque era muito difícil. O piloto FDJ [Roux] começou o sprint e eu estava bem posicionado foi inacreditável. “

Resultados.

1 Peter Sagan (Svk) Tinkoff Team 5:07:13  
2 Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team    
3 Anthony Roux (Fra) FDJ    
4 Alberto Bettiol (Ita) Cannondale-Drapac    
5 Michael Matthews (Aus) Orica-BikeExchange    
6 Nathan Haas (Aus) Dimension Data    
7 Diego Ulissi (Ita) Lampre – Merida    
8 Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo    
9 Petr Vakoc (Cze) Etixx – Quick-Step    
10 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac

 

 

 

Vuelta a España 2016

#20 Etapa.

pierre-latour

Pierre Latour (AG2R-La Mondiale) venceu a 20ª etapa da Vuelta no penúltimo dia da corrida, mas praticamente sua vitória foi ofuscada pela luta entre 4 atltetas.

A primeira era entre o lider Quintana (Movistar) e o vice-lider  Froome (Sky), era uma marcaçã acirrada entre os dois e nos quilometros finais Froome forçou o ritmo mas o Colombiano acompanhou sem problema e ainda conseguiu chegar dois segundos a frente e o gesto do Inglês foi no maior estilo Fair play, cruzando a linha aplaudindo Quintana e reconhecendo a superioridade.

O Outro Duelo entre Esteban Chaves (Orica-BikeExchange), e Alberto Contador (Tinkoff) estava em jogo o último lugar do pódio e o Espanhol começou a etapa com  uma vantagem de pouco mais de 1 minuto.

Mas o homem da etapa, chama-se Esteban Chaves que saiu no contra ataque a Contador.

Esteban Chaves (Orica-BikeExchange), colocou sua equipe para trabalhar a partir da  metade da etapa, e, em seguida, saltou do grupo da camisa vermelha na  penúltima subida, de categoria 2 (Puerto de Tudons), faltando 45 quilómetros  para o fim.

Contador não tinha companheiros de equipe junto no pequeno grupo, mesmo Yury Trofimov  ficando para trás para dar uma mão,  Chaves rapidamente colocou uma vantage de  um minuto.

Nas encostas mais baixas do 21 km  Chaves tinha uma margem de quase dois minutos  do grupo do camisa vermelha,  Contador foi reduzindo para tentar controlar a situação, mas estava mostrando alguns sinais de cansaço, Chaves simplesmente forçou seu ritmo  até o topo, e  isso foi suficiente para tirar  Contador do terceiro lugar.

Chaves  cruzou a linha em nono na etapa, 3:17 depois do vencedor,  Latour e apenas 46 segundos à frente de Quintana, mas 1:25 à frente de Contador – o suficiente para leva-lo ao pódio por apenas 13 segundos.

Resultados.

1 Pierre-Roger Latour (Fra) AG2R La Mondiale 5:19:41
2 Darwin Atapuma (Col) BMC Racing Team 0:00:02
3 Fabio Felline (Ita) Trek-Segafredo 0:00:17
4 Mathias Frank (Swi) IAM Cycling 0:00:40
5 Robert Gesink (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:01:03
6 Bart De Clercq (Bel) Lotto Soudal 0:01:28
7 Rudy Molard (Fra) Cofidis, Solutions Credits 0:02:02
8 Lilian Calmejane (Fra) Direct Energie 0:03:01
9 Esteban Chaves (Col) Orica-BikeExchange 0:03:17
10 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 0:04:03

 

Classificação Geral.

1 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 80:42:36
2 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:01:23
3 Esteban Chaves (Col) Orica-BikeExchange 0:04:08
4 Alberto Contador (Spa) Tinkoff Team 0:04:21
5 Andrew Talansky (USA) Cannondale-Drapac 0:07:43
6 Simon Yates (GBr) Orica-BikeExchange 0:08:33
7 David De La Cruz (Spa) Etixx – Quick-Step 0:11:18
8 Daniel Moreno (Spa) Movistar Team 0:13:04
9 Davide Formolo (Ita) Cannondale-Drapac 0:13:17
10 George Bennett (NZl) Team LottoNl-Jumbo 0:14:07

 

Vuelta a España 2016

 

%d blogueiros gostam disto: