Motor Na Bike é Doping de Pobre Afirma Gazzetta Dello Sport.

roda-magnetica

Rodas eletromagnéticas são a nova fronteira do doping mecânica, afirma Gazzetta dello Sport.

Jornal italiano Gazzetta dello Sport descreveu um motor escondido no tubo do assento e suporte inferior como ‘doping velho “, sugerindo que as rodas especiais, capazes de produzir 20-60 watts via eletromagnetismo e custando 200 mil euros, são a forma mais sofisticada de doping mecânico atualmente em uso no ciclismo.
 
A UCI confirmou durante as etaas do campeonato mundial de ciclo-cross em Zolder neste fim de semana que eles tinham descoberto o primeiro caso de “fraude tecnológico”. 
 
A belga de 19 anos Femke Van den Driessche alegou que a bike pertencia a um amigo e tinha sido preparado por engano, e levado para os boxes da corrida por seu mecânico.
 
O doping Motorizado tem sido um tema de discussão e acusação desde 2010. Os regulamentos sobre o doping tecnológico foram trazidos em vigor em janeiro passado e  um ciclista recebeu uma punição mínimo de seis meses e multa  entre 20.000 e 200.000 francos suíços.
 
A UCI introduziu controles de bicicleta para o Campeonato Mundial, as mesmas que as que foram feitas em corridas de estrada ao longo da temporada passada.
 
A Gazzetta dello Sport deu a história de uma página inteira no jornal desta segunda-feira, com um chamado “guru do setor ‘dizendo: “Você pode fazer mais milagres com eletricidade do que com química, é também menos prejudicial para a sua saúde.” 
 
O jornalista Claudio Ghisalberti tem um excelente entendimento da tecnologia de bicicleta e desempenho. Sua fonte explica em detalhes como os motores são montados nas bicicletas.
 
O jornal descreve o uso de rodas eletromagnéticas como a “nova fronteira” do doping tecnológico. “Um motor escondido no tubo do assento é coisa antiga, quase artesanal. 
 
Tem sido ultrapassado, é doping de um homem pobre “, escreve Ghisalberti. 
 
“A nova fronteira é muito mais avançada tecnologicamente e dez vezes mais caro. A roda traseira: custa 200.000 euros, e há uma lista de espera de seis meses.
 
O primeiro tipo utiliza um motor para girar as manivelas; o segundo é eletromagnética. “Já houve alegações de que os motores foram utilizados para vencer eventos esportivos italianos, onde os ex-profissionais e amadores locais, muitas vezes andam para garantir a cobertura da mídia, pequeno patrocínio e direitos de se gabar.
 
” Eu vendi 1200 [do antigo sistema] na Itália nos últimos anos. Eu só posso rir quando vi os resultados do Gran Fondo, eu poderia reescrever quase todos eles, “Gazzetta dello Sport cita sua fonte”como  Mister X “.
 A fonte explica como os clientes compram bicicletas completas, muitas vezes através de um intermediário.” O quadro de fibra de carbono é aberta, o motor, é instalado e em seguida, o quadro é fechado, reparado e pintado “… Claro que há um risco de um pequeno defeito pode criar um ponto fraco e o quadro abrir novamente deixando o ciclista na mão. “
 
Gazzetta usou um gráfico de uma roda para mostrar como fios elétricos estão escondidos em uma roda de perfil alto de fibra de carbono para criar uma fonte eletromagnética que gere  entre 20-60 watts, a energia produzida pelas rodas é suficiente para “transformar um ciclista de nível médio em ciclista  profissional fenômeno. 
 
“Havia suspeitas e relatórios que as rodas eletromagnéticas estavam sendo usados ​​na última temporada, mas elas nunca foram provadas ou descobertas.”
 
 É um sistema tão perfeito que eu tenho certeza que alguns ciclistas não sabem que estão a usá-la
 
 Eles devem achar que eles tiveram um grande dia,  As suspeitas de doping mecânico têm circulado desde 2010.
 Eu acho que você só precisa estudar as façanhas de alguns ciclistas para ver quem utiliza um motor. É por isso que eu sugeri a inserção de dados de potência no passaporte biológico. “

Sobre blogdebicicleta

Ola! Sou Virsão, este blog é para ajudar a divulgar o ciclismo, mostrando todas as notícias, fatos, denúncias, provas sobre o esporte caso tenha alguma matéria ou fato a ser públicado nos envie que divulgaremos no blog.
Galeria | Esse post foi publicado em federaçao paulista ciclismo, FPC, giro d'itália, media paulista ciclismo, MPC, mundial ciclismo, paris - roubaix, Postadas, resultados ciclismo, tour de france. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s